Paolla Oliveira, a onça e a desestabilização que elas causaram

Essa estratégia vincula a libido feminina a algo descontrolado e selvagem. Nessa linha, mulheres, animais e os chamados "povos incivilizados" estariam mais próximos de um erotismo refém das pulsões primitivas, desgovernado e perigoso.

Por outro lado, os jeitos de viver e as filosofias de vida de diversos povos indígenas nos falam sobre uma continuidade entre a humanidade e todas as existências, entre pessoas, bichos, plantas, lugares, entre o que entendemos como cultura e natureza. Nessa visão, não existiria uma separação definitiva entre o que é da ordem do natural e o que é da ordem do humano. Pessoas fazem parte da natureza e a natureza parte de nós, e consequentemente do que entendemos como cultura. Pessoas podem virar bicho, os bichos podem virar pessoas, e isso cria uma profusão de possibilidades de existir.

Na fantasia de onça, Paolla mexe com as convenções, convocando a força do elo entre natureza e cultura, entre ser mulher e ser bicho. Ela abala a negatividade d

[...] (Atenção: Este texto é apenas uma prévia, visite UOL Esporte para acessar o conteúdo completo.)
Voltar Ver Notícia Completa
O Cidades do meu Brasil é apenas um agregador de notícias e não tem responsabilidade pelos textos publicados. O conteúdo de cada artigo é de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores e veículos de comunicação.

Últimas Buscas

Como fazer

Informações úteis para o seu dia a dia.

Datas Comemorativas de Hoje

Dia+da+Voz

Dia da Voz

"Dia Nacional da Voz" no Brasil e ao "Dia Mundial da Voz" ou "World Voice Day", atualmente uma celeb...

Saiba Mais
Versículo do Dia:
E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus.
(Romanos 8:28)
Bíblia Online