Início » Minas Gerais » São José do Alegre » Notícias


Avaliação geral do município: 4.1 / 5 para São José do Alegre por Cidades do meu Brasil em 7 dezembro 2018

Últimas Notícias do Município de São José do Alegre - Minas Gerais

Resumo de Notícias alegrense até 24/11/2020

Veja Aqui Todas Informações sobre a Cidade de São José do Alegre




Mais nove mortes e outros 274 novos casos da doença foram confirmados em boletim nesta quinta-feira (12). A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) voltou a divulgar mortes pela Covid-19 no Estado nest ...
Fonte: Jornal de Tijucas
Foto: SES volta a divulgar mortes por Covid-19 em MG; óbitos pela doença no Sul de MG vão a 984

1 de 2 Sul de Minas volta a ter alta de casos de Covid-19 pela 2ª semana seguida; mortes dobram em sete dias Breno Esaki/Saúde-DF O Sul de Minas voltou a registrar alta de novos casos de Covid-19 pela ...
Fonte: globo
Foto: Sul de Minas volta a ter alta de casos de Covid-19 pela 2ª semana seguida; mortes dobram em sete dias
Mais oito mortes e outros 508 novos casos foram confirmados no boletim desta segunda-feira. Mais oito mortes e outros 508 novos casos de Covid-19 foram confirmados no Sul de Minas em novo boletim divu ...
Fonte: Jornal de Tijucas
Foto: Mortes por Covid-19 vão a 1.043 no Sul de Minas; casos passam dos 39,6 mil, aponta Estado

   Fonte: Jornal O Aperitivo
   Fonte: Diário do Grande ABC

Trailer do curta-metragem ELÃ!

Agosto de 1954. O plano em close do pijama manchado de sangue e pólvora de Getúlio Vargas no prólogo de ELÃ! dá a senha do modo à queima-roupa de viver a política no Brasil no período. Abril de 1964. Quase dez anos depois, outra crise nacional. Nela, dois personagens se destacam. Entrincheirados nos palácios Piratini (Porto Alegre) e Guanabara (Rio de Janeiro), o deputado federal Leonel Brizola e o governador Carlos Lacerda exortam as massas diante do golpe miliar que acabara de se instalar no país. Cada qual no seu respectivo front. Sob a urgência do momento, em pronunciamentos radiofônicos improvisados, apelam às armas contra o inimigo. Em agosto de 1961, Brizola havia liderado a Campanha da Legalidade, irradiando do mesmo Palácio Piratini, as denúncias contra as manobras de bastidores – com o alto comando das Forças Armadas envolvido – para afastar o então vice-presidente João Goulart após a renúncia de Jânio Quadros. Brizola pretende reeditar o feito, assumindo mais uma vez a liderança dessa nova versão daquele movimento popular. Uma atitude que fez atrasar em quase três anos o golpe militar que, agora, finalmente consumado, é saudado ao microfone por Lacerda, nas dependências do Palácio Guanabara. Lacerda alardeia a (inexistente) presença de comunistas nas imediações do Palácio Guanabara enquanto, em marcha desde Minas Gerais, mais tanques se aproximavam dali em sua “defesa”. O que há em comum entre as duas experiências é a atmosfera de alarme. E, também, o tom arrebatado empregado em cada um dos discursos, assinalando conscientemente a ressonância histórica do momento. ELÃ! se apoia na performance retórica passional de dois ícones da vida pública brasileira que encarnavam tendências ideológicas opostas. O conflito aberto que travaram entre si ao longo das suas trajetórias comparece resumido no filme na forma de um tenso diálogo recriado a partir de dois eventos vividos quase que ao mesmo tempo. Neles, o ouvinte/espectador se vê no interior de situações-limite que flertam abertamente com a morte. As ameaças à bala contra o inimigo ou a disposição à autoimolação política são a marca da virulência verbal de Brizola e Lacerda em ambas as circunstâncias. ELÃ! é uma realização da contrAtaque Produções Direção, produção executiva, argumento, roteiro e pesquisa: Lucio Branco Montagem, finalização e cor: Jansen Raveira Mixagem e trilha original: Marcos Thanus Banda sonora: Lucio Branco Jansen Raveira Marcos Thanus Tratamento de fotos: Louise Xavier Dantas Tatiana Guimarães Assistência de pesquisa: José Cosme “Muga” Jansen Raveira Áudio original: Discurso irradiado de Leonel Brizola, governador do Rio Grande do Sul, no Palácio Piratini, defronte à praça da Matriz, em Porto Alegre, em 1º de abril de 1964, tentando reeditar a Campanha da Legalidade. Discurso irradiado de Carlos Lacerda, governador do Estado da Guanabara, no interior do Palácio Guanabara, em 1º de abril de 1964.


AVISO: O conteúdo de cada postagem é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem. Se você encontrou algum conteúdo ofencivo ou pornográfico, por favor entre em contato conosco. você também pode enviar seu texto para gente.

Siga nosso Instagram!

Compartilhe Esta Página: