Início » Minas Gerais » Dom Joaquim


Dom Joaquim - Minas Gerais



Dom Joaquim faz parte do estado de Minas Gerais. A população avaliada em 2004 era de 4.564 habitantes, totalizado com os distritos de Gororós e São José da Ilha.

Dom Joaquim é uma cidade tranquila. Apesar de ser de difícil acesso, principalmente em épocas de chuva, o município recebe centenas de turistas durante o ano inteiro, em busca da tranquilidade e do sossego do município.

Dentre outros eventos populares, o Carnaval atrai um grande número de turistas. No município podem ser encontradas cachoeiras que fazem a alegria de seus moradores e visitantes.

História da cidade de Dom Joaquim

Na cidade de Serro soube-se que o Rio do Peixe, que se encontra com outro rio (antigo Ribeirão do Gaya), era um lugar de muito peixe e ouro. Por volta de 1770 o português Domingos Barbosa de Carvalho, vindo de Serro, se instalou na região (pertencente até então ao português João Lopes de Albuquerque) após encontrar indícios de ouro e diamente nos rios que cortam a região. Nesta época o Ribeirão do Gaya foi rebatizado de Folheta, já que o ouro era encontrado em folhetos, ou seja, em lascas de ouro.

Domingos Barbosa construiu sua morada no ponto mais elevado da região, morro conhecido como "Alto da Palha", por razões de segurança e religiosas, pois acreditava-se à época que um dilúvio estaria por vir. Ergueu uma capela dedicada a São Domingos (posteriormente padroeiro de Dom Joaquim, cuja imagem foi trazida de Portugal - clique aqui para saber mais sobre a vida do padroeiro), do qual era devoto. Ao redor desta, assim como na tradição dos primeiros povoamentos em terra de Minas Gerais, formou-se o Arraial de São Domingos (que 100 anos mais tarde ganharia o nome de Arraial de São Domingos do Rio do Peixe).

Com o passar do tempo, Domingos e sua comitiva chegaram à conclusão que deveriam mudar-se para um terreno mais baixo, já que buscar água era algo muito trabalhoso (inicialmente realizado por escravos). Em 1818 passaram para a margem esquerda do Rio Folheta, onde cultivaram suas lavouras. à essa época, o Arraial era vila de Diamantina (assim como Serro).

Em 1870 é elevado a freguesia, e em 1920 o Arraial passou à categoria de distrito, pertencente ainda a Conceição do Serro (atualmente Conceição do Mato Dentro), com o nome de Arraial de São Domingos.

Após diversos abaixo-assinados do então São Domingos do Peixe e região, a 17 de dezembro de 1938 pelo decreto-lei no. 148, emancipa-se e eleva-se à categoria de cidade, com território desmembrado de Conceição do Mato Dentro, após ter pertencido a Serro, tendo como primeiro prefeito o senhor Waldemar Teixeira e o nome Dom Joaquim em homenagem ao Arcebispo da Arquidiocese de Diamantina, Dom Joaquim Silvério de Souza. Nessa época Dom Joaquim era composto de quatro distritos: ex - São Domingos do Rio do Peixe, Viamão (em 31 de dezembro de 1943 passou-se a chamar Carmésia), Senhora do Porto (desmembrado do município de Guanhães) e Gororós ,atualmente o único distrito do município.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de São Domingos do Rio do Peixe, pela Lei Provincial nº 1718, de 05-10-1870, e Lei Estadual nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Conceição do Serro.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de São Domingos do Rio do Peixe, figura no município de Conceição do Serro.

Assim permanecendo nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920.

Pela Lei Estadual nº 843, de 07-09-1923, o distrito de São Domingos do Rio do Peixe, perdeu terras para constituir o novo distrito de Viamão e ainda o município de Conceição do Serro passou a chamar-se simplesmente Conceição.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de São Domingos do Rio do Peixe, figura no município de Conceição.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Elevado á categoria de município com a denominação de Dom Joaquim, pelo Decreto-Lei Estadual nº 148, de 17-12-1938, desmembrados dos municípios de Conceição, Guanhães e Sêrro.

Sede no antigo distrito de Dom Joaquim. Constituído de 4 distritos: Dom Joaquim, Gororós, criado pelo Decreto Lei acima citado, com terras terras desmembradas do distrito de Rio do Peixe (pertencente ao município de Serro), Senhora do Porto (ex-Porto de Guanhães) desmembrado de Guanhães e Viamão desmembrado de Conceição. Não temos a data de instalação.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4 distritos: Dom Joaquim, Gororós, Senhora do Porto e Viamão.

Pelo Decreto-Lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, o distrito de Viamão passou a denominar-se Carmésia.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Dom Joaquim, Carmésia (ex-Viamão), Gororós e Senhora do Porto.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.

Pela Lei Estadual nº 1039, de 12-12-1953, desmembra do município de Dom Joaquim o distrito de Senhora do Porto. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 3 distritos: Dom Joaquim, Carmésia e Gororós.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela Lei Estadual nº 2764, de 30-12-1962, desmembra do município de Dom Joaquim o distrito de Carmésia. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos:Dom Joaquim e Gororós.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica distrital

São Domingos do Rio do Peixe para Dom Joaquim, alterado pelo Decreto-Lei Estadual nº 148, de 17-12-1938.

Fonte: www.cnm.org.br

Código do Município

3122603

Gentílico

dom-joaquinense

Prefeito

GERALDO ADILSON GONCALVES

População
População estimada [2018]4.482 pessoas  
População no último censo [2010]4.535 pessoas  
Densidade demográfica [2010]11,37 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,7 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]418 pessoas  
População ocupada [2016]9,1 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]42,5 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,9 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,9  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3,9  
Matrículas no ensino fundamental [2017]720 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]256 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]60 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]31 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]7 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]9.377,00 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]93,5 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,622  
Total de receitas realizadas [2017]17.404,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]13.249,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]27,4 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,7 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]4 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]398,822 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]56,1 %  
Arborização de vias públicas [2010]10,7 %  
Urbanização de vias públicas [2010]35 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Dom Joaquim: Imagens da cidade e Região

imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-1
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-2
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-3
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-4
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-5
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-6
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-7
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-8
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-9
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-10
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-11
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-12
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-13
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-14
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-15
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-16
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-17
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-18
imagem de Dom+Joaquim+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Dom Joaquim e arredores.


Você conhece a cidade de Dom Joaquim? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. andrea apaecida dos santos oliveira's avatarandrea apaecida dos santos oliveira

    sou bisneta de arvina martins e lontra batista moradora de dom joaquim ano 1920

    #1 – 02/04/2016 - 00:21

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: