Início » Paraná » Paiçandu


Paiçandu - Paraná



Paiçandu é uma cidade localizada no Norte-Central do estado do Paraná, na Região Metropolitana de Maringá.

Por ocasião da instalação do município a grafia ficou registrada com dois esses, Paissandu. Em 25 de julho de 1970, pela Lei 4.245, passou para a denominação "Paiçandu".

Sendo município vizinho de Maringá, é considerado uma cidade dormitório, já que a grande maioria de sua população trabalha e estuda em Maringá, ainda que o comércio seja algo significativo.

História da cidade de Paiçandu

Em 1948, teve início, por iniciativa planejada da Companhia de Terras Norte do Paraná, a formação da Gleba Paiçandu entre outras. As perspectivas de progresso atraíam moradores dos mais diferentes pontos do país. O comércio prosperava de forma acentuada com a instalação de armazéns e mercadorias em geral. A boa qualidade das terras deram início às primeiras produções agrícolas, principalmente a cultura do café.

O indígena que vivia no Norte do Paraná, vivia em ordem como a paisagem e pertencia à terra como a água pertence ao rio. Acredita-se nos mitos, nas lendas e nas histórias dos seus ancestrais, de acordo com a harmonia cósmica, em completa inter-relação com a fauna e flora.

No ventre da natureza e pela ação do homem, são criados e paridos os mitos, a idéia primitiva dos deuses e a existência de criaturas divinas, humanas e fantásticas.

O Brasil como um todo, tem um potencial místico em sua etno-história e na sua arqueologia.

Diferente do mito, a lenda é uma narração de vestuário suntuoso e fantástico, que sempre tem uma ponta de verdade.

Foi assim que surgiu Paiçandu, em uma das versões, uma lenda: Pai ′çandu′.

A lenda é propriedade de regiões e comunidades, transmitida por gerações e gerações, sempre em forma oral. Elas podem ser consideradas um repositório de ditos, crenças, superstições e temores que animam a cosmologia dos povos.

De origem tupi-guarani I-páu-zan-du - Ilha do Padre ou Ilha do Pai.

Os primeiros habitantes de Paiçandu foram índios e caboclos, onde havia aqui um famoso curandeiro de nome

çandu", aliás muito respeitado, que realizava curas extraordinárias. Este poder começou a atrair numerosas pessoas de Maringá e arredores, aumentando assim, pouco a pouco, a sua população.

Em geral, os curandeiros eram chamados de PAI, donde se originou a denominação Pai çandu.

Numa outra versão, Paiçandu é topônimo da cidade uruguaia (Paysandu), sendo nome de uma fortaleza onde travou-se importante batalha na Guerra do Uruguai, nesta época comandava o corpo de ataque do Brasil, naquele setor, o Almirante Tamandaré e o Marechal Procópio Menna Barreto, os quais forçaram sua rendição a 2 de janeiro de 1865, em batalha decisiva no panorama político continental daquela época. Deu-se assim a denominação ao município em homenagem àquele histórico episódio.

Entre os anos de 1938 e 1940, a área de terra onde achava plantado o Município de Paiçandu era um sertão inóspito habitado por índios e caboclos, pois havia um pequeno cemitério que era o ponto de referência na densa mata virgem, onde eram enterrados os que morriam naquela época.

No período de 1942 a 1944, começaram a surgir os primeiros desbravadores de Minas Gerais e de São Paulo, atraídos pela fertilidade das terras próprias para o café, que na época do desbravamento se constituíam na maior fonte de riqueza da região. Enfrentando toda espécie de dificuldades, corajosamente adentravam ao sertão através de picadas, construíam seus rústicos ranchinhos e com tenacidade e vigor formavam pequenas lavouras.

Por volta de 1948, teve início em nossa cidade de Paiçandu, a obra colonizadora, pela empresa Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, e a formação das glebas como Paiçandu, Colombo, Bandeirantes, Chapecó e outras.

Os trilhos que foram alicerçando o povoado chegaram a Apucaran em 1943, a Maringá e Paiçandu em 1954 e até Cianorte em 1973.

Fonte: IBGE

Autor do Histórico: LAéRCIO ARALI

Código do Município

4117503

Gentílico

paiçanduense

Prefeito

TARCISIO MARQUES DOS REIS

População
População estimada [2018]40.777 pessoas  
População no último censo [2010]35.936 pessoas  
Densidade demográfica [2010]209,69 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,0 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]6.841 pessoas  
População ocupada [2016]17,2 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]27,4 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,2 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,3  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4  
Matrículas no ensino fundamental [2017]4.901 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]1.277 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]248 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]94 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]17 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]4 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]19.421,23 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]82,3 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,716  
Total de receitas realizadas [2017]93.489,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]83.313,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]6,99 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,8 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]12 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]171,379 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]64,2 %  
Arborização de vias públicas [2010]95,8 %  
Urbanização de vias públicas [2010]47 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Paiçandu: Imagens da cidade e Região

imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-1
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-2
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-3
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-4
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-5
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-6
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-7
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-8
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-9
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-10
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-11
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-12
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-13
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-14
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-15
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-16
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-17
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-18
imagem de Pai%C3%A7andu+Paran%C3%A1 n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Paiçandu e arredores.


Você conhece a cidade de Paiçandu? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: