Início » Minas Gerais » Madre de Deus de Minas


Madre de Deus de Minas - Minas Gerais



Madre de Deus de Minas faz parte do estado de Minas Gerais. De acordo com Censo do IBGE sua população em 2010 era de 4898 habitantes. A cidade encontra-se na bacia do Rio Grande. Situa-se no Campo das Vertentes, Sudeste de Minas Gerais. Dista aproximadamente 50 km de São João del-Rei.

O povoado teve início no século XVIII, ao redor da capela primitiva, filial da paróquia de São João del-Rei. O patrimônio da capela foi constituído Antônio Rosa, em 1753. A área patrimonial foi doada à igreja católica. Os doadores eram proprietários de uma fazenda, onde a casa sede, serve hoje, de prefeitura municipal.

Em 6 de julho de 1859, foi elevado a povoado. Em 7 de setembro de 1923, já integrando o município de Turvo (atual município de Andrelândia), teve sua denominação mudada para Cianita (pedra azul).

História da cidade de Inicialmente, quando povoado, e depois distrito, o município chamou-se Madre de Deus, devido ao nome de sua padroeira, Nossa Senhora Madre de Deus.

Foi considerado Distrito, com a denominação de Madre de Deus do Rio Grande, em 06 de julho de 1859, pela Lei nº 1.032.

Com a Lei Estadual nº 843, de sete de setembro de 1923, passou a chamar-se Cianita, topônimo motivado pelos grandes depósitos desse minério, existentes em suas terras.

Em 1933 era um dos 5 Distritos componentes do município de Andrelândia.

A Lei Estadual nº 1.039, de dezembro de 1953, elevou o Distrito à categoria de município, recebendo a designação de Madre de Deus de Minas.

Está subordinado judicialmente à Comarca de Andrelândia.

LOCALIZAçãO DO MUNICíPIO - Situa-se o município na Zona Sul do Estado de Minas Gerais. O aspecto geral do seu território é montanhoso.

O município de Madre de Deus de Minas é constituído por terras de culturas e campos de características físico geográfico "onduladas" com algumas elevações sendo a principal o "Pico dos Dois Irmãos", ponto de turismo e balisador de referência para a aviação. Com inúmeros mananciais dentre eles se destacando o Rio Grande. Este Rio recebe como seu afluente do Rio Aiuruoca e com ele forma a grande Represa de Camargos, outro ponto turístico de grande importância dado a sua beleza natural, pela renovação de sua fauna, propriedades de pesca e outros esportes.

Sua área é de 493,26 quilômetros quadrados.

O povo madridense conserva o seu espírito religioso e artístico. Assim é que realiza com muito gosto as tradicionais festas mineiras.

Fonte: IBGE

Autor do Histórico: JOãO BOSCO DOS REIS

Código do Município

3139102

Gentílico

madre-deusense

Prefeito

JOÃO EUSTÁSIO

População
População estimada [2018]5.087 pessoas  
População no último censo [2010]4.904 pessoas  
Densidade demográfica [2010]9,95 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,7 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]702 pessoas  
População ocupada [2016]13,7 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]40,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,4 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6.1  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4.5  
Matrículas no ensino fundamental [2017]570 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]240 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]43 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]19 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]4 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]35.452,45 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]88,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.699  
Total de receitas realizadas [2017]16.511,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]12.800,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,4 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]3 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]492,909 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]77,2 %  
Arborização de vias públicas [2010]13,1 %  
Urbanização de vias públicas [2010]13,3 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Madre de Deus de Minas: Imagens da cidade e Região

imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-1
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-2
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-3
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-4
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-5
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-6
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-7
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-8
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-9
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-10
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-11
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-12
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-13
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-14
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-15
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-16
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-17
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-18
imagem de Madre+de+Deus+de+Minas+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Madre de Deus de Minas e arredores.


Você conhece a cidade de Madre de Deus de Minas? Então deixe seu comentário!


Comentários (3)

  1. fabio antonio pereira's avatarfabio antonio pereira

    Bela cidade, mas a estrada que a liga a são vicente é um descalabro, uma afronta aos cidadãos que pagam seus impostos, inclusive o escorchante IPVA. Todo mundo correndo serios riscos patrimoniais: suapensão, pneus, etc de seus veicculos, mas o que é pior: a perda da vida do motorista e familiares. Os Srs nPrefeitos dai sá devem transitar a cavalo ou de helicopteros

    #3 – 10/08/2017 - 18:09

  2. fabio antonio pereira's avatarfabio antonio pereira

    Bela cidade, mas a estrada que a liga a são vicente é um descalabro, uma afronta aos cidadãos que pagam seus impostos, inclusive o escorchante IPVA. Todo mundo correndo serios riscos patrimoniais: suapensão, pneus, etc de seus veicculos, mas o que é pior: a perda da vida do motorista e familiares. Os Srs nPrefeitos dai sá devem transitar a cavalo ou de helicopteros

    #2 – 10/08/2017 - 18:08

  3. fabio antonio pereira's avatarfabio antonio pereira

    Bela cidade, mas a estrada que a liga a são vicente é um descalabro, uma afronta aos cidadãos que pagam seus impostos, inclusive o escorchante IPVA. Todo mundo correndo serios riscos patrimoniais: suapensão, pneus, etc de seus veicculos, mas o que é pior: a perda da vida do motorista e familiares. Os Srs nPrefeitos dai sá devem transitar a cavalo ou de helicopteros

    #1 – 10/08/2017 - 18:08

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: