em

Ilha de Marajó: A maior ilha fluviomarinha do mundo

A Ilha de Marajó é uma ilha costeira situada no estado do Pará. Ela se separa do continente pelo estuário do Rio Pará, Baía do Marajó e Delta do Amazonas.

A Ilha tem uma área de aproximadamente 40.100 km² e é considerada a maior ilha costeira do Brasil e a maior ilha fluviomarinha (que é banhada ao mesmo tempo tanto por águas oceânicas quanto fluviais) do mundo.

A história da Ilha de Marajó

Antigamente, o local era chamado pelos indígenas de Marinatambal. Na época colonial, entre os séculos XVI e XIX, o arquipélago foi denominado de Ilha Grande Joanes.

Antes dos portugueses chegarem à região Norte do País, a Ilha de Marajó era habitada por populações indígenas.

Essas sociedades eram avançadas e dominavam a manipulação de argila para a confecção da cerâmica, que mais tarde ficou conhecida como cerâmica marajoara.

Até hoje a cerâmica marajoara faz parte da economia da Ilha, sendo um artefato bastante valorizado pelos turísticas. A confecção da cerâmica só é possível até hoje graças às técnicas que foram repassadas por gerações.

A origem dos habitantes da Ilha é desconhecida. O pouco que se sabe sobre as populações do local é proveniente do que foi achado nos sítios arqueológicos presentes por toda a região.

Ruínas de Joanes - Ilha de Marajó
Ruínas de Joanes – Ilha de Marajó

A divisão do arquipélago do Marajó

O território da Ilha de Marajó é de 104 606,90 km², sendo dividido em doze municípios e em duas regiões geográficas imediatas, que são: a região geográfica imediata de Soure-Salvaterra e a de Breves.

A Ilha é dividida em três microrregiões, que são:

  • Arari: Cachoeira do Arari, Santa Cruz do Arari, Salvaterra, Soure, Chaves, Muaná e Ponta de Pedras;
  • Furos de Breves: Afuá, Anajás, Breves, Curralinho, São Sebastião da Boa Vista;
  • Portel: Bagre, Portel, Gurupá, Melgaço;

O turismo na Ilha de Marajó

A Ilha de marajó surpreende os visitantes por conta de sua cultura única e belezas naturais. O local também é cheio de mistérios e lendas dos rios amazônicos.

As principais cidades do Marajó são Soure, Salvaterra, Breves, Joanes e Cachoeira do Arari.

Soure e Salvaterra costumam ser os principais destinos turísticos por conta de estarem localizadas na parte oriental, mais próximo de Belém. Essas cidades possuem uma boa estrutura hoteleira, restaurantes e atrações voltadas para os turistas. Essas cidades também possuem praias de água doce.

O acesso às cidades da Ilha é feito a partir de barcos, lanchas ou pequenos aviões. Diariamente do porto de Belém e Macapá saem barcos e lanchas para os municípios da Ilha.

Mesmo estando localizada no Pará, há municípios da Ilha que são mais facilmente acessados por Macapá, no Amapá.

Para as cidades mais próximas, o tempo médio de viagem é de 3h. Entretanto, a depender do município escolhido esse tempo aumenta bastante, podendo ultrapassar 12 horas.

A alta temporada na ilha é acontece no verão amazônico (que é o oposto do resto do país), no período de julho.

O Marajó também é o local que possui o maior rebanho de búfalos do Brasil, sendo possível até mesmo fazer passeios de montaria, passando pelas áreas alagadas.

Deixe uma resposta

Como aproveitar oportunidades em leilões

As melhores dicas para acertar na Quina de São João