Início » Rio de Janeiro » Varre-Sai


Varre-Sai - Rio de Janeiro



Varre-Sai é um município do estado do Rio de Janeiro, mesorregião do Noroeste Fluminense, microrregião de Itaperuna. É o município mais distante da capital Rio de Janeiro. Quarta sede de município mais elevada do estado, Varre-Sai por seu clima frio e altitude elevada se destaca como maior produtor de café. Também se destaca por ser a maior colônia de descendentes de italianos do estado (mais 70% da população do município). Além da produção cafeeira, outro importante segmento da economia que vem crescendo é o turismo, integrante dos "Circuitos das Águas (juntamente com Itaperuna, Porciúncula, Natividade e Raposo)" e também como importante rota de acesso ao Parque Nacional da Serra do Caparaó, sua maior atração é o Festival do Vinho e Festa da Colônia Italiana, seguido pelas festas de Abril e Cruz da Ana, outro ponto que vem se destacando é o turismo rural (fazendas de café e suas lavouras, hotél fazenda, artesanatos, queijos, vinhos e licores) e o turismo de aventura (parapente (este que 2009 teve participantes de outros países como Alemanha), motocross, cachoeiras e passeios nas matas e montanhas).

A história de Varre-Sai remota de meados século XIX onde fica a atual sede do município existia um rancho que era cuidado por uma velha senhora chamada de Dona Inácia. Este rancho era ponto de parada dos rancheiros que vinham das Minas Gerais para vender seus produtos no Espírito Santo, a condição para que eles pernoitassem era que os tropeiros após dormirem que limpassem o estábulo onde ficavam os cavalos e burros, daí foi ganhando popularidade entre eles que ficou conhecido como "Rancho Varre-Sahe". Algum tempo depois o proprietário das terras doou um pedaço de terra para a construção de onde fica a atual Igreja Matriz São Sebastião, de onde em seu entorno começa a nascer uma vila que viria a se tornar o atual município. Já no final do século XIX e início do século XX com auge da economia cafeeira no Brasil começaram a chegar os imigrantes, principalmente italianos, que se estabeleceram para trabalhar nas lavouras de café. Passado a condição de distrito Varre-Sai ficou politicamente subordinado a sede que era o município de Natividade embora fosse bem diferente em aspectos culturais, geográficos e econômicos. A tão almejada emancipação veio no ano de 1991, virando o que corresponde ao atual município de Varre-Sai.

Ocupa uma área de 188,77 km².

História da cidade de Varre-Sai

A história de Varre-Sai acha-se vinculada à de Natividade, município do qual era sede distrital.

Sua evolução acha-se vinculada à de Itaperuna, com origem na penetração do desbravador José Lanes Brandão na área, por volta de 1831, que desencadeou fluxo migratório para a região. Em decorrência disso, em 1853, foi criada a freguesia de Nossa Senhora de Natividade do Carangola e, a partir do final do século XIX, com o advento da ferrovia, sua colonização se processou de forma rápida e contínua.

A freguesia chegou a tornar-se vila e sede do então recente município de Itaperuna, em 1885. Logo depois, contudo, perde sua hegemonia, passando por período de modificações administrativas. Em 1947, foi promulgado o desmembramento, de Itaperuna, dos distritos de Natividade do Carangola, Varre-Sai e Ourânia, a fim de constituírem o novo município de Natividade do Carangola.

Mais recentemente, registra-se a alteração do nome para Natividade e o desmembramento do distrito de Varre-Sai, constituindo novo município na Região Noroeste Fluminense.

O nome do município vem da história de D. Inácia, proprietária de um curral que Varre-Sai, já que foi ele o doador das terras do povoado, nos idos de 1850. Ele o fez devido a uma promessa a São Sebastião, dando origem ao vilarejo de São Sebastião do Varre Sahe.

A partir de meados do século XX, a decadência da lavoura do café teve como consequência a estagnação da dinâmica urbana, que hoje é servida por somente uma rodovia estadual que liga Varre-Sai a Natividade.emprestava aos tropeiros. Como, ao saírem, deixavam o local sujo, irritada ela dizia: "varre e sai". Algum tempo depois chegam à cidade cerca de 100 famílias de imigrantes italianos, os quais a colonizariam e a tornariam famosa, não muito tempo depois, pelo tradicional vinho de jabuticaba.

Felicíssimo Faria Salgado foi de fundamental importância para o surgimento da cidade de Varre-Sai, já que foi ele o doador das terras do povoado, nos idos de 1850. Ele o fez devido a uma promessa a São Sebastião, dando origem ao vilarejo de São Sebastião do Varre Sahe. A partir de meados do século XX, a decadência da lavoura do café teve como consequência a estagnação da dinâmica urbana, que hoje é servida por somente uma rodovia estadual que liga Varre-Sai a Natividade.

Gentílico: varresaiense

Formação Administrativa

Freguesia criada com a denominação de Varre-Sai, pela lei provincial ou decreto provincial, nº.2389, de 19-11-1879, criado também por deliberação estadual de 31-10-1891 e por decretos estaduais nº, 1 de 08-05-1892 e nº 1-A, de 03-06-1892, subordinado ao no município de Itaperuna.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Varre-Sai figura no município de Itaperuna.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Por ato das disposições constitucionais transitórias deste Estado, promulgado em 20-06-1947, o distrito de Varre-Sai foi desanexado do município de Itaperuna para constituir o novo município de Natividade do Carangola, disposições estas mantidas pela lei estadual nº.6, de 11-08-1947.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito de Varre-Sai permanece no município de Natividade de Carangola.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991.

Elevado a categoria de município com a denominação de Varre-Sai, pela lei estadual nº 1790, de 12-01-1991, desmembrado de Natividade. Sede no antigo distrito de Varre-Sai. Constituído do distrito Sede. Instalado em 01-01-1993.

Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Transferência distrital

Por ato das disposições constitucionais transitórias do Estado, promulgado em 20-06-1947 e lei estadual nº 6, de 11-08-1947, transfere o distrito de Varre-Saí do município de Itaperuna para o de Natividade de Carangola.

Fonte: IBGE

Código do Município

3306156

Gentílico

varresaiense

Prefeito

SILVESTRE JOSÉ GORINI

População
População estimada [2018]10.890 pessoas  
População no último censo [2010]9.475 pessoas  
Densidade demográfica [2010]49,85 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,1 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.167 pessoas  
População ocupada [2016]11,1 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]34,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96,8 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,3  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,1  
Matrículas no ensino fundamental [2017]1.682 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]386 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]126 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]46 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]15 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]14.922,88 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]83,1 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,659  
Total de receitas realizadas [2017]53.101,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]42.822,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]2,2 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]5 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]201,938 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]63,3 %  
Arborização de vias públicas [2010]76,6 %  
Urbanização de vias públicas [2010]64,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Varre-Sai: Imagens da cidade e Região

imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-1
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-2
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-3
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-4
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-5
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-6
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-7
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-8
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-9
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-10
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-11
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-12
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-13
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-14
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-15
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-16
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-17
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-18
imagem de Varre-Sai+Rio+de+Janeiro n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Varre-Sai e arredores.


Você conhece a cidade de Varre-Sai? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: