Início » Paraná » Quitandinha


Quitandinha - Paraná



Quitandinha faz parte do estado do Paraná. Sua população em 2007 era de 15.897 habitantes. Município pertencente à Região Metropolitana de Curitiba, localizado a sudeste do estado, é predominantemente agrícola, sendo a comercialização dos seus produtos realizada através de Cooperativa Mista existente. Encontra-se localizado na bacia hidrográfica do rio Iguaçu. Foi desmembrado de Rio Negro e Contenda e instalado em 13 de junho de 1961 através da Lei Estadual nº 037. O acesso à cidade se dá através da BR-116.

Homenagem ao Hotel Quitandinha, da cidade do Rio de Janeiro. O fato deve-se a uma viagem feita ao Rio de Janeiro, por antigos proprietários do primeiro restaurante existente na povoação, localizado às margens da BR-116, que nesta ocasião foram hospedados no Hotel Quitandinha. O requinte do hotel encantou aquelas pessoas, que resolveram batizar seu estabelecimento comercial de Restaurante Quitandinha, surgindo desta forma a atual denominação, que suplantou a antiga Areia Branca.

A movimentação do torrão quitandinhense é antiga, pois nessa região, antes mesmo que o homem branco pisasse a terra, habitava o gentio Botocudo, que pertencia ao grupo Jê e era tido como o mais temerário povo indígena ao tempo das primeiras entradas aos Campos de Curitiba e na mesopotâmia Iguaçu-Rio Negro. Esta nação foi totalmente extinta, e quase nada sobrou para que se possa falar alguma coisa a respeito.

História da cidade de Tem-se como certo que o primeiro cidadão a fixar residência em Areia Branca (NOME PRIMITIVO DE QUITANDINHA) foi BENTO DIAS DE MORAIS.

Através de pesquisa realizada com antigos moradores da região, chegou-se a conclusão de que, uma familia denominada ′pretos′, entre os quais ′Carolina Preto′, viajando em rudes canoas, subiu o rio da Várzea e adquiriu uma área de terras, sai à margem direita do referido rio, onde fixou residência.

Sua área de terras tinha como linha divisória o chamado ′Arroio da Campina′.

Em seguida outra familia, desta vez a familia ′Branco′, subindo também o Rio da Várzea, estabeleceu-se com os seus pertences à margem direita do mesmo rio, tendo como linha divisória o ′Arroio do Turvo′.

Vindo mais tarde Bento dias de Morais, a procura de Terras verificou que entre os arroios da Campina e do Turvo existia uma área de terra desocupada, justamente onde se situa hoje a sede do municipio de QUITANDINHA.

Bento dias de Morais adquiriu para si essa área de terras onde construiu sua morada. Sabe-se que através do moradores mais antigos que o quinhão adquirido por Bento Dias de Morais era de 560 alqueires e que situava entre o rio da Varzea e o rio Cai, hoje divisa com Mandirituba. Não se tem uma data certa para esses acontecimentos, porem se deduz que datam dos meados do seculo 19 (1850).

Com a vinda desses primeiros, outras pessoas foram se instalando nessa região, formando assim o primeiro reduto de moradores.

A localidade tomou o nome de ′Areia Branca′ em razão da cor cristalina das areias deixadas nas margens do rio por ocasião das cheias.

A necessidade de uma via de comunicação terrestre entre a Provincia de São Pedro no Rio Grande do Sul, e a Provincia de São Paulo fez com que Cristóvão Pereira de Abreu, no ano de 1730, empreende-se a dificil tarefa de abrir uma picada na encosta ocidenta da Serra do Mar que, a partindo de Curitiba e passando por São José dos Pinhais, fosse atingir a zona de criação de gado no Rio Grande do Sul. Acontece que o traçado da estrada na mata cumpriu melhor os objetivos de interligação das duas provincias e o caminha de Cristóvão Pereira de Abreu perdeu o seu significado.

O municipio de Quitandinha está localizado entre os dois caminhos e, sem duvida, os seus primeiros povoadores provieram da região da Lapa, cidade ou nucleo populacional mais proximo, tanto via terrestre como via fluvial pelo rio da várzea.

Sabe-se que a Camara Municipal de Vila do Principe solicitou a abertura de um caminho que ligasse aquele povoado a região de Areia Branca.

Conta a historiadora Selene do Amaral Di Sperandio, que seu avô (SERAFIM BRABO) comprou, no quarteirão uma pequena propriedade que denominou ′São Gabriel′ e, aos poucos foi comprando outras areas, totalizando 500 alqueires.

Serafim Ferreira de Oliveira e Silva, alcunhado de Serafim Brabo, comprou, em 1879, a fazenda Sant′ana do Heval e ali fundou um engenho de beneficiamento de erva-mate.

Serafim Brabo trabalhou com afinco na construção de estradas ligando Areia Branca a Curitiba. Paralelamente, Serafim Brabo construiu com verbas imperiais, estradas que ligam a Lapa, Ponte Nova, Ribeirão Vermelho, Rio dos Patos.

Em 1880, foi feito a pedido de Serafim Brabo, o primeiro alistamento eleitoral em Areia Branca.

LIMITES:

AO NORTE (LAPA E CONTENDA), TENDO COMO DIVISóRIA O RIO DA VARZEA E O RIO DO POçO E AO LESTE (MANDIRITUBA E AGUDOS DO SUL) COM LINHAS DIVISORIAS FORMADAS PELOS RIOS DA VARZEA E TRES BARRAS E AO OESTE (CAMPO DO TENENTE) TENDO COMO LINHA DIVISORIA O RIBEIRãO VERMELHO E AO SUL (PIêN) TENDO COMO LINHA DIVISORIA A SERRA DOCE GRANDE E O PAREDãO OU SERRA DO CAMPO NOVO.

DISTRITOS:

SEDE

PANGARé

DOCE GRANDE

CLIMA:

CLIMA é SUBTROPICAL

ALTITUDE:

850 METROS ACIMA DO NIVEL DO MAR

ACIDENTES GEOGRáFICOS:

RIO DA VARZEA, RIO DO POçO, RIO CAI, RIO RIBEIRãO VERMELHO, RIO DO DOCE, RIO LAMBARI, RIO TRES BARRAS, ARROIO DA CAMPINA.

SERRA DO DOCE GRANDE, DIVIDE O MUNICIPIO DE QUITANDINHA COM O MUNICIPIO DE PIêN.

Fonte: IBGE - AG RIO NEGRO - PR

Autor do Histórico: ANTôNIO CARLOS DE ALMEIDA COSTA

Código do Município

4121208

Gentílico

quitandinhense

Prefeito

MARIA JULIA SOCEK WOJCIK

População
População estimada [2018]18.873 pessoas  
População no último censo [2010]17.089 pessoas  
Densidade demográfica [2010]38,23 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,1 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.761 pessoas  
População ocupada [2016]9,5 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]41 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,4 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,4  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,4  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.483 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]628 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]165 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]72 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]16 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]5 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]16.390,60 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]86,4 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,680  
Total de receitas realizadas [2017]57.595,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]44.941,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]16,3 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]4,5 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]13 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]447,024 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]25,4 %  
Arborização de vias públicas [2010]10,8 %  
Urbanização de vias públicas [2010]55,1 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Quitandinha: Imagens da cidade e Região

imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-1
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-2
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-3
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-4
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-5
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-6
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-7
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-8
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-9
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-10
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-11
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-12
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-13
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-14
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-15
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-16
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-17
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-18
imagem de Quitandinha+Paran%C3%A1 n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Quitandinha e arredores.


Você conhece a cidade de Quitandinha? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. Emerson de Oliveira Ribeiro's avatarEmerson de Oliveira Ribeiro

    Boa tarde, sou da familia Ribeiro de cachoeira do ipanema todos com esse sobrenome dessa região são parentes. Meu bisavô era Vicente Ribeiro. Até mais....

    #1 – 17/05/2016 - 18:08

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: