Início » Pernambuco » Cortês

Cortês - Pernambuco

Disponibilizamos uma lista de hotéis com ótimos preços no município de Cortês e arredores.

Cortês faz parte do estado de Pernambuco.Distante a 86 km da capital pernambucana,Recife. o município é formado pelo distrito sede e pelos povoados Agrovila, Barra de Jangada e Usina Pedrosa.

O povoado surgiu a partir do sítio do Capitão Francisco Velozo da Silveira, denominado Cortês, adquirido em 1872. O sítio localizava-se às margens do Rio Sirinhaém, no então distrito de Ilha de Flores, comarca de Bonito. Em 17 de abril de 1875, o capitão doou uma propriedade a Francisco das Chagas, autorizando a construção mediante pagamento de foro. Pela localidade passaria a estrada de ferro de Ribeirão a Bonito, mas a construção foi interrompida, sendo em Cortês a estação terminal. Em 1892 instalou-se na região a Usina Pedrosa, a 7km do povoado. Estes dois fatores impulsionaram o desenvolvimento local. Em 5 de janeiro de 1911 foi criado o distrito, pertencente ao distrito de Amaraji e o povoado tornava-se vila. O município foi criado em 29 de dezembro de 1953.

Cortês é uma Paróquia da Diocese de Palmares, situada na Mata Sul do estado Pernambucano. Foi fundada no dia 05 de março de 1947 e era pertencente à Arquidiocese de Olinda e Recife. Seu primeiro vigário foi o Pe. João Eduardo Tavares de Lima; sua permanência na Paróquia durou 2 anos, 7 meses e 11 dias. Entre os párocos destacam-se: Pe. André Camarotti (PASSOU 3 ANOS, 8 MESES E 3 DIAS), Pe.Antônio Borges (TEVE TRÊS PASSAGENS NA PARÓQUIA, TOTALIZANDO 23 ANOS E 10 DIAS), Pe. Nortberto Penzkofer - ATUAL VIGÁRIO GERAL DA DIOCESE DE PALMARES - (PASSOU 2 ANOS, 9 MESES E 9 DIAS), Pe. Salvatore Borgh (FICOU ENTRE 1º DE DEZEMBRO DE 1991 E 21 DE JUNHO DE 1999), Pe. Paulo César Rodrigues Magalhães (PERMANECEU POR 1 ANO E NOVE MESES), Pe. Bonfim Jaime de Matos, Pe. Josenildo José da Silva (NA PRIMEIRA PASSAGEM FOI PÁROCO POR 10 MESES E 15 DIAS, E VOLTOU A SER PÁROCO NO ANO DE 2004, PERMANECENDO ATÉ OS DIAS ATUAIS).

História da cidade de Cortês Pernambuco - PE

Em 1872, o Capitão Francisco Velozo da Silveira, comprou um terreno no sitio chamado Cortês, região elevada, às margens do Rio Serinhaem, no distrito de Ilha de Flores, terceiro do termo e Comarca do Bonito. Velozo sonhou fazer do sitio uma cidade e logo começou a vender "chão de casas" a terceiros. Em 17 de abril de 1875, fez a doação de propriedade ao Senhor Francisco das Chagas, determinando que todos poderiam construir desde que pagassem foro, a quem procurassem e nome do Santo. Em 1890, um decreto Estadual desmembrou o povoado do município Bonito incorporando-o ao município de Amaraji. Dois grandes acontecimentos concorreriam definitivamente para sobreviver e prosperidade: A construção foi interrompida deixando o terminal em Cortês; a fundação da Usina Poderosa, pelos descendentes do Barão de Bonito, a 7 quilômetros de Cortês. A usina foi inaugurada em 1892 e trouxe melhoria econômica para região.

Gentílico: cortesense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Cortês. pela lei municipal nº 57, de 05-011911, subordinado ao município de Amaragí.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Cortês permanece ao município de Amaragí.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 92, de 31-03-1938, o distrito de Cortês, teve sua grafia alterado para Cortêz. Sob o mesmo decreto município de Amaragi, teve sua grafia alterada para Amarají.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito já denominado Cortês permanece no município de Amaraji ex-Amaragí.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.

Elevado à categoria de município com a denominação de Cortês, pela lei estadual nº 1818, de 20-12-1953, desmembrado de Amaraji. Sede no antigo distrito de Cortês. Constituído do distrito sede. Instalado em 06-06-1954.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alteração da grafia

Cortez para Cortês teve sua grafia alterada, pelo decreto-lei estadual nº 92, de 31-03-1938.

Fonte: IBGE

Ajude a Construir a Histórias da cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco Agora mesmo!

Cortês: Imagens da cidade e Região

imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-1
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-2
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-3
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-4
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-5
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-6
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-7
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-8
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-9
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-10
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-11
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-12
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-13
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-14
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-15
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-16
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-17
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-18
imagem de Cort%C3%AAs+Pernambuco n-19

Você conhece Cortês? Colabore e deixe seu comentário:


Estados





Compartilhe Esta Página: