Início » Minas Gerais » Santa Rita de Jacutinga


Santa Rita de Jacutinga - Minas Gerais



Santa Rita de Jacutinga é uma cidade no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Pertence à Mesorregião da Zona da Mata e Microrregião de Juiz de Fora e. encontra-se a sul da capital do estado, distando desta cerca de 370km. Ocupa uma área de 437,555 km², sendo 0,3682km² estão em perímetro urbano, e sua população em 2011 era de 4976 habitantes, sendo então o 618º mais populoso do estado mineiro.

A sede tem uma temperatura média anual de 20,7°C e na vegetação do município predomina a mata atlântica. Com 75,5% da população vivendo na zona urbana, a cidade contava, em 2009, com seis estabelecimentos de saúde. O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,736, considerando como médio em relação ao estado.

A cidade se destaca no turismo rural, havendo diversas pousadas, trilhas, cachoeiras e riachos que possibilitam desde descansos até a prática de esportes radicais, como rapel e rafting. Ainda há alguns atrativos turísticos de valor cultural ou histórico, como suas fazendas construídas no século XIII, que remontam ao tempo da escravidão e do café. A Fazenda Santa Clara, por exemplo, chegou a ser a segunda maior do Brasil em número de escravos. Também são realizados diversos eventos durante o ano e que atraem visitantes de outras cidades de Minas Gerais e do país, como o carnaval e as celebrações de Santa Rita de Cássia, padroeira municipal.

História da cidade de Santa Rita de Jacutinga Minas Gerais - MG

A microrregião de Juiz de Fora à qual pertence o município, contou em seus primórdios com a presença do elemento indígena, sucedido pelos bandeirantes e faiscadores a busca de ouro e pedras preciosas e colonizadores, tentando novas terras agricultáveis. As terras do município espalhavam-se pelos sertões da Mantiqueira, na zona denominada, "áreas proibidas", habitadas por silvícolas. Conquistadores portugueses e o braço negro escravo, muito influíram para implantação de um núcleo populacional que viria a ser chamado Santa Rita.

Por volta de 1781, o governador da capitania D. Rodrigo José Menezaes, visitava o local, enviando, mais tarde, o coronel Manoel Rodrigues da Costa para sondar a situação reinante. Informada a continuidade do desvio do ouro e serem os silvícolas pacíficos, ficou deliberada a abertura das "áreas proibidas" à mineração e povoamento. Ao raiar do ano de 1800, o homem branco dominava o território, enquanto o índio desaparecia. Por volta de 1832, chegava Francisco Rodrigues Gomes, escolhendo um local descampado onde iniciou a formação de um aglomerado sendo apontado como fundador da cidade. Face à riqueza do solo, muitas famílias se transferiram para a povoação, como os Caetanos, os Fortes, os Brandão, os Almeidas, os Zacarias e outras. Francisco Tereziano Fortes, instalando a fazenda Santa Clara, abria novos rumos à região, melhorando os processos de exploração agrícola e pecuária. Francisco Gomes trouxe uma imagem de Santa Rita de Cássia, escolhida padroeira, tomando o lugar o nome da Santa, mais tarde, mudado para Santa Rita de Jacutinga.

O topônimo originou-se do nome da padroeira Santa Rita, acrescido do vocábulo Jacutinga, designativo de uma espécie de ave abundante nas matas municipais.

Gentílico: santarritense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Santa Rita de Jacutinga, pelam lei províncial nº 976, de 02-06-1859 e por lei estadual nº 2, de 14-09-1891, no município de Rio Preto.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o Distrito de Santa Rita de Jacutinga figura no município de Rio Preto.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII1937.

Elevado à categoria de município com a denominação de Santa Rita de Jacutinga, pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, desmembrado de Rio Preto. Sede no antigo distrito de Santa Rita de Jacutinga. Constituído de 2 distritos: Santa Rita de Jacutinga e Itaboca (ex-Boqueirão), desmembrado de Rio Preto. Não temos data de instalação. Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Santa Rita de Jacutinga e Itaboca.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Código do Município

3159308

Gentílico

santa-ritense

Prefeito

LUIZ FERNANDO OSORIO

População
População estimada [2018]4.905 pessoas  
População no último censo [2010]4.993 pessoas  
Densidade demográfica [2010]11,86 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,3 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]606 pessoas  
População ocupada [2016]12,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]35,2 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]99 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,1  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3,9  
Matrículas no ensino fundamental [2017]573 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]168 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]39 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]9 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]3 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]10.864,79 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]92,5 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,682  
Total de receitas realizadas [2017]15.735,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]14.375,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]33,33 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,8 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]6 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]420,940 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]81 %  
Arborização de vias públicas [2010]8,3 %  
Urbanização de vias públicas [2010]45,8 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Santa Rita de Jacutinga: Imagens da cidade e Região

imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-1
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-2
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-3
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-4
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-5
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-6
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-7
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-8
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-9
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-10
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-11
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-12
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-13
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-14
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-15
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-16
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-17
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-18
imagem de Santa+Rita+de+Jacutinga+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Santa Rita de Jacutinga e arredores.


Você conhece a cidade de Santa Rita de Jacutinga? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: