Início » Minas Gerais » José Raydan


José Raydan - Minas Gerais



José Raydan faz parte do estado de Minas Gerais.

Sua população estimada em 2010 era de 4.376 habitantes.

José Raydan tem duas escolas sendo a Escola Estadual Cônego Lafaiete e o Instituto Municipal Serafim Lopes Godinho. No ano de 2011, a Escola Estadual Cônego Lafaiete completou 100 anos de história, e, como tema do desfile de Sete de Setembro teve "100 anos de missão".

História da cidade de José Raydan

O distrito de Folha Larga, atual José Raydan, surgiu em 1885, quando ali chegaram três irmãos vindos de Minas Novas(região do Jequitinhonha e Mucuri): Antônio Pinto Ribeiro, Egídio Pinto Ribeiro e Benvindo Pinto Ribeiro. Eles optaram por procurar outras terras por causa do declínio da mineração, o que fez com que muitos adentrassem o sertão mineiro.

Data de 02 de junho de 1891, o primeiro documento que trata da localidade de Santo Antônio da Folha Larga, seu primeiro nome. Trata-se de um documento de doação de terras para a formação do povoado. A doação das terras foi realizada por Romualdo Honorato Ramos e sua esposa Maria Ferreira Lamacha; Joaquim Rodrigues da Silva e sua esposa Maria José de Oliveira; Romualdo Honorato Teodoro e sua esposa Maria Ferreira de Jesus e Egydio Pinto dos Santos.

Os primeiros habitantes que ali viveram foram : Minervino Veiga, Quintino Medeiros, Ali Camilo, Sinadaris Aredis, José Camilo, Maximiano de Oliveira, Antônio Ferreira Pires, Minervino Bernardes, entre outros.

Posteriormente o nome do povoado foi reduzido para "Folha Larga", não sendo possível determinar quando isso ocorreu. O nome Folha Larga é segundo a tradição local, originado no fato de três viajantes, ao passar pelo povoado ainda sem nome, apearem de seus cavalos para tomar água em uma mina no caminho. Não dispondo de copos, utilizaram algumas folhas de uma árvore conhecida como lariba.

O povoado recebeu a nomenclatura atual, José Raydan, pela Lei n°. 1.039 de 12 de dezembro de 1953, em homenagem ao fazendeiro sírio naturalizado brasileiro que ali viveu, benemérito e político influente na região.

Os primeiros moradores vieram de outras cidades, da região do Vale do Rio Doce e Mucuri, como Teófilo Otoni, Entre Rios, Serro, São José do Jacuri e Diamantina, morando em casas de capim e taquara. As dificuldades para sobrevivência eram muitas, sendo necessário ir a cavalo ou a pé, percorrendo longas distâncias, para adquirir alimentos.

As primeiras estradas foram abertas por eles, em sistema de mutirão.

Segundo depoimento colhido do Sr. Honório Pinto Ribeiro, nascido em Folha Larga em 12/10/1914, seu pai Antônio Pinto Ribeiro Júnior, nascido em Folha Larga em 1886, foi a pé até a cidade de Diamantina buscar a imagem de Santo Antônio, pagando por ela cinco mil réis. Não é possível determinar o ano da construção da Capela de Santo Antônio, uma vez que não foram encontradas referências históricas sobre a mesma. Toda a documentação relativa à capela encontra-se na Paróquia de Santa Maria do Suaçui, uma vez que José Raydan não foi elevado a essa condição, provavelmente porque a Diocese local não achava necessário prover a cidade com um pároco fixo. Essa antiga capela foi demolida nos anos 60 para a construção de outra, que comportasse melhor a população local.

A cidade, segundo relatos dos moradores, ficou um tempo considerável sem templo religioso, sendo o mais próximo na cidade de Santa Maria do Suaçui. A atual construção, localizada na Praça Cônego Lafaiete, teve seu início em 13 de maio de 1970, sendo benta a 05 de agosto de 1971 pelo Arcebispo Metropolitano de Diamantina.

Gentílico:

Formação Administrativa

José Raydan foi emancipado através da Lei n°. 12.030, publicada em 21 de dezembro de 1995, não possuindo distritos, contava apenas com as comunidades do Fonsecas, Bertozo, Conrado e Baú.

Fonte: Prefeitura Municipal de José Raydan; IBGE

Autor do Histórico: GERALDO GOMES DE OLIVEIRA

Código do Município

3136553

Gentílico

josé raydanense

Prefeito

ELIAS SILVEIRA GODINHO

População
População estimada [2018]4.938 pessoas  
População no último censo [2010]4.376 pessoas  
Densidade demográfica [2010]24,20 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,4 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]493 pessoas  
População ocupada [2016]10,2 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]44,2 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]99 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,7  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,4  
Matrículas no ensino fundamental [2017]636 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]227 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]57 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]26 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]7 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]10.474,27 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]93,5 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,617  
Total de receitas realizadas [2017]14.590,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]12.182,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]9,1 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]6 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]180,822 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]31,9 %  
Arborização de vias públicas [2010]38,5 %  
Urbanização de vias públicas [2010]0,4 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


José Raydan: Imagens da cidade e Região

imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-1
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-2
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-3
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-4
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-5
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-6
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-7
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-8
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-9
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-10
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-11
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-12
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-13
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-14
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-15
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-16
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-17
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-18
imagem de Jos%C3%A9+Raydan+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de José Raydan e arredores.


Você conhece a cidade de José Raydan? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: