Início » Minas Gerais » Itaverava


Itaverava - Minas Gerais



Itaverava faz parte do estado de Minas Gerais. Localizada na área da Estrada Real.

Sua colonização teve início no sec. XVII, sendo um dos primeiros arraiais auríferos da região. No verão de 1694, Manoel de Camargos, seu filho Sebastião de Camargos e alguns negros chegaram a Itaverava, descobrindo ouro na região. Logo depois, Manoel de Camargos é morto pelos índios e os sobreviventes retrocedem.

Depois disso, diversas bandeiras chegaram a região com o objetivo de encontrar mais minas. Após a formação do arraial de Itaverava, foi edificada a sua primeira igreja, dedicada a Santo Antônio de Lisboa, em 1726, que se transformou em matriz da localidade.

História da cidade de O descobrimento de Itaverava se verificou no século XVII, tendo, portanto, dos primeiros arraiais auríferos de Minas. Segundo a tradição, a povoação de Itaverava foi fundada por duas Bandeiras de exploradores, vindo uma de São Paulo e outra do Rio de Janeiro, em princípios do século XVIII, as quais aí encontravam-se e deixaram algumas pessoas para fazerem plantações que as suprissem de gêneros alimentícios durante a exploração.

Itaverava é um vocábulo da língua tupi, falada pelos índios do litoral e pelos bandeirantes paulistas. Esse vocábulo se compõe de dois temas: Ita que significa pedra e Beraba que significa fascinante, brilhante. De sorte que Itaverava quer dizer pedra fascinante ou pedra brilhante.

Em 1965, em demanda do Itacolomi por Itaverava passaram os primeiros e valorosos paulistas, formando o que se denominava, então um a Bandeira. Permaneceram no lugar por algum tempo; fizeram plantações para o abastecimento futuro da gente da Bandeira rumando depois para o ponto que colimava o Itacolomi. Itaverava teve, em outros tempos, sua época célebre, seu período áureo, assinalados pela opulência, esplendor e suntuosidade de sua vida.

Diversas Bandeiras chegaram a região com o objetivo de encontrar mais minas. Após a formação do arraial de Itaverava, foi edificada a sua primeira igreja, dedicada a Santo Antônio de Lisboa, em 1726, que se transformou em matriz da localidade.

No sec. XVIII, quando ainda pertencia ao Termo de Vila Rica, era comum a grafia Itaberaba. Não há discrepâncias em relação a significação do topônimo: "pedra brilhante" ou "pedra reluzente".

GENTíLICO: Itaveravenses.

FORMAçãO ADMINISTRATIVA:

O Distrito foi criado por ordem régia de 16 de janeiro de 1752, pertencendo ao Termo de Queluz de Minas, hoje Conselheiro Lafaiete.

Foi elevado à categoria de município pela Lei nº 2764, de 30 de dezembro de 1962, desmembrado de Conselheiro Lafaiete. E, pela mesma Lei, criou-se o Distrito de Monsenhor Izidro (ex Sobrado).

O Município é composto de dois distritos: Itaverava (sede) e Monsenhor Izidro.

O Município é subordinado judicialmente à Comarca de Conselheiro Lafaiete.

Fonte: Secretaria da Cultura de Itaverava em: 01/10/1999. IBGE - SERDIB (Serviço de Divulgação e Biblioteca).

Autor do Histórico: JOAQUIM CLáUDIO VIEIRA DE REZENDE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Itaverava: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Itaverava? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: