Início » Minas Gerais » Entre Rios de Minas


Entre Rios de Minas - Minas Gerais



Entre Rios de Minas faz parte do estado de Minas Gerais. A população avaliada em 2009 era de 14.548 habitantes.

O primeiro morador do lugar, Pedro Domingues, obteve sesmaria concedida por D. Brás Baltasar da Silveira, em 20 de dezembro de 1713, no caminho novo que vem da vila de São João del-Rei para as Minas Gerais, na paragem chamada o Bromado. A casa de residência de Pedro Domingues, considerando o fundador de Entre Rios de Minas, existiu na rua chamada dos Cruzeiros, até o ano de 1915, quando foi demolida. O primeiro batismo, na capela de Nossa Senhora das Brotas do Bromado, filial da Matriz de Congonhas, está registrado pelo padre Semião Lopes Barbosa, com data de 18 de fevereiro de 1739. Em 1749, estava já constituída a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário, na capela de Nossa Senhora das Brotas, pelo missionário frei Luís Maria de Fulgo, o que indica a existência do povoado. Entre as 32 paróquias criadas em Minas pelo decreto da Regência, de 14 de julho de 1832, está a de Brumado. Com o nome de Brumado do Suaçuí, foi criado o município em 7 de janeiro de 1875, desmembrado do de Conselheiro Lafaiete. Em 19 de outubro de 1878 sua denominação para Entre Rios. Em 3 de janeiro de 1880, foi elevada à categoria de cidade. Em 17 de dezembro de 1938 mudou sua denominação de Entre Rios para João Ribeiro. Em 12 de dezembro de 1953, deu-se-lhe a denominação atual, Entre Rios de Minas

HISTÓRIA DA CIDADE.Entre Rios de Minas.

História da cidade de O município de Entre Rios de Minas tem suas origens no século XVIII com a chegada dos portugueses Pedro Domingues e Bartolomeu Machado à região, em 1713. Bartolomeu Machado construíu sua casa no lugar onde se encontra hoje a Fazenda do Engenho. Anos depois, ergueu uma capela em homenagem à Nossa Senhora das Brotas, em torno da qual surgiu o povoado do Bromado, que posteriormente teve seu nome alterado para Brumado do Suaçuí.

Rio Acima, Brumado do Campo, Brumado do Suaçuí, hoje Entre Rios de Minas, tem os primórdios de sua história no alvorecer do século XVII.

A região foi desbravada por bandeirantes. Ainda hoje, nas proximidades do povoado de São José das Mercês, existem ruínas construções atribuídas a estes aventureiros.

Os primeiros moradores nos sítios onde se acha a cidade de Entre Rios de Minas foram os portuguesess Bartolomeu Machado Neto e Pedro Domingos, que encatados com a exuberância das terras cobertas de boas pastagens, próprias à agricultura e à pecuária, construíram suas residências à margem direita do rio Brumado.

Tempos depois, mandaram erigir uma capela nas proximidades, capela esta mais tarde demolida para, em seu lugar, surgir a atual matri da cidade.

O progresso da comunidade e sua localização foram motivados pela existência da capela edificada por Bartolomeu e Pedro Domingos, e a estrada que fazia a ligação entre Queluz (hoje Conselheiro Lafaiete), Ouro Preto, São João Del Rei e Sabará.

Sendo o município de terras férteis e apresentando grande reserva de manganês, vem progredindo dia a dia, para orgulho dos entrerrienses.

O nome do município vem de 2 rios que o banham: rios Brumado e Camapuã. Nascem no município de Lagoa Dourada, na Serra das Vertentes, correm paralelos banhando as terras que formam o município e se encontram no vizinho município de Jeceaba.

Conforme dístico do brazão municipal "Duco in Altum", conduzir o barco para o alto, Entre Rios de Minas tem nesse dístico o seu ideal, qual seja o progresso sempre crescente.

GENTíLICO: Entrerriense.

FORMAçãO ADMINISTRATIVA:

O distrito foi criado por Decreto de 14 de julho de 1832, e o município, pela Lei provincial nº 2109, datada de 7 de janeiro de 1875, com sede na povoação de Brumado de Suaçuí, que lhe deu esse nome, e território desmembrado do município de Queluz, hoje Conselheiro Lafaiete.

Em face da Lei provincial nº 2455, de 19 de outubro de 1878, o município tomou a denominação de Entre Rios, ocorrendo sua instalação a 28 do mesmo mês e ano.

A sede municipal, por força da Lei provincial nº 2579, de 3 de janeiro de 1880, recebeu foros de cidade.

Refere-se, ainda, à criação do distrito, a Lei estadual nº 2, datada de 14 de setembro de 1891.

Na "Divisão Administrativa do Brasil, em 1911", figura Entre Rios composto de 7 distritos: o da sede, e os de São Brás do Suaçuí, Rio do Peixe, Desterro de Entre Rios, Serra do Camapuã, São Sebastião do Gil e Lagoinha.

Por força do Decreto-lei estadual nº 148, de 17/09/1938, o municpipio e o distrito de Entre Rios tiveram o topônimo mudado para João Ribeiro, tendo o referido município perdido o distrito de Rio do Peixe, anexado ao município de Passa Tempo. Criado o distrito de Camapuã com parte do terrtório desligado do de Lagoinha, do mesmo município, por força do supracitado Decreto-lei nº 148, que fixou a divisão territorial em vigor no quinquênio 1939-1943, passou João Ribeiro a constituir-se do distrito sede e dos de Camapuã, Desterro de Entre Rios, Lagoinha, São Brás do Suaçuí, São Sebastião do Gil e Serra do Camapuã.

Na divisão territorial judiciário-administrativa do Estado, estabelecida pelo Decreto-lei estadual nº 1058, de 31 de dezembro de 1943, vigente no quinquênio 1944-1948, João Ribeiro figura integrado pelos distritos de João Ribeiro, Bituri (ex Lagoinha), Desterro de Entre Rios, Jeceaba (ex Camapuã), São Brás do Suaçuí, São Sebastião do Gil e Serra do Camapuã.

Em face da Lei estadual nº 1039, de 12/12/1953, que aprovou a nova divisão para vigorar no quinquênio 1954-1958, João Ribeiro teve seu topônimo mudado para Entre Rios de Minas. De acordo com a mesma Lei, perdeu o município os distritos de Desterro de Entre Rios, Bituri, Jeceaba, São Sebastião do Gil e São Brás do Suaçuí.

Atualmente o município é constituido de 2 distritos: o da sede e o de Serra de Camapuã.

Fonte: IBGE - Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, V. XXV.

Autor do Histórico: JOAQUIM CLáUDIO VIEIRA DE REZENDE

Código do Município

3123908

Gentílico

entrerrianos

Prefeito

JOSE WALTER RESENDE AGUIAR

População
População estimada [2018]15.214 pessoas  
População no último censo [2010]14.242 pessoas  
Densidade demográfica [2010]31,18 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,6 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.974 pessoas  
População ocupada [2016]13,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]37,3 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]99,6 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6.8  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5.2  
Matrículas no ensino fundamental [2017]1.824 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]624 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]125 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]50 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]12 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]4 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]12.138,99 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]-  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.672  
Total de receitas realizadas [2017]28.689,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]25.699,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]18,52 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]13 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]456,796 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]65 %  
Arborização de vias públicas [2010]78,9 %  
Urbanização de vias públicas [2010]58,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  18. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  19. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  21. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  22. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  23. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  24. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  25. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  26. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Entre Rios de Minas: Imagens da cidade e Região

imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-1
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-2
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-3
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-4
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-5
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-6
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-7
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-8
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-9
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-10
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-11
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-12
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-13
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-14
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-15
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-16
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-17
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-18
imagem de Entre+Rios+de+Minas+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Entre Rios de Minas e arredores.


Você conhece a cidade de Entre Rios de Minas? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: