Evite estresse na sua viagem

Todo turista já passou por algum tipo de estresse em sua viagem, seja o atraso de voo, bagagem extraviada ou erro na reserva do hotel, são alguns dos exemplos mais corriqueiros, sabemos o quanto é chato ver o sonho de uma viagem sendo barrada por problemas menores, dessa forma decidimos elaborar uma pequena lista de soluções para evitar esses transtornos.

Veja 10 dicas para evitar situações constrangedoras que podem gerar muita dor de cabeça e o pior, pode arruinar sua viagem.

Para evitar Filas:

Em temporadas de férias ou feriados anuais, as filas nos aeroportos podem ser um problema na vida do viajante mesmo quando muitos chegam horas antes do seu voo e realizam o check-in conforme previsto. Para evitar qualquer problema e não perder o voo é preciso planejar o seu dia de viagem, evite marcar algum compromisso no dia do embarque, esteja no aeroporto três horas antes do voo, já que se houver qualquer tipo de problema, como por exemplo: a documentação é possível resolver o assunto a tempo.

Divulgação

Atraso no voo

Todos que viajam constantemente já passaram por isso, não tem jeito, se a notícia for o cancelamento é bem pior. No entanto, o que poucos sabem é que nessa situação a companhia aérea é obrigada a acomodar o passageiro em outro voo, da própria empresa ou de outra. Respeitando o prazo de quatro horas contadas a partir do horário do voo cancelado. Caso, o passageiro aceite viajar em outro dia, a empresa aérea também terá que arcar com as despesas do hotel, telefonemas, refeições e transporte da pessoa.

Excesso de Bagagem

Quando a viajamos a vontade é de comprar todos os souvenires do lugar, não é? Além de levar presente para toda a família, amigos e claro, fazer umas comprinhas para você. O problema é na hora do embarque. As companhias aéreas possuem um limite de peso para a bagagem e quando esse limite é ultrapassado, é preciso pagar uma taxa extra para embarcar. Fique informado sobre o limite de bagagem e os valores que são cobrados caso esse limite seja excedido. Outra medida válida é pesar suas bolsas antes do check-in. Caso o volume ultrapasse, redistribua o peso dos objetos e das roupas entre as demais bolsas.

Divulgação

Divulgação

Viagem com menores de idade

Outra constante nos aeroportos são as crianças serem barradas no embarque, às vezes a criança precisa viajar acompanhado somente de um pai, é pela falta de autorização escrita por ambos, o menor de idade acaba sendo barrado, e altera todos os seus planos de viagem. A solução é fácil e não requer trabalho, todo menor de 18 anos que viaja sozinho ou com a presença somente de um pai precisa apresentar duas vias de autorização do outro com firma reconhecida.

Divulgação

Divulgação

Conexão de voo perdida

Imagine a situação, você perde o intervalo entre voos para um destino especifico internacional. Você desembarca em uma parada e não chega a tempo de embarcar rumo ao seu destino, conclusão você não decola. O ideal para solucionar esse problema é simples também, troque de voo com um espaço de tempo acima de duas horas, porque se o intervalo for de apenas uma hora, o tempo será curto para retirar a mala, passar pela fila de imigração e cumprir todas as etapas de uma conexão.

Problemas com cartão bloqueado

O importante para uma viagem correr sem danos financeiros é avisar o seu banco sobre ela. Principalmente, se for uma viagem internacional. Na empolgação de conhecer novos lugares, acabamos gastando mais, com as entradas nos principais pontos turísticos da cidade, com a gastronomia e com as compras, podendo ultrapassar o limite do seu cartão que acaba sendo bloqueado pela operadora. O pior é que o bloqueio pode ocorrer já no primeiro dia de compras por medidas de segurança do próprio banco. A solução é comunicar a sua unidade bancária sobre sua rota de viagem, além do aviso, é importante levar uma quantia razoável de dinheiro em espécie. O limite para ser levado por brasileiros é de 10 mil dólares.

O passaporte desapareceu

O turista se encontra em algum destino internacional e perde seu passaporte e o desespero logo vem a tona. Para evitar o constrangimento, deixe o original guardado no hotel e ande com uma cópia dentro de sua bolsa de mão.

Se caso a perda ocorrer, basta ir ao Consulado ou embaixada brasileira e pagar por um substituto. Os preços variam, mas costumam ser caros.

Divulgação

Divulgação

Problemas de Saúde

Se em sua viagem ocorrer um problema de saúde, necessitando a sua ida ao hospital e você não tiver um seguro viagem, prepare o bolso porque seus custos serão altos. Claro que nunca pensamos em ficar doentes durante uma viagem, mas o melhor é pensar em todas as possibilidades e se prevenir. Contrate um seguro médico ou de viagem, com cobertura para medicamentos internações e tratamentos médicos. Em casos de viagens internacionais o custo para o serviço é em torno de 60 dólares.

Perdeu a bagagem?

Outro problema rotineiro é a perda da bagagem, chegar na esteira do aeroporto e não encontrar a mala virou um problema quase diário nos aeroportos do Brasil e do mundo. Portanto como prevenção, identifique sua mala com etiquetas, coloque cadeado e proteja a sua mala com plástico do tipo “protect bag”.

Agora se mesmo com isso, você teve problemas e sua mala sumiu, compareça ao balcão da companhia aérea, próximo da área do desembarque e comunique imediatamente De acordo com a ANAC, a companhia aérea tem o prazo de até 30 dias para entregar ao proprietário. Guarde todos os recibos de gastos com roupas básicas e produtos de higiene para pedir o reembolso a companhia aérea.

Divulgação

Divulgação

Necessidades especiais

Poucas viajantes são informadas a respeito do procedimento de uma viagem para pessoas com necessidades especiais. Nos aeroportos nacionais e internacionais, o embarque e desembarque de portadores de deficiência, mobilidade reduzida, gestantes, pessoas a partir de 60 anos e pessoas com crianças de colo é realizado com prioridade. Muitos são os receios das próprias pessoas em adquirirem uma passagem, no entanto, o bom atendimento é garantido por lei, – Segundo termos da Resolução Anac nº 009, de 5 de junho de 2007. Basta comunicar com 48 horas de antecedência a determinada empresa aérea. E, no dia do embarque dirija-se ao balcão de check-in portando documento de identificação da pessoa em questão. E aconselhável ter a antecedência de três horas, para não ocorrer nenhum tipo de erro. Se por acaso, o aeroporto não tiver pontes de embarques, exija veículos equipados com elevadores ou dispositivos para embarcar e desembarcar com segurança. Pessoas com deficiência visual podem viajar com o seu cão-guia, porém é necessário apresentar a carteira de vacinação atualizada do animal, com especificações da vacina e o nome do fabricante, em alguns destinos internacionais, deverá apresentar um atestado sanitário emitido pelo veterinário.

Divulgação

Divulgação

No entanto sabemos que mesmo com esses cuidados feitos não adianta nada se não houver planejamento na viagem, para isso, entre em nosso site e busque as melhores passagens para você, veja também as melhores ofertas de hotéis, garantindo a sua hospedagem.

Boa Viagem

Tweet00

Veja Também:

Deixe seu comentário