Início » Minas Gerais » Santo Antônio do Amparo


Santo Antônio do Amparo - Minas Gerais



Santo Antônio do Amparo faz parte do estado de Minas Gerais.

A história de Santo antônio do Amparo é muito rica. Conta-se que um homem de origem portuguesa, chamado Manoel Ferreira Carneiro, popularmente chamado "Jangada", ao passar pelas terras e ver que eram de grande beleza e com capacidades produtivas negociou com o então dono das terras uma troca. E o mais curioso dessa história foi que o objeto de troca fora um capote, pois o então dono sofria muito com o frio. Ali nas terras adquiridas "Jangada" instalou uma fazenda com numerosos escravos.

Ao passar dos anos um escravo desapareceu. Assim, seu filho José fez uma promessa a Santo Antônio, tão popular entre os portugueses, que se ele trouxesse de volta o escravo uma capela em sua honra seria construída no lugar mais alto das terras. Assim então, aconteceu e o escravo apareceu contando que Santo Antônio o havia guiado. A capela fora construída no ponto mais alto, conforme a promessa feita, e em torno dela foi crescendo o povoado que mais tarde se tornou município.

História da cidade de A denominação do Município de Santo Antônio do Amparo, deve-se a dois motivos, um religioso e outro por servir a localidade, de amparo

aos viajantes e tropeiros que passavam pela região, até então habitada por índios, dos quais ainda encontramos muitos vestígios.

Existiam duas minas do água uma de cada lado, onde crescia uma planta chamada esporão, tipo de trepadeira, muito comum na região, que se alastrava por cima de outras árvores formando uma espécie de caramanchão.

Este local servia de amparo aos viajantes que por alí passavam em direção ao Circuito do ouro, Rio de Janeiro, Triângulo Mineiro e Goiás. Alí abasteciam seus cantis, faziam suas refeiçãoes e pernoitavam para descanso.

No bairro Areão começou a surgir o pequeno povoado de Santo Antônio do Amparo, ainda hoje podemos encontrar duas de suas primeiras casas, feitas de pau-a-pique.

O fundador deste povoado foi Manuel Ferreira Carneiro, vulgo " Jangada ", que aqui chegou por volta de 1778. O "Jangada" comprou estas terras a troco de um capote de inverno. A primeira parte do nome do munícipio, segundo consta, surgiu de uma promessa feita por José, filho de Manuel Ferreira, a Santo Antônio de Pádua. Consta-se que com o desaparecimento de um de seus escravos, José prometeu a Santo Antônio, caso tivesse seu escravo de volta, a construção de uma capela da qual seria padroeiro. Feita a promessa, logo ápos, o escravo apareceu de volta, ápos ter tido uma visão do Santo. Julgando-se tratar de um milagre, José mandou construir a Capela dedicada a Santo Antônio no ponto mais alto de suas terras.

clima do Município é tropical de altitude, tropical pois é caracterizado por um verão chuvoso e um inverno frio e seco, com temperatura mé de 20 graus, máxima de 30 e mínima de 10 graus. O tropical de altitude é assim denominado pelo efeito amenizante na temperatura por causa da altitude superior a 1000 m. Na sede do município onde está situada a Igreja Matriz a altitude é de 1013 m, existindo pontos de até 1350 m.

A ocorrência de geadas restringem-se a àreas baixas próximas de córrigos e de difícil escoamento de massa de ar frio.

Toda cidade procura incentivar o povo com festas e eventos, artesanato local para promover e divulgar seu Munícipio, manter ativo o espírito do folclore e fortalecer o turismo

Relevo:

Terras onduladas e montanhas- São as terras mais férteis do município com altitude acima de 100 metros. Locais de antigas florestas que podem ser observadas nas poucas reservas ainda existente. Basicamente situam-se a Oeste e a Sul do município com ocorrência de jazidas de granito. A leste e ao norte do município estão áreas de cerrado e campos com altitudes em torno 900 metros. Estas terras são mais acidas e seu uso na agricultura exige correção da acidez com calcário. Várzeas - terras plana próximas de rios e córregos, com ocorrência pequena no município. E usada para o plantio de cereais e pastagens. A historia nos conta a ocorrência de pequenos tremores de terra motivados por folha geológica, que se inicia em Barbacena e vai ate Goiânia- Goiás, numa faixa de 50 Km de latitude.

Hidrografia:

O município esta localizado a mais de 100 metros de altitude caracterizando-o como região de nascentes de cursos de água. O córrego da Lagoa e o córrego Tome Borges formam o Rio Amparo que e afluente do Rio Jacaré que pertence a bacia do Rio Grande. Apesar de não possuir rios caudalosos o município e bem servido de fontes, cachoeiras e pequenos córregos que fazem dele o lugar ideal para a agricultura e pecuária.

Vegetação:

A vegetação esta diretamente ligada ao relevo. Nas regiãoes mais onduladas e montanhosas existiam florestas com ocorrência de madeira de lei. Hoje restam poucas áreas no município, foram transformadas em pastagens e lavouras de café. Na região de cerrado encontramos dois tipos de vegetação, um mais denso, com arvores como sucupira e pau d arco, cujas as folhas caem na época seca. O cerrado menos denso, com arvores cujos os troncos são tortos, com casca grossa, com o barbatimao e castanha de macaco. Nas regiãoes de campos encontramos pouca vegetação de porte, ocorrendo mais arbustos e o capim fino como o barba de bode. Nas várzeas há a mata ciliar, uma pequena ocorrência de arvores próximas aos leitos dos rios que esta pouco preservada e o capim nativo.

Fonte: www.geocities.com/santoantonioamparo

Autor do Histórico: MÁRCIO SILVA BALÁO

Código do Município

3159902

Gentílico

amparense

Prefeito

EVANDRO PAIVA CARRARA

População
População estimada [2018]18.434 pessoas  
População no último censo [2010]17.345 pessoas  
Densidade demográfica [2010]35,48 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,7 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]2.223 pessoas  
População ocupada [2016]12,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]35,1 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96,9 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,9  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,6  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.223 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]765 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]162 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]64 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]11 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]3 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]16.461,55 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]89,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,672  
Total de receitas realizadas [2017]43.116,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]43.882,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]9,22 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]11 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]488,885 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]85,8 %  
Arborização de vias públicas [2010]47,4 %  
Urbanização de vias públicas [2010]15,8 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Santo Antônio do Amparo: Imagens da cidade e Região

imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-1
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-2
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-3
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-4
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-5
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-6
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-7
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-8
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-9
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-10
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-11
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-12
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-13
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-14
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-15
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-16
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-17
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-18
imagem de Santo+Ant%C3%B4nio+do+Amparo+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Santo Antônio do Amparo e arredores.


Você conhece a cidade de Santo Antônio do Amparo? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: