Início » Minas Gerais » Bom Sucesso


Bom Sucesso - Minas Gerais



Bom Sucesso faz parte do estado de Minas Gerais. Encontra-se a uma latitude 21º01′58" sul e a uma longitude 44º45′28" oeste, estando a uma altitude de 952 metros. A população bom-sucessence, de acordo com o Censo 2010, é de 17.224 habitantes.

Possui uma área de 708,17km² e está a 18km da Rodovia Fernão Dias, que liga Belo Horizonte a São Paulo e também uma ferrovia que liga várias cidades como Belo Horizonte a Cruzeiro no estado de São Paulo e à cidade de São Paulo, é um ramal ferroviário ligada à principal malha de estrada de ferro do Brasil.

Sua atividade principal é agropecuária, leite e café e produção de grama para o Mineirão.

História da cidade de Bom Sucesso

No início do século XVIII, a partir da descoberta de ouro, em terras pertencentes ao território de São Paulo, houve uma desordem entre os garimpeiros.. Conta-se que D. Antônio Luis de Távora, governador paulista foi mandado para pacificar a região. Partiu no dia 03 de outubro de 1736, acompanhado da esposa e de sua comitiva seguindo o roteiro das Gerais. Após pedir proteção a Nossa Senhora do Bom Sucesso para o bom sucesso de sua missão, chegaram em uma tarde do mesmo ano ao lugar onde hoje se localiza a Estação Ferroviária de Bom Sucesso.

Durante a noite, a esposa do governador entrou em trabalho de parto em meio a uma terrível tempestade. Então prometeu a Nossa Senhora que se ela ajudasse sua esposa ele ergueria ali uma ermida e mandaria uma imagem de Nossa Senhora do Bom Sucesso. Tudo deu certo e eles foram embora.

Após algum tempo, D. Antônio mandou erguer a pequena ermida num clareira aberta no alto da colina, onde hoje se encontra a Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso. Ela era de pau-a-pique, com cobertura de folhas de palmeiras. A imagem ainda hoje está em um trono no altar-mor da Igreja.

Em torno da Capela formou-se um povoado. Esse povoado ficou conhecido como Campanha de Trás da Serra de Ibituruna do Rio Grande Pequeno, denominação característica dos colonizadores portugueses.

O progresso foi crescente no período de 1815 a 1822, com aumento da população no comércio e na lavoura. Possuía várias escolas em 1822. Pertenceu a São João del-Rei até 1823 e foi elevada à freguesia, já com o nome de Bom Sucesso em 1824. Em 1860 passou a pertencer ao município de Oliveira, de onde foi desligada pela Lei provincial nº 1.883, de 15 de julho de 1872. O município, então, foi criado com território desmembrado do Município de São João del-Rei e composto ainda dos distritos de São João Batista, do município de Oliveira e São Tiago, do município de São José del-Rei (hoje Tiradentes).

Em 17 de setembro de 1872, procedeu-se a eleição para a Intendência, que mais tarde passou a chamar-se Câmara Municipal. Pela Lei provincial nº 2002, de 15 de novembro de 1873, a sede municipal foi elevada à categoria de cidade, sendo instalada em 30 de dezembro de 1875. Macaia, em 1923, foi agregada ao município.

Segundo a divisão administrativa do ano de 1911, o município era composto de quatro distritos: Bom Sucesso, São Tiago, Santo Antônio do Amparo e São João Batista. No recenseamento de 1970 o município contava com apenas dois distritos: o distrito sede e o de Macaia.

Cidade centenária, Bom Sucesso guarda em seus casarões coloniais o acervo cultural deixado pelos pioneiros que começaram a chegar no século XVIII. Essa marca também se faz presente nas manifestações populares.como: Congado e a Folia de Reis; a Semana Santa tradicional; o Carnaval em clubes e ruas e o teatro.

No período de 1815 a 1822, o povoado progrediu sensivelmente, aumentando a população e baseando sua economia na lavoura e no comércio, já contando nesta época com várias escolas. Em 1883, foi elevado a município e em 1887, recebeu um prolongamento da Estrada de Ferro Oeste de Minas, trazendo novo progresso ao município. Entretanto, a crescente prosperidade econômica do local foi abalada pela mudança radical no tipo de trabalho humano, provocada pela Lei áurea em 1888, somente sendo normalizada algum tempo mais tarde.

O topônimo originou-se de homenagem à padroeira do município, Nossa Senhora do Bom Sucesso.

Gentílico: bonsucessense

Fonte: IBGE, Prefeitura de Bom Sucesso

Código do Município

3108008

Gentílico

bom-sucessense

Prefeito

PORFÍRIO ROBERTO DA SILVA

População
População estimada [2018]17.598 pessoas  
População no último censo [2010]17.243 pessoas  
Densidade demográfica [2010]24,46 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,8 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]2.261 pessoas  
População ocupada [2016]12,6 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]34,8 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,9 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,9  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5,1  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.003 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]712 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]125 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]51 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]11 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]17.542,65 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]79,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,692  
Total de receitas realizadas [2017]47.143,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]39.913,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]5,41 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,4 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]9 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]705,046 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]87,2 %  
Arborização de vias públicas [2010]75,7 %  
Urbanização de vias públicas [2010]61,9 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Bom Sucesso: Imagens da cidade e Região

imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-1
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-2
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-3
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-4
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-5
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-6
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-7
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-8
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-9
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-10
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-11
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-12
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-13
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-14
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-15
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-16
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-17
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-18
imagem de Bom+Sucesso+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Bom Sucesso e arredores.


Você conhece a cidade de Bom Sucesso? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: