Início » Rio de Janeiro » Barra Mansa


Barra Mansa - Rio de Janeiro



Barra Mansa é uma cidade localizado no sul do estado do Rio de Janeiro, na microrregião do Vale do Paraíba dentro da mesorregião do Sul Fluminense. Encontra-se a uma latitude 22º32′39" sul e a uma longitude 44º10′17" oeste, estando a uma altitude de 381 metros. A população avaliada em 2008 era de 176.469 habitantes, formando uma conurbação com as cidades de Volta Redonda e Pinheiral com uma população de mais de 450 mil habitantes. Possui uma área de 548,9km².

Seu centro administrativo e legislativo é o bairro Centro já que nele estão localizados a prefeitura e a câmara municipal e seu centro judiciário é o bairro Barbará pois nele está localizado o fórum municipal.

Em 1954 Volta Redonda emancipou-se e em 1991 foi a vez de Quatis, levando consigo os distritos de Ribeirão de São Joaquim e Falcão. Em 1993 Antônio Rocha foi elevado a condição de distrito assim como o bairro Santa Rita de Cássia, no ano de 2006.

História da cidade de Barra Mansa

Rio de Janeiro - RJ

A origem do Município de Barra Mansa pode associar-se a uma capela, erguida antes de 1820, sob a invocação de São Sebastião, nas proximidades da foz do rio Barra Mansa.

Centro de diversos roteiros de tropas, a localidade foi, em épocas remotas, etapa preferida pelos viajantes de Minas, São Paulo e Goiás, o que propiciou seu rápido desenvolvimento.

Entretanto, aquele caráter primitivo de simples pousada foi, pouco a pouco, se perdendo, não só porque o intenso afluxo de mercadorias que transitavam em suas estradas convidava ao estabelecimento do comércio, como porque a fertilidade das terras atraía os colonos para as atividades agrícolas. Na primeira metade do século XIX multiplicou-se, o número de fazendas, de engenhos e de plantações, destacando-se as de café.

A mais antiga propriedade parece ter sido a de Custódio Ferreira Leite, Barão de Aiuruoca, considerado um dos primeiros habitantes de Barra Mansa e que se fixou nas margens do Paraíba, enquanto Antônio Marcondes do Amaral, outro pioneiro, se instalava em N. S. do Rosário dos Quatis.

Foi o Barão, entretanto, o primeiro a doar as terras onde deveria ser criada a Vila e a reservar, nas circunvizinhanças, áreas que seriam concedidas aos que nelas se quisessem fixar.

Em 1871 foi inaugurado trecho da Estrada de Ferro D.Pedro II, com a presença do Conde d′Eu, fato de extrema importância para o desenvolvimento do Município.

No ano de 1900 foi construído um outro trecho ferroviário pertencente à Estrada de Ferro Oeste de Minas. Esta ferrovia muito contribuiu para a retomada econômica de Barra Mansa que, com a promulgação da Lei áurea, teve atingido a sua economia em virtude do êxodo das lavouras.

Desfrutando de situação privilegiada como centro ferroviário, o Município substituiu a lavoura pela pecuária extensiva, que requeria menor número de braços.Barra Mansa, em seu crescente progresso, passou da pecuária à indústria.

Gentílico: barra-manense

Formação administrativa

Elevado à categoria de vila com a denominação de São Sebastião da Barra Mansa, pelo decreto provincial de 03-10-1832, desmembrado de Resende. Sede na antiga vila de São Sebastião da Barra Mansa. Instalado em 10-02-1833.

Distrito criado com a denominação de São Sebastião da Barra Mansa, pela lei provincial nº 170, de 15-05-1839, subordinado ao município de Resende.

Pela deliberação estadual de 09-09-1890, e por decretos nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, são criados os distritos de Divisa, Espírito Santo e anexados ao município de São Sebastião da Barra Mansa.

Pela lei provincial nº 308, de 29-03-1844, e por decretos nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de Amparo e anexado ao município de São Sebastião Barra Mansa.

Pela lei provincial nº 549, de 30-08-1851, e por decretos estaduais nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de Quatis e anexado ao município de São Sebastião da Barra Mansa.

Pela lei provincial nº 573, de 09-10-1851 e por decretos estaduais nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de São Joaquim e anexado ao município de São Sebastião da Barra Mansa.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Barra Mansa, pela lei provincial n° 990, de 15-10-1857.

Distrito de São Sebastião da Barra Mansa atual Barra Mansa teve confirmada sua criação, pelos decretos estaduais nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892.

Em divisão administrativa do Brasil referente ao ano de 1911, o município é constiuído de 6 distritos: Barra Mansa, Amparo, Divisa, Espírito Santo, Quatis, São Joaquim,

Pelo decreto estadual nº 1638, de 20-11-1919, é criado o distrito de Falcão e anexado ao município de Barra Mansa.

Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-1X-1920, o município é constituído de 7 distritos: Barra Mansa, Amparo, Divisa, Espírito Santo, Falcão, Quatis e São Joaquim.

Pelo decreto estadual nº 2019, de 23-10-1926, é criado o distrito de Volta Redonda e anexado ao município de Barra Mansa. Pelo referido decreto, o distrito de divisa passa a denominar-se Floriano.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Barra Mansa é constituído de 8 distritos: Barra Mansa, Amparo, Espírito Santo, Falcão, Floriano ex-Divisa, Quatis, São Joaquim e Volta Redonda.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943, o distrito de Espírito Santo passou a denominar-se Rialto ; Floriano a denominar-se Ribeirão da Divisa, São Joaquim a denominar-se Ribeirão de São Joaquim e Amparo a denominar-se Nossa Senhora do Amparo.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 8 distritos: Barra Mansa, Falcão, Nossa Senhora do Amparo ex-Amparo, Quatis, Rialto ex-Espiríto Santo, Ribeirão de São Joaquim ex-São Joaquim, Ribeirão da Divisa ex-Floriano e Volta Redonda.

Pela lei estadual nº 1324, de 18-10-1951, o distrito de Ribeirão da Divisa voltou a denominar-se Floriano.

Pela lei estadual nº 2185, de 17-07-1954, desmembra do município de Barra Mansa o distrito de Volta Redonda. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município de Barra Mansa é constituído de 7 distritos: Barra Mansa, Falcão, Floriano ex-Ribeirão da Divisa, Nossa Senhora do Amparo, Quatis, Rialto, Ribeirão São Joaquim.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.

Pelo decreto estadual nº 7264, de 15-05-1984, identifica o acidente geográfico Córrego Ano Bom e constitui comissão para determinar e fixar o marcos que melhor caracterizem os limites entre Barra Mansa e Volta Redonda.

Pelo decreto nº 9255, de 07-10-1986, estabelece pontos topográficos que melhor caracterizem os limites urbanos de Barra Mansa.

Pela lei estadual nº 1787, de 09-05-1991, desmembra de Barrra Mansa, os distritos de Quatis, Ribeirão de São Joaquim e Falcão, para formar o novo município de Quatis.

Pela lei nº 2552, de 29-03-1993, é criado o distrito de Antônio Rocha e anexado ao município de Barra Mansa.

Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 5 distritos: Barra Mansa, Antonio Rocha, Floriano, Nossa Senhora do Amparo e Rialto.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Pela lei municipal nº 3613, de 26-10-2006, é criado o distrito de Santa Rita de Cássia e anexado ao município de Barra Mansa.

Em divisão territorial datada de 2007, o município é constituído de 6 distritos: Barra Mansa, Antônio Rocha, Floriano, Nossa Senhora do Amparo, Rialto e Santa Rita de Cássia.

Alteração toponímica municipal

São Sebastião da Barra Mansa para simplesmente Barra Mansa alterado, pela lei provincial 990, de 15-10-1857.

Fonte: IBGE

Código do Município

3300407

Gentílico

barra-mansense

Prefeito

RODRIGO DRABLE COSTA

População
População estimada [2018]183.976 pessoas  
População no último censo [2010]177.813 pessoas  
Densidade demográfica [2010]324,94 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,2 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]37.451 pessoas  
População ocupada [2016]20,8 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]34,5 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,4 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,4  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,2  
Matrículas no ensino fundamental [2017]20.615 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]4.967 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]1.441 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]463 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]79 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]19 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]26.346,46 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]69,7 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,729  
Total de receitas realizadas [2017]506.164,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]405.027,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]11,64 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,1 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]69 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]547,133 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]81,5 %  
Arborização de vias públicas [2010]55,7 %  
Urbanização de vias públicas [2010]71 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Barra Mansa: Imagens da cidade e Região

imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-1
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-2
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-3
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-4
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-5
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-6
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-7
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-8
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-9
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-10
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-11
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-12
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-13
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-14
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-15
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-16
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-17
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-18
imagem de Barra+Mansa+Rio+de+Janeiro n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Barra Mansa e arredores.


Você conhece a cidade de Barra Mansa? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: