Início » Paraná » Prudentópolis


Prudentópolis - Paraná



Prudentópolis faz parte do estado do Paraná. A população avaliada em 2011 é de 49.016 habitantes.

Prudentópolis ocupa uma área de aproximadamente 2.308 km²,com população atual de 49.016 habitantes localizando-se ao lado da BR-373 entre Ponta Grossa e Guarapuava, (com acesso também pela BR-277 ao sul do município). O município é a segunda maior cidade da região centro sul e centro oeste do estado, estando apenas atrás de Guarapuava. A cidade possui arquitetura moderna com várias construções que lembram os imigrantes ucranianos. Está a 203 km do município de Curitiba, capital do estado do Paraná. Faz parte da Região Centro-Sul do Paraná, tendo como municípios limítrofes Guarapuava, Turvo, Cândido de Abreu, Ivaí, Guamiranga, Imbituva, Irati e Inácio Martins .

O município possui uma altitude média de 1500 metros acima do nível do mar. Está localizado entre o Segundo Planalto do Paraná (Planalto de Ponta Grossa) e o Terceiro Planalto do Paraná (Planalto de Guarapuava). Apresenta diversas serras, sendo as principais a Serra da Esperança, Serra da Gralha, a Serra da Rita e a Serra da Barra Grande, e ainda diversos morros acima de 1800 metros, entre eles o Morro Morungava (ou Chapéu), o Morro Trombudo e o Trombudinho e ainda o Cerro Preto e o Cerro Azul e dezenas de cachoeiras, tanto é que nós podemos ver algumas na BR-373. João Vitor da Rocha

História da cidade de PRUDENTóPOLIS

PARANá

O Município de Guarapuava era, na segunda metade do século XIX, o maior do Estado. Estendia-se o território desde o rio dos Patos, na divisa com o Município de Imbituva, até o Iguaçu e o rio Paraná nas fronteiras da Argentina e Paraguai. A área compreendida entre o rio dos Patos e a serra da Esperança era, até a abertura da estrada da linha telegráfica, praticamente desabitada. Em 1882, quando o projeto da construção da estrada oferecia perspectivas de valorização das terras, começou a afluir gente para aquela extensa região de florestas virgens, denominada então São João - nome de um rio que passa próximo à serra e corre para o Ivaí. Consta que as margens desse último foram habitadas por tribos indígenas, pertencentes aos "Coroados", hoje desaparecidos.

A 6 quilômetros do rio dos Patos, Firmo Mendes de Queiroz, descendente de bandeirantes paulistas, construiu uma casa e tentou estabelecer grandes culturas. Por ali deveria passar a estrada da linha telegráfica.

Em 1884, o pároco de Guarapuava convenceu Firmo de Queiroz a construir uma capela consagrada a S. João Batista. Nesse mesmo ano, Firmo de Queiroz doou suas terras para que se erigisse a povoação, à qual deu o nome de S. João de Capanema, em homenagem ao Barão de Capanema, de quem era grande amigo.

Dentro em pouco tempo a povoação foi-se transformando com a chegada de famílias de diversas procedências, constituindo-se a "Vilinha", como passou a ser conhecida naquela zona.

Em fins de 1894 o Governo Federal resolveu colonizar a região de São João de Capanema, cujas terras o governo do Estado cedeu para esse fim. O diretor da colônia, Cândido Ferreira de Abreu, em homenagem ao então presidente da República, Prudente de Morais, resolveu denominar Prudentópolis a colônia recém-fundada, nome que fez desaparecer o de São João de Capanema.

A "Vilinha" então, como sede de colônia tomou impulso.

Em 1895 apresentava aspecto de povoação próspera, com ruas bem traçadas, movimentadas pela contínua chegada de famílias polonesas e ucranianas, destinadas às linhas abertas ao norte e a oeste da sede.

Em 1896 foi criada, pela Lei n.º 221, de 15 de dezembro, uma cadeira de instrução primária. Já em 1897, pela Lei n.º 251, de 14 de dezembro, criou-se a segunda cadeira.

O Decreto n.º 225, de 15 de setembro de 1903, criou uma Agência Fiscal em Prudentópolis, compreendendo todo o distrito policial desse nome. Seu contínuo desenvolvimento reclamava, então, uma organização político-administrativa mais de acordo com suas necessidades. A administração da colônia havia nessa época, dado por terminada sua gestão com a localização de 120 famílias de imigrantes, que se dedicavam à agricultura e prosperavam rapidamente.

Formação Administrativa

A Lei n.º 615, de 5 de março de 1906, criou o Município, com território desmembrado do de Guarapuava e com a denominação de Prudentópolis. O Decreto n.º 242, de 14 de junho, marcou a eleição municipal para o dia 8 de julho. A 20 de agosto deu-se a instalação do Município.

A Lei estadual n.º 2 614, de 14 de março de 1929, criou a Comarca de Prudentópolis. De acordo com a divisão territorial, vigente em 31 de dezembro de 1956: o Município é constituído de 3 distritos: Prudentópolis Jaciaba e Patos Velhos.

Fonte: IBGE

Código do Município

4120606

Gentílico

prudentopolitano

Prefeito

ADELMO LUIZ KLOSOWSKI

População
População estimada [2018]51.961 pessoas  
População no último censo [2010]48.792 pessoas  
Densidade demográfica [2010]21,14 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,0 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]7.990 pessoas  
População ocupada [2016]15,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]37,7 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,2  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,7  
Matrículas no ensino fundamental [2017]6.536 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]2.179 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]500 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]186 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]71 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]13 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]20.371,89 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]82,9 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,676  
Total de receitas realizadas [2017]141.102,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]116.406,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]13,4 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]1,9 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]28 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]2.236,579 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]41,3 %  
Arborização de vias públicas [2010]73,5 %  
Urbanização de vias públicas [2010]22,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Prudentópolis: Imagens da cidade e Região

imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-1
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-2
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-3
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-4
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-5
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-6
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-7
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-8
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-9
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-10
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-11
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-12
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-13
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-14
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-15
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-16
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-17
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-18
imagem de Prudent%C3%B3polis+Paran%C3%A1 n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Prudentópolis e arredores.


Você conhece a cidade de Prudentópolis? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: