Início » Paraná » Corbélia


Corbélia - Paraná



Corbélia faz parte do estado do Paraná. Encontra-se a uma latitude 24º47′56" sul e a uma longitude 53º18′24" oeste, estando a uma altitude de 895 metros. A população avaliada em 2004 era de 15.428 habitantes. Possui uma área de 529,39km².

Segundo os históricos os primeiros habitantes desta terra foram os Índios Caingangues, visto que foram encontradas peças fósseis e instrumentos de uso pessoal, as margens do Rio Piquiri, que comprovou a existência dos mesmos. Segundo o vídeo produzido na década de 60 pelo Jornal Flamma de Curitiba, Corbélia foi criada inicialmente como centro de distribuição e de abastecimento da região e por possuir terras onde tudo o que se planta colhe, seu clima agradável e por possuir muita madeira, atraiu os cafeicultores e madeireiros que se instalaram no local. Conforme reportagem da revista Catedral de Dezembro de 2000, a colonização de Corbélia foi iniciada na década de 50 e em 1953, o idealizador do município, o senhor Armando Zanato, penetrava sertão adentro e determinava dentro da mata virgem o local da futura cidade. Através da sociedade formada pelos senhores Armando Zanato, Homero Baú e João Fridolino Dillemburg, no dia 13 de Agosto de 1953, nascia a cidade de Corbélia. Através de iniciativa do senhor Armando Zanato, foi proposto como padroeiro do município São Judas Tadeu e através do voto dos primeiros habitantes, efetivamente elegeram o santo como o padroeiro. Pelo projeto que resultou na Lei 5 de Abril de 1972, de autoria do vereador José Rubin, ficou estabelecido feriado municipal no dia 28 de Outubro, dia de São Judas Tadeu.

A expansão econômica pretendida pelo governo do estado foi instituída a Fundação Paranaense de Colonização e Imigração, a qual demarcou estas áreas abrindo estradas para dar acesso aos pioneiros que viam para esta região, dando um futuro promissor às suas famílias. Fiscal geral da Fundação Paranaense de Colonização e Imigração, Aldino Formighieri chegou à região de Corbélia em 1949, para logo em seguida, por volta de 1953, trazer o colonizador Armando Zanato, e este trazendo as famílias de João Fridolino Dillemburg, Homero Baú e Francisco Mânica, passando a desmatar áreas para a formação de lavouras e abrir as primeiras estradas a partir das margens dos córregos Rancho Mundo e Arroio dos Porcos e do rio Sapucaia, onde plantaram as primeiras moradias.

História da cidade de Corbélia

O efetivo povoamento do município de Corbélia é fruto de muito sacrifício dos iniciais desbravadores do lugar. Os pioneiros vieram dos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, via cidade de Pato Branco.

No início a tomada da terra foi tranquila, em função de serem devolutas, configurando-se o estado de "posse". Preocuparam-se os colonos dos núcleos Colônia Nova, São Pedro, Esperança e São João em explorarem a imensa mata de araucária que existia no território do atual município.

Foi justamente nesta conjuntura que foi se intensificando o fluxo migratório para a região. Esta ação de tomada da terra preocupou o Estado, que por sua vez procurou legalizar a situação dos muitos posseiros da região. Foi acionada a Fundação Paranaense de Colonização e Imigração, que efetuou vistorias nas terras ocupadas a fim de legalizá-las, à frente deste trabalho esteve Joaquim F. do Amaral Filho.

Em 1953 formou-se um povoado às margens da estrada que liga Cascavel à região Norte do Estado. Seu idealizador foi Armando Zanatto, descendente de italianos, que, acatando sugestão, deu o nome de Corbélia à nascente povoação. Dentre os inúmeros pioneiros, citamos os nomes de João Fridolino Dillemburg, Omero Baú e Francisco Mânica.

O desenvolvimento econômico e administrativo do lugar só foi possível graças à perseverança de seus colonizadores. Se foram difíceis e incertos os primeiros tempos, o lavrador, depois da intervenção do Estado, que legalizou títulos, ficou amparado por documentos. E desta forma não foi difícil a abertura do que restava de mata, pois iriam trabalhar no que realmente era seu, e foi o que ocorreu.

Em 09 de outubro de 1957, a Lei nº 3.356 criava o Distrito Administrativo de Corbélia, com território pertencente ao município de Cascavel, sendo que em 10 de junho de 1961, pela Lei Estadual nº 4.382, Corbélia tornava-se município emancipado. O território foi desmembrado do município de Cascavel e a instalação oficial deu-se em 08 de dezembro de 1961. O primeiro prefeito municipal foi o senhor Júlio Tozzo.

Fonte: Prefeitura Municipal.

Autor do Histórico: UZIAS MARCELINO DA SILVA

Código do Município

4106308

Gentílico

corbeliano

Prefeito

GIOVANI MIGUEL WOLF HNATUW

População
População estimada [2018]17.024 pessoas  
População no último censo [2010]16.312 pessoas  
Densidade demográfica [2010]30,81 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,1 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]3.493 pessoas  
População ocupada [2016]20,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]30,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,9 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,1  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,7  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.135 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]662 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]145 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]70 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]12 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]3 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]35.649,25 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]74,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,738  
Total de receitas realizadas [2017]70.373,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]54.693,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]15,81 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]4,5 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]9 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]529,384 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]46,9 %  
Arborização de vias públicas [2010]99,6 %  
Urbanização de vias públicas [2010]15,6 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Corbélia: Imagens da cidade e Região

imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-1
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-2
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-3
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-4
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-5
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-6
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-7
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-8
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-9
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-10
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-11
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-12
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-13
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-14
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-15
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-16
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-17
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-18
imagem de Corb%C3%A9lia+Paran%C3%A1 n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Corbélia e arredores.


Você conhece a cidade de Corbélia? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: