Início » Minas Gerais » Itamogi


Itamogi - Minas Gerais



Itamogi faz parte do estado de Minas Gerais, na microrregião de São Sebastião do Paraíso. A população avaliada em 2004 era de 11.472 habitantes. A área é de 237,1km² e a densidade demográfica, de 48,38 hab/km².

Há uma wiki específica para o município e também um grupo no Facebook em que os moradores resgatam a história da cidade por meio de fotos antigas.

O município pertence à Diocese de Guaxupé.

História da cidade de Itamogi

Quando Minas Gerais começou a incentivar a lavoura cafeeira, a zona do Sudoeste Mineiro foi a primeira a receber a imigração, não só de colonos estrangeiros, mas de todos os lados do País.

De modo bem diferente de muitos outros municípios brasileiros nasceu Itamogi (antigo Arari).

Suas matas virgens foram desbravadas pelo vigoroso e audaz Antônio Gonçalves da Costa, vulgo ´Gronga´, rico proprietário de vasta extensão de terras nas imediações do município de São Sebastião do Paraíso.

Depois de se estabelecer nas imediações da área onde hoje se localiza o município de Gronga, com seus filhos Vicente e Bernardino, e grande número de escravos, abriram uma brecha na floresta, fizeram as primeiras construções e, em seguida, iniciaram a exploração das lavouras de café e cereais.

Seguiram outras famílias que ali se radicaram, das quais se destacam as seguintes: Silva, Vidigal, Cintra Morais, Furtado de Medeiros, Cardoso e Ferreira.

Outro grande elemento de real valor na localidade e que muito contribuiu para a criação da freguesia de Posses (primeiro nome de Itamogi) foi José Furtado de Medeiros. Vindo de São Joaquim de Serra Negra, logo se tornou querido e estimado por toda a vizinhança.

Em 1872, por iniciativa de José Furtado de Medeiros e João Pereira Silva, foi construído o patrimônio da localidade com cerca de 50 alqueires, e construída uma capela que teve por padroeiro São João.

O primeiro pároco do lugarejo que principiava a se desenvolver foi o padre João da Fonseca Neto, Natural de Urucuia, que ali chegou em 1880.

Mercê de Deus e dos homens do burgo, a marcha continuava progressiva, embora lenta , até 1882, ocasião em que, graças aos ingentes esforços dos habitantes, que já contavam com alguma influência do Governo da Província, o lugarejo foi elevado à categoria de freguesia, por ato de 22 de junho, cujas solenidades se efetuaram a 23 de setembro daquele mesmo ano. Com a criação do distrito, passou este a chamar-se Freguesia de Posses, incorporando-se ao município de São Sebastião do Paraíso, permanecendo nessas condições até 1911. A partir desta data passou à suserania de Monte Santo.

Por essa época o distrito já era relativamente populoso e contava até bairros de influência, e os habitantes, sempre interessados no caminhar da terra, conceberam a esperança viva de ver o distrito desembaraçado de qualquer jugo. Fazendeiros, comerciantes, enfim todos os que gozavam de algum prestígio eleitoral, uniram-se em torno dos chefes, José Furtado de Menezes e cel. Lucas Caetano Vasco, para tentarem a emancipação administrativa do distrito. A luta renhida que então se travou teve o seu término em 1924, no governo do Ex.º Sr. Dr. Raul Soares, com a elevação da então São João Batista das Posses à categoria de vila com o nome de Arari.

Aos 17 de junho de 1924, com júbilo geral de toda a população, foi instalada a Câmara Municipal, sendo seu primeiro presidente o cel. Lucas Caetano Vasco.

O topônimo Itamogi´ — rio das pedras — origina-se de um córrego que banha a cidade e é denominado Ribeirão das Pedras.

Formação Administrativa

Distrito criado coma denominação de Posses, pelo decreto nº 152, de 22-06-1890, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de São Sebastião do Paraíso.

Pelo decreto de 16-09-1901, o distrito de Posses foi transferido do município de São Sebastião do Paraíso para o de Monte Santo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Posses, figura no município de Monte Santo.

Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920, o distrito se denomina São João Batista dos Posses.

Elevado à categoria de município com a denominação de Arari, pela lei estadual nº 843, de 07-09-1943, desmembrado de Monte Santo. Sede na antiga povoação de São João Batista dos Posses. Constituído do distrito sede. Instalado em 22-06-1924.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, o distrito de Arari passou a denominar-se Itamogi.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alterações toponímicas distritais

Posses para São João Batista dos Posses, alterado em 1-IX-1920,

São João Batista dos Posses para Arari, alterado pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923.

Transferência distrital

Pelo decreto de 16-09-1901, transfere o distrito de Posses do município de São João do Paraíso para Monte Santo.

Fonte: IBGE.Enciclopedia dos Municípios Brasileiros v. XXV

Código do Município

3132909

Gentílico

itamogiense

Prefeito

RONALDO PEREIRA DIAS

População
População estimada [2018]10.229 pessoas  
População no último censo [2010]10.349 pessoas  
Densidade demográfica [2010]42,47 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,6 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.363 pessoas  
População ocupada [2016]13,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]33,3 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96,8 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,6  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5  
Matrículas no ensino fundamental [2017]1.203 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]430 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]87 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]30 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]6 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]19.391,04 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]85,9 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,674  
Total de receitas realizadas [2017]28.647,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]23.766,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]4,5 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]7 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]243,687 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]74,5 %  
Arborização de vias públicas [2010]73,8 %  
Urbanização de vias públicas [2010]6,5 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Itamogi: Imagens da cidade e Região

imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-1
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-2
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-3
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-4
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-5
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-6
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-7
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-8
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-9
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-10
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-11
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-12
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-13
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-14
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-15
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-16
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-17
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-18
imagem de Itamogi+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Itamogi e arredores.


Você conhece a cidade de Itamogi? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. Edilson's avatarEdilson

    Cidade muito linda, e povo simples. fui lá três vezes, e pretendo voltar muitas vezes

    #1 – 01/12/2015 - 08:49

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: