Início » Goiás » Ouro Verde de Goiás


Ouro Verde de Goiás - Goiás



Ouro Verde de Goiás faz parte do estado de Goiás. A população avaliada em 2004 era de 4.409 habitantes.

A formação do povoado “Boa Vista do Matão” teve início no mês de julho de 1935, quando José Gomes dos Santos doou uma área de terras da fazenda Matão, Município de Anápolis, para a construção de uma capela sob a invocação de São Sebastião. Em torno da capela surgiram as moradias de Marciano de Souza França e Miguel Gomes dos Santos, considerados os fundadores da localidade. Posteriormente, incentivados pelos pioneiros, estabeleceram-se no local, com casas comerciais, Alírio Santana Ramos, João Mariano e José Pimenta, pioneiros na atividade. O povoado, inicialmente denominado Boa Vista do Matão, obteve acelerado crescimento no setor de agricultura e criação de gado, em decorrência da alta fertilidade das terras, passando à condição de distrito, em 12 de julho de 1948, pela Lei Municipal nº 57, com o topônimo de “Matão”, em virtude da vasta extensão de matas que o circundava. Em 1963, perdeu grande área territorial para o novo Distrito de Rodrigues Nascimento. E em 1º de outubro de 1963, ascendeu à condição de município, instalado em 1º de janeiro de 1964, com a denominação definitiva de “Ouro Verde de Goiás”, em decorrência das extensas lavouras de café e da qualidade superior do produto. (Rafael Batista dos Santos)

História da cidade de Ouro Verde de Goiás

Criado pela Lei Estadual nº 4.595 de 1 de outubro de 1963, desmembrado de Anápolis. Sede no atual distrito Ouro Verde ex-Matão. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1964.

A formação do povoado "Boa Vista do Matão" teve início no mês de julho de 1935,quando José Gomes dos Santos doou uma área de terras da fazenda Matão, Município de Anápolis,para a construção de uma capela sob a invocação de São Sebastião. Em torno da capela surgiram as moradias de Marciano de Souza França e Miguel Gomes dos Santos, considerados os fundadores da localidade. Posteriormente, incentivados pelos pioneiros, estabeleceram-se no local, com casas comerciais, Alírio Santana Ramos,João Mariano e José Pimenta, pioneiros na atividade.

O povoado, inicialmente denominado Boa Vista do Matão, obteve acelerado crescimento no setor de agricultura e criação de gado, em decorrência da alta fertilidade das terras, passando à condição de distrito, em 12 de julho de 1948, pela Lei Municipal nº 57,com o topônimo de Matão, em virtude da vasta extensão de matas que o circundava.

Em 1963, perdeu grande área territorial para o novo Distrito de Rodrigues Nascimento.E em 1º de outubro de 1963, ascendeu à condição de município, instalado em 1º de janeiro de 1964, com a denominação definitiva de Ouro Verde de Goiás, em decorrência das extensas lavouras de café e da qualidade superior do produto.

Fonte: IBGE

Autor do Histórico: Deísa Divina da Silva Machado

FORMAçãO ADMINISTRATIVA

O município foi criado pela Lei Estadual nº 4.592, de 01 de outubro de 1963, que concedeu foros de cidade `a Sede Municipal, instalado em 01 de janeiro de 1964. Na Divisão administrativa de 1911, não figurou na área de seu território, nenhum outro povoado ou vila.

ORGANIZAçãO JUDUCIáRIA

O município pertence à Comarca de Anápolis, onde tem a sua representação judiciária.

TURISMO E EVENTOS

No município não existem atrações turísticas, apenas possui dois Eventos religiosos, que são: a Festa de São Sebastião e a Festa de Nossa Senhora de Fátima.

ASPéCTOS FíSICOS

SITUADO na Mesorregião do Centro Goiano e na Microrregião de Anápolis, com uma área territorial de 209,72 km2, é limitado pelos municípios de Petroliona de Goiás, Anápolis, Campo Limpo de Goiás, Nerópolis, Nova Veneza e Damolândia. A sede municipal tem a sua posição geográfica determinada pelo paralelo de 16º 03′ 40" de latitude sul em sua interseção com o merediano de 49º 03′ 13" de longitude oeste. No seu relevo pode-se destacar as Serras: Do Mizael, Pedra do Sabão, Pelada e Taboca. Na sua hidrografia destacam-se os Ribeirões: Dos Gonçalves, Padre Souza e Cachoeira e os córregos: Dos Criolos, Macaúba, Vertente do Lucas, matinha, entre outros. O clima do município, varia numa temperatura média anual de 22ºC, oscilando até os 28ºC.

Autor do Complemento: JOVERCINO ALEXANDRE DOS SANTOS


Código do Município

5215405

Gentílico

ouro-verdense

Prefeito

JAIME RICARDO FERREIRA

População
População estimada [2018]3.797 pessoas  
População no último censo [2010]4.034 pessoas  
Densidade demográfica [2010]19,32 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,0 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]471 pessoas  
População ocupada [2016]11,8 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]39,2 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,8 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,5  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,8  
Matrículas no ensino fundamental [2017]511 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]164 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]34 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]11 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]1 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]21.971,96 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]81,6 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,719  
Total de receitas realizadas [2017]20.373,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]18.347,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]2 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]1 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]208,769 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]1,5 %  
Arborização de vias públicas [2010]23,7 %  
Urbanização de vias públicas [2010]1,1 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Ouro Verde de Goiás: Imagens da cidade e Região

imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-1
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-2
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-3
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-4
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-5
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-6
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-7
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-8
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-9
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-10
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-11
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-12
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-13
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-14
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-15
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-16
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-17
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-18
imagem de Ouro+Verde+de+Goi%C3%A1s+Goi%C3%A1s n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Ouro Verde de Goiás e arredores.


Você conhece a cidade de Ouro Verde de Goiás? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. benedito raimundo pinheiro's avatarbenedito raimundo pinheiro

    ola pessoal de ouro verde, eu moro em santa barbara do oeste sp, estou disposto a ir embora de cidade para morar ai alguem pode me informar como e o mercado de trabalho ai na regiao se alguem puder me ajudar fico muito agradeçido desde de ja muito obrigado, tenho cnh a/e mopp. coletivo, e trabalho em tecelagem aqui a 23 anos sou casado tenho uma filha de 8 anos mas estou cansado do estado de sao paulo muia violençia muita dor de cabeça abraços.

    #1 – 15/09/2016 - 21:40

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: