em , , ,

Filme Kura Amazônica estreia artistas amazonenses em experiência sobre artivismo neste sábado pela internet

O Filme Kura Amazônica debate sobre manifesto pela falta de oxigênio, decorrente do evento da pandemia da Covid-19, tem estreia neste sábado 18-12-21, ao vivo pelo youtube

Uma boa programação recomendada pelo setor cultural para este sábado, é a pré-estreia do filme Kura Amazônica ao vivo transmitido pela plataforma do youtube, através do programa de streaming OBS Studio.

O filme que foi escrito e dirigido pelo ator Eric Max, é uma experiência fílmica arte científica, que tem como objetivo realizar uma experimentação com o público para demonstrar, como a arte é uma ferramenta eficaz na educação, na formação social, intelectual e psicológica humana.

“A ideia é demonstrar para os expectadores como seu estado emocional é totalmente vulnerável a influência que a arte gera nos sentidos humanos. É muito claro perceber isso quando comparamos a maneira como entramos na sala de um cinema, num teatro, num show musical, ou numa exposição, e a maneira como saímos do contato com a arte, mas muitas vezes isto passa despercebido por causa da comodidade que é contemplar as diversas manifestações artísticas. Foi por isso que na minha pesquisa comecei a pensar como poderia ser possível comprovar que a arte tem influências reais na vida humana. Fui convidado para participar de um laboratório de pesquisa científica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da professora Maira Fróes, que é doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela UFRJ (1997) e Pós-doutorado no Collège de France (Chaire de Neuropharmacologie) em 1999, e dirige o Laboratório de Neuroepistemologia Experimental Anatomia das Paixões. O meu amigo Kadosh Olive, que faz parte do laboratório, me convidou para realizar a experiência para substituí-lo pois ele estava em uma viagem, então eu aceitei. Foi nesse momento em que eu percebi como os cientistas já estavam utilizando a arte como uma ferramenta de testes comprovativos através do teatro, da música, de movimentos de dança contemporânea, para o despertar artístico, gerando informações comprovadas. Teve uma seção em que alunos de uma escola pública do Rio de Janeiro foram convidados para participar. No início todos estavam meio tímidos e com pouca reatividade, mas ao longo do processo percebemos a diferença, quando já existia reatividade e a liberação de sentimentos e expressões. Então eu comecei a discutir sobre a experiência com artivistas aue trabalhavam com Arte e Meio Ambiente, foi assim que reunimos a Carina Desana, a Ercília Desana, Jôce Mendes, Ercules Alves, Tar Magdalena, André Santos, Sergio Lobato, Isaque Fernandes, Niel Araújo, Amaury Lorenzo, Natan Araújo, e AMARN – AMARN NUMIÃ KURÁ (Associação de Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro), que foram alimentando esta ideia e trazendo mais referências. O grande desafio principal era a pandemia da covid-19, como realizar a experiencia através do cinema, unindo artes integradas para que o experimento fosse dinâmico? Foi assim que nasceu o filme Kura Amazônica. Realizamos a oficina “Corpo, voz e afeto de Novo Airão” na nossa cidade, e tivemos um resultado incrível de crianças, jovens e adultos que estqvam interessados em se experimentar nas artes cênicas e criar algo juntos. Agora o filme está pronto para ser exibido, e eu estou ansioso para ver a interação dos espectadores com o experimento, e trabalhar nesse gráfico emocional para contribuir com essa pesquisa” Eric Max em entrevista exclusiva dada ao CDMB nesta sexta 17.

Cartaz de convite do filme Kura Amazônica
Kura Amazônica – Cartaz com a artivista indígena Carina Desana

A premiere da Experiência Fílmica Kura Amazônica será neste sábado dia 18 de dezembro de 2021, às 20h do horário de Manaus, 21h do horário de Brasília. A transmissão será ao vivo inédita no youtube.
Acesso o link para ativar o lembrete: Este é o mesmo link da transmissão.
https://youtu.be/Hx4xE1W6D2g

Este projeto é resultado de uma pesquisa teatral, performática, ritualística e musical que através da Oficina “Corpo, voz e afeto de Novo Airão” despertou o potencial expressivo/criativo de artistas amazonenses que se descobriram nas Artes Cênicas e nas Artes integradas, junto com artistas já consolidados no mercado que transmitiram uma formação profissional certificada.

Sinopse do filme Kura Amazônica – Um camaleão convida os expectadores para fazer uma experiência. A Fauna Desana (Carina Desana) realiza uma oração para a poderosa Mãe Terra. Como resposta de sua prece, três curandeiros (Junior Bezerra, Tar Magdalena e Eric Max) da tribo utópica fictícia “Taupessassu”, começam a brincar com o açaí, a farinha de mandioca e a tapioca enquanto Eric canta a canção “Na palmeira do açaí” . Os curandeiros (Jôce Mendes, Rute Peres, Carina Desana, Ercules Alves, Andre Santos, Niel Araujo, Tar Magdalena, Natan Araújo, Isaque Frnandes e Eric Max) caminham em procissão utilizando máscaras de oxigênio, e param em frente a uma árvore centenária morta no meio da Floresta Amazônica. Como pedido de perdão, eles entregam oferendas. A curandeira Mae Rosa (Mae Rosa) surge para curar 3 parentes que sofrem por falta de oxigênio.

Sobre a experiência arte científica

O filme é interativo e você pode participar respondendo as 2 questões conduzida pelo camaleão em 3 momentos do filme:
“Que emoção você sente agora? De 0 a 10, qual é o seu nível emocional?”

As respostas serão coletadas e organizadas para criar dados reais. O resultado desta experiência gerará um gráfico emotivo que demonstrará como o expectador/coator transforma seus sentidos durante o contato com arte, como ela é capaz de gerar sentimentos, reflexões e atuar no psicológico humano. O gráfico será disponibilizado nas redes sociais @cura.amazonica e lá você pode consultar o resultado da experiência.

O filme inclui pessoas com habilidades especiais, com tradução em libras, closed caption e audio descrição. (Para solicitar a versão em audio descrição envie um e-mail para [email protected], se você tem um grupo de cegos que gostariam de ouvir a experiência, a equipe da producao podera criar sessões virtuais gratuitas).

Deixe uma resposta

Rio Branco Imobiliária: 5 dicas de imóveis na capital do Acre

forte dos reis magos

Fortaleza dos Reis Magos no Rio Grande do Norte