Início » Minas Gerais » Uberaba


Uberaba - Minas Gerais



Uberaba é um município do estado de Minas Gerais, no Brasil. Encontra-se na região do Triângulo Mineiro, pertence à Mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e à microrregião de mesmo nome. Sua população, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, é de 302.623 habitantes, IBGE estimativa 2012, a oitava mais populosa do estado e a 82ª mais populosa do Brasil, contando com mais de 175 bairros e um crescimento populacional de aproximadamente 3 000 habitantes por ano. É considerada uma cidade-polo e seu produto interno bruto é o 72° maior do Brasil.

O topônimo "Uberaba", nome de um rio do município, origina-se do termo tupi ′Yberaba , que significa "água brilhante", pela junção de ′y ("água, rio") e berab ("brilhante").

O atual território do município era habitado tradicionalmente pelos índios caiapós e bororós, na época da chegada dos primeiros exploradores de origem europeia, os bandeirantes provenientes de São Paulo.

História da cidade de UBERABA MINAS GERAIS Monografia: n.º 570 Ano: 1974

ASPECTOS HistóricoS

Segundo alguns autores o topônimo Uberaba origina-se do tupi "Y-beraba" que quer dizer "água clara".

Os primeiros conquistadores que perlustraram terras do Triângulo Mineiro pertenciam à bandeira de Sebastião Marinho, que, no século XVI, atravessou a região, rumo a Goiás. Seguiram-se outros movimentos de penetração, como os de Afonso Sardinho, João do Prado, João Pereira de Souza Botafogo e Nicolau Barreto.

Depois dessas primeiras entradas, o território do atual Município de Uberaba foi passagem forçada de todos os exploradores que se encaminhavam aos sertões goianos. A rota de Bartolomeu Bueno da Silva, o "Anhanguera", transformou-se, depois de 1722, em estrada, conhecida inicialmente por Estrada do Anhanguera, depois Estrada de Goiás e, mais tarde, Estrada Real.

O primeiro núcleo branco do Triângulo Mineiro foi Tabuleiro, à margem do rio das Velhas, onde, aos poucos, se iam fixando aventureiros que se destinavam a Goiás ou dali regressavam desiludidos. Mas, tendo sido o povoado atacado pelos índios caiapós e reduzido a cinzas, parte de seus habitantes fugiu desordenadamente e alcançou Perdizes, em Araxá, enquanto outra parte, maior e mais disciplinada, se afastou três ou quatro léguas de Tabuleiro e fundou o arraial do Desemboque.

Em data não determinada com precisão, partiram do Desemboque alguns aventureiros, não mais dominados pela idéia do ouro, mas em busca de terras próprias à agricultura e à criação de gado. Em 1809, segundo uns, ou 1812, segundo outros, ergueram um povoado na cabeceira do ribeirão Lajeado, construíram uma capela tosca e colocaram o povoado sob a proteção de Santo Antônio e São Sebastião. Seu nome primitivo era Arraial da Capela do Lajeado.

O novo núcleo, todavia, não encontrou elementos propícios ao desenvolvimento. A falta de terras férteis e à escassez de água, juntava-se o temor constante dos caiapós, sempre dispostos a repelir com violência os povoadores brancos. Alguns componentes da expedição colonizadora regressaram ao Desemboque e relataram ao juiz-comissário, Sargento-mor Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira as dificuldades dos habitantes do Arraial.

Comandando um grupo de mais de trinta homens, Eustáquio dirigiu-se ao povoado e, não lhe agradando o local escolhido, nas cabeceiras do córrego Lajeado, avançou para o oeste em busca de melhores terras, mais bem servidas de aguadas. Escolheu um sítio à margem esquerda do córrego das Lajes, na confluência deste com o rio Uberaba. Aí se fundou a futura Capital do Triângulo Mineiro, a mais ou menos 15 quilômetros do primitivo Arraial da Capelinha. Este entrou em decadência, à medida que seus habitantes se transferiam para as imediações da casa construída por Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira.

Erguida uma capela sob a mesma invocação de Santo Antônio e São Sebastião, o novo

povoado entrou em fase de progresso e prosperidade.

Formação Administrativa O Distrito deve sua criação a Decreto de 2 de março de 1820. Em 22 de fevereiro de 1836, a Lei provincial n.° 28 criou o Município de Uberaba, com território desmembrado do de Araxá e sede no povoado de Santo Antônio de Uberaba. Sua instalação ocorreu a 7 de janeiro do ano seguinte. Para efeito da Lei provincial n° 759, de 2 de maio de 1856, a vila de Uberaba recebeu foros de cidade.

A Lei estadual n.° 2, de 14 de setembro de 1891 manteve o distrito-sede do Município de Uberaba que, na divisão administrativa de 1911, figurava subdividido em 4 distritos: Uberaba, Campo Formoso (antes Dores do Campo Formoso), Conceição das Alagoas e Veríssimo (antes São Miguel do Veríssimo).

O Decreto-lei estadual n.° 148, de 17 de dezembro de 1938, desmembrou-lhe o território para criar os municípios de Campo Formoso, Conceição das Alagoas e Veríssimo, ficando Uberaba reduzido ao distrito-sede.

Em 27 de dezembro de 1948, a Lei estadual n.° 336 criou o distrito de água Comprida, passando o Município a possuir dois distritos.

A Lei estadual n.° 1.039, de 12 de dezembro de 1953, desmembrou parte do distrito de água Comprida (elevado a Município) para criar o distrito de Baixa, passando Uberaba a dividir-se em dois distritos: Uberaba (sede) e Baixa. Esta divisão perdura até a presente data.

A Comarca do Rio Paraná, criada pela Lei Provincial n.° 171, de 23 de março de 1840, foi suprimida em 8 de outubro de 1870, segundo a Lei n.° 1.740. Restaurou-a, no entanto, a de n.° 2.211, de 2 de junho de 1876, passando a denominar-se Uberaba, por força da Lei provincial n.° 2.500, de 12 de novembro de 1876. A Comarca é, atualmente, de 3.ª entrância. Sua jurisdição se estende aos municípios de Veríssimo, Campo Florido e água Comprida.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Uberaba: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Uberaba? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: