Início » Sergipe » Canhoba


Canhoba - Sergipe



Canhoba é uma cidade que está localizado na região norte do estado de Sergipe.

Canhoba em tupi quer dizer “folhas escondidas”, uma planta medicinal com fama de miraculosa, muito usada antes pelos indígenas. Os primeiros habitantes da região foram os índios da tribo Cataioba que com a colonização pelos portugueses fugiram do local, mas deixaram parte de sua cultura na região, como nas expressões Caiçara e Caraíbas e em localidades como a "Baixa do Canhoba" que deu origem ao atual nome do município.

Por carta de sesmarias o Capitão-mor Cristóvão de Barros foi o primeiro dono destas terras no século XVI; mas as primeiras incursões começaram no final do século XVII e início do XVIII; Manoel José da Rocha Torres e a seguir seu filho Antonio da Rocha Torres foram os primeiros posseiros da região, chegando à lagoa do Jaguaripe (atual lagoa de Canhoba), usando o Rio São Francisco. Suas terras se estendiam desde o rio São Francisco até o interior, na altura do Bom Nome (povoado de Itabi), adquiridas por Carta Régia. A família Torres fundou o povoado Curral de Barro, que recebeu este nome pelos valados que os posseiros construíam para represar as águas das lagoas e plantar arroz.

História da cidade de Canhoba Sergipe - SE

Denominava-se Curral de Barro, em decorrência dos muros construídos de argila com a finalidade de reter as águas na lagoa de Canhoba, durante o cultivo de arroz.

As primeiras penetrações tiveram início no fim do século XVII para princípio do século XVIII, pelas famílias Torres e Resende.

Em 1894 o povoado já possuía uma escola primária e feira livre realizada aos domingos.

Depois de construída a sua primeira igreja, sob a invocação de Nossa Senhora da Conceição, despontaram várias opiniões com o objetivo de trocar o nome do povoado, ficando aceito pela maioria dos habitantes, a denominação de Canhoba cuja origem está ligada aos terrenos férteis existentes, denominado Baixa do Canhoba.

Com território desmembrado dos Municípios de Aquidabã, Gararu e Propriá foi transformado no Município de Canhoba através de Decreto-Lei nº 17 de 23 de dezembro de 1938, tendo como sede o povoado Canhoba.

Canhoba: terra de Eronides de Carvalho O município já foi chamado Curral do Barro e teve uma forte economia algodoeira "Por doação da coroa, /Manoel Rocha é o seu fundador, /Emancipada por Eronides, /O nosso governador". Este é um trecho do hino da emancipação do município de Canhoba, que fica a 124 quilômetros de Aracaju. E Canhoba tem história para contar Tem e muita. As terras canhobenses, que se situam à margem direita do Rio São Francisco, faziam parte da Capitania de Todos os Santos, que iam do Velho Chico até Itapoã, próximo a São Salvador.

Com a morte de Cristóvão de Barros, parte dessas terras passam a pertencer a seu filho, Antônio Cardoso de Barros. Os primeiros exploradores chegaram no final do século XVIII à Lagoa do Jaguaripe, hoje Lagoa de Canhoba, usando o Rio São Francisco como estrada natural.

Segundo pesquisadores, Canhoba quer dizer em língua portuguesa "folhas escondidas", uma planta medicinal usada largamente pelos indígenas. Uma espécie de planta que produz milagre.

A palavra "Canhoba" é a junção de duas outras. Segundo o tupinólogo, Theodoro Sampaio, em seu Dicionário da Língua Tupi, "Can" quer dizer cânhamo, e "oba" é o senhor da terra.

CATAIOBA E CURRAL. Os primeiros habitantes de Canhoba foram os índios da tribo Cataioba. Com a chegada dos portugueses, os índios fugiram, mas no município ficaram suas marcas: os nomes de locais como Caiçara e Caraíbas. Sendo o maior registro o da existência da Baixa do Canhoba, que deu origem ao nome do lugar.

Manoel José da Rocha Torres, não resta dúvida, foi o primeiro posseiro do hoje município. As suas terras foram adquiridas através de uma Carta Régia, desde o São Francisco até o interior, na altura do Bom Nome. Ele é um descendente de portugueses. Seu filho, Antonio da Rocha Torres, também foi possuidor de terras. Eles fundaram a povoação "Curral de Barro", por causa dos valados que os posseiros construíram para represar as águas das lagoas, plantando nas terras alagadas o arroz.

Curral era um nome comum, pois no alto sertão existia o Curral do Buraco, (hoje Porto da Folha) e o Curral de Pedras (hoje Gararu).

Construída a primeira igreja sob a invocação de Nossa Senhora da Conceição, surgiram opiniões no sentido de ser mudado o nome do povoado. Alguns sugeriram a denominação Jaguaripe, nome do rio temporário que passa nas proximidades. Mas essa idéia não prevaleceu.

Gentílico: canhobense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município com a denominação de Canhoba, pelo decreto-lei estadual nº 17, de 23-01-1937, desmembrado de Própria, Aquidabã e Garau. Sede no atual distrito de Canhoba ex-povaodo. Constituído do distrito sede. Instalado em 23-12-1937.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído do distrito sede.

Pela lei estadual nº 554, de 06-02-1954, é criado o distrito de Nossa Senhora de Lourdes ex-povoado e anexado ao município de Canhoba.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 2 distritos: Canhoba e Nossa Senhora de Lourdes.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual nº 103-A, de 13-05-1963, desmembra do município de Canhoba o distrito de Nossa Senhora de Lourdes. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 169,679: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 6: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 770: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 128: matrículas
Número de unidades locais: 18: unidades
Pessoal ocupado total: 355: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 10.421,53: reais
População residente : 3.956: pessoas
População residente - Homens: 2.061: pessoas
População residente - Mulheres: 1.895: pessoas
População residente alfabetizada: 2.414: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 1.452: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 3.517: pessoas
População residente, religião espírita: 5: pessoas
População residente, religião evangélicas: 159: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 697,02: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.317,36: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 133,33: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 283,33: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,569:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Canhoba: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Canhoba? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: