Início » Goiás » Cavalcante


Cavalcante - Goiás



Cavalcante faz parte do estado de Goiás, localizado ao norte da Chapada dos Veadeiros, que abriga uma parte da comunidade Kalunga, dentro do Sítio Histório e Patrimônio Cultural Kalunga, principalmente no Povoado Engenho e no Vão do Moleque. A população avaliada em 2004 era de 9.660 habitantes. Entre suas atrações turísticas destacam-se várias cachoeiras, como as do Rio Prata, de Santa Bárbara, da Capivara, as da Veredas e a Ponte de Pedra. Apesar de não possuir ainda um acesso em seu território, Cavalcante também abriga cerca de 60% da área total do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Sua origem remonta a 1736, quando o garimpeiro Julião Cavalcante e seus companheiros chegaram a região em busca de novas minas de ouro. A notícia da descoberta de imensa mina de ouro de grande profundidade à margem do córrego Lava Pés, na serra da Cavalhada, atraiu numerosos aventureiros dos mais distantes rincões, iniciando-se o povoado com o nome de Cavalcante, em homenagem ao fundador e colonizador.

História da cidade de Cavalcante

A primeira penetração no território de Cavalcante ocorreu em 1736, pelo garimpeiro Julião Cavalcante e seus companheiros, vindo em busca de novas minas de ouro.

A notícia da descoberta de imensa mina de ouro de grande profundidade à margem do córrego Lava Pés, na serra da Cavalhada, atraiu numerosos aventureiros dos mais distantes rincões, iniciando-se o povoado com o nome de Cavalcante, em homenagem ao fundador e colonizador.

Em 1740, foi fundado oficialmente o arraial de Cavalcante, pelo bandeirante Diogo Teles Cavalcante e Domingos Pires do Prado, em presença do Governador da Capitania de São Paulo, D. Luiz de Mascarenhas.

Em 1759, o arraial foi elevado a freguesia, por ordem do Governador da Capitania de Goiás, D. João Manoel de Melo.

Em 1794, com a decadência da cidade de São Félix, transferiu-se para Cavalcante a Fundição de ouro, extinta em 1806, por tornar-se deficitária.

Gentílico: cavalcantense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de vila com a denominação de Cavalcante, pelo decreto de 11-11-1831. Constituído do distrito sede. Instalado em 30-03-1838.

Freguesia criada com a denominação de Cavalcante, pela lei provincial nº 14, de 0307-1835.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 3 distritos: Cavalcante, Moinho e Nova Roma.

Nos quadros de Apuração do Recenseamento Geral de 01-IX-1920, o município aparece constituído de 4 distritos: Cavalcante, Moinho, Nova Roma e São Domingos do Café.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 5 distritos: Cavalcante, Lajes, Nova Roma, São Domingos do Café e Veadeiros. Embora sobre o distrito de Moinho, não há documentos que provem o seu desaparecimento.

Pelo decreto-lei estadual nº 557, de 30-03-1938, o distrito de São Domingos do Café passou a denominar-se Cafelândia.

Pelo decreto-lei estadual nº 1233, de 31-10-1938, o distrito de Lajes foi extinto, vindo seu território a fazer parte do distrito sede do município de Cavalcante e Cafelândia.

No quadro fixado para vigorar no período de 1949/1953, o município é constituído de 4 distritos: Cavalcante, Cafelândia, Nova Roma e Veadeiros.

Pelo decreto-lei estadual nº 8305, de 31-12-1943, o distrito de Cafelândia passou a denominar-se Araí e o distrito de Nova Roma a denominar-se Guataçaba.

No quadro anexo para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Cavalcante, Araí (ex-Cafelândia), Guataçaba (ex-Nova Roma) e Veadeiros.

Pela lei municipal nº 2, de 21-01-1949, transferiu-se a sede do distrito de Araí para o povoado de Lajes, mantendo esta denominação.

Pela lei estadual nº 355, de 30-11-1949, o distrito de Guataçaba voltou a denominar-se Nova Roma.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Cavalcante, Lajes ex-Araí, Nova Roma ex-Guataçaba e Veadeiros.

Pela Lei Estadual nº, de 24-07-1953, desmembra do município de Cavalcante os distritos de Veadeiros e Nova Roma para formar o novo município de Veadeiros, atualmente Município de Alto Paraíso de Goiás.

O município é constituído de dois distritos Cavalcante e Lajes.

Pela lei municipal nº 6, de 20-08-1955, o distrito de Lajes passou a denominar-se Colinas.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual nº 7042, de 26-06-1968, é criado o distrito de Teresina de Goiás e anexado ao município de Cavalcante.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 3 distritos: Cavalcante, Colinas e Teresina de Goiás.

Pela lei estadual nº 10403, de 30-12-1987, desmembra do município de Cavalcante o distrito de Colinas. Elevado à categoria de município com a denominação de Colinas do Sul.

Pela lei estadual nº 10449, de 14-01-1988, desmembra de Cavalcante o distrito de Teresina de Goiás. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído do distritosede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 6.953,666: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 4: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 1.831: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 412: matrículas
Número de unidades locais: 99: unidades
Pessoal ocupado total: 927: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 27.199,72: reais
População residente : 9.392: pessoas
População residente - Homens: 4.915: pessoas
População residente - Mulheres: 4.477: pessoas
População residente alfabetizada: 6.245: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 3.074: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 7.044: pessoas
População residente, religião espírita: 124: pessoas
População residente, religião evangélicas: 1.454: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 856,28: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.524,59: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 170,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 303,33: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,584:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Cavalcante: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Cavalcante? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: