Início » São Paulo » Iepê


Iepê - São Paulo



Iepê faz parte do estado de São Paulo.

O município surgiu em resposta a impossibilidade dos protestantes enterrarem seus mortos e construírem uma escola para seus filhos no patrimônio de São Roque, onde moravam. Varias famílias então se mudaram para o novo povoado, em busca da liberdade religiosa almejada (Iepê, em tupi-guarani, significa Liberdade).

Encontra-se a uma latitude 22º39′38" sul e a uma longitude 51º04′34" oeste, estando a uma altitude de 400 metros. A população avaliada em 2004 era de 7.063 habitantes.Possui uma área de 596,0km².

História da cidade de IEPê SãO PAULO

Ás margens do rio Paranapanema, entre seus afluentes Capivara e Laranja Doce, iniciou-se, em 1917,o povoamento da região. Mas, somente em 1924, surgiu o primeiro povoado, com o nome de São Roque, em terras doadas no Município de Conceição do Monte Alegre.

Por Motivos religiosos, não foi permitida a fixação de protestantes na localidade, acarretando a formação de outro povoado, em terras de Antônio de Almeida Prado, ao qual foi dado o nome de Liberdade.

Com o rápido desenvolvimento do núcleo, em 1927, Liberdade foi elevado a Distrito de Paz, passando a se chamar Iepê, palavra que significa " Liberdade ". Alguns filólogos consideram o topônimo derivado de " oiepê ", que quer dizer " o número um ".

GENTíLICO: IEPENSE

FORMAçãO ADMINISTRATIVA

Distrito criado com a denominação de Iepê (Yepé), por Lei Estadual nº 2254, de 29 de dezembro de 1927, no Município de Conceição de Monte Alegre.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Distrito de Iepê figura no Município de Conceição de Monte Alegre.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, Iepê é distrito judiciário do Município de Rancharia.

No quadro anexo ao Decreto-lei Estadual nº 9073, de 31 de março de 1938, o Distrito de Iepê permanece no Município de Rancharia, assim figurando no quadro fixado, pelo Decreto Estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, para 1939-1943.

Elevado à categoria de município com a denominação de Iepê, por Decreto-lei nº 14334, de 30 de novembro de 1944, desmembrado de Rancharia, Martinópolis e Araguaçu, com Sede no antigo Distrito de Iepê. Constituído de 2 Distritos: Iepê e Agissê. Sua instalação verificou-se no dia 01 de janeiro de1945.

No quadro fixado, pelo referido Decreto-lei no 14334, para vigorar em 1945-1948, o Município de Iepê ficou composto dos Distritos de Iepê e Agissê (Ex-Alegria).

Lei Estadual no 233, de 24 de dezembro de 1948, desmembra do Município de Iepê o Distrito de Agissê indo seu território incoporar ao Município de Rancharia.

Figura no quadro territorial para 1949-53, composto de 1 só Distrito, Iepê e no fixado, pela Lei no 2456, de 30-XII-53, para vigorar em 1954-58, composto de 2 Distritos: Iepê e Nantes.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Lei Estadual no 9330, de 27 de dezembro de 1995, desmembra do Município de Iepê o Distrito de Nantes.

Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído do Distrito Sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Iepê: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Iepê? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: