Início » Santa Catarina » São Cristóvão do Sul


São Cristóvão do Sul - Santa Catarina



São Cristóvão do Sul é uma cidade do Estado de Santa Catarina. Encontra-se a uma latitude 27º16′00" Sul e a uma longitude 50º26′26" Oeste, estando a uma altitude de 1025 metros. A população avaliada em 2006 era de 5 093 habitantes.

Possui uma área de 350,88km².

A cidade pertencia à Curitibanos até 1992 quando decidiu-se emancipar a região. A principal fonte de renda do município é a fabricação de fósforos, que é responsável pela maior parte da economia da cidade.

História da cidade de São Cristóvão do Sul

Tudo começou com a denominação que a localidade recebera "encruzo" devido ao cruzamento ligando Leste a Oeste, Norte a Sul. Relatos dão conta que isso se passou nos idos de 1750. Foi também conhecido como um ponto de descanso de tropeiros e viajantes que viajavam entre São Paulo e Rio Grande do Sul, deixando suas trilhas, que fortaleciam o comércio de animais que iam para o centro do país e litoral do estado.

Os primeiros habitantes, que se tem conhecimento, foram os índios, que viviam de forma nômade, entre a mata nativa, rica em pinheiros, ervas medicinais, caminhos difíceis e terras por desbravar.

Em 1948, chega no "Encruzo", Florisbal Bragança de Moraes, conhecido como "Bá Moraes", adquirindo a propriedade rural Fazenda Belo Horizonte, de Maximino Antonio de Moraes, falecido em 1943.

Líder nato, Florisbal Bragança de Moraes se destacava por configurar no rol de amigos do então governador, tornando-se renomado chefe político.

Preocupado com as necessidades espirituais do povo da época, Bá Moraes impulsionou a edificação de uma gruta, a qual tornou-se ponto de evangelização através dos frades Frei Domiciano Rampinelli e Frei Narciso Pollmeir, trazidos pelo proprietário.

Com o objetivo de expandir o progresso da região, foi responsável pela instalação de um hotel e de um posto de abastecimento de combustíveis, por volta de 1950.

Através dos tímidos gestos de progresso, surge o interesse pela exploração da madeira, de serrarias que contribuíram para o desenvolvimento do lugar.

Ao final dos anos de 1960, o Encruzo vê surgir outra figura importante para o crescimento do lugar. Chega ao local Ulysses Gaboardi, que instala no distrito uma indústria de fósforos, ganha popularidade, e se apresenta como principal força oposicionista à Bá Moraes.

No ano de 1964, a localidade, desta vez denominada como São Cristóvão do Sul, transforma-se em distrito do município vizinho, Curitibanos, e começa a receber os primeiros moradores, Aparício Ouro Preto de Moraes, Maximino Antonio de Moraes, seguidos de Juventino Lefer, atraídos pela pecuária, se tornando proprietários de grandes fazendas.

A rivalidade política entre Gaboardi e Moraes foram solidificando a localidade. Ao pecuarista deve-se obras beneméritas, como a construção da capela que sonhava vir ser paróquia, e também da doação do terreno para construção de um estabelecimento penal agrícola, hoje, uma das maiores casas de detenção penal do Estado, a Penitenciária da Região de Curitibanos.

Mas com as transformações de pensamentos, vindas com a década de 1970, e a idade avançada, houve um declínio do prestígio atribuído à Bá Moraes, aumentando a admiração do povo da região pelo Senhor Ulysses, grande responsável pelo desenvolvimento do lugar.

Gentílico: são cristovense

Formação Administrativa

Em 30 de março de 1992, pela Lei nº 8.555, São Cristóvão do Sul foi emanciapado, tornando-se independente.

Fonte: Prefeitura Municipal de São Cristovão do Sul

Autor do Histórico: ACELINO ORTIZ DOS SANTOS

Código do Município

4216057

Gentílico

são-cristovense

Prefeito

SISI BLIND

População
População estimada [2018]5.499 pessoas  
População no último censo [2010]5.012 pessoas  
Densidade demográfica [2010]14,28 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,9 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.418 pessoas  
População ocupada [2016]26,2 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]43,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,3 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,6  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,1  
Matrículas no ensino fundamental [2017]642 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]144 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]38 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]13 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]4 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]21.761,89 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]77,3 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,665  
Total de receitas realizadas [2017]24.276,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]20.088,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]63,29 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,2 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]2 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]351,100 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]59,7 %  
Arborização de vias públicas [2010]70,1 %  
Urbanização de vias públicas [2010]10,5 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


São Cristóvão do Sul: Imagens da cidade e Região

imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-1
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-2
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-3
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-4
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-5
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-6
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-7
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-8
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-9
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-10
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-11
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-12
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-13
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-14
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-15
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-16
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-17
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-18
imagem de S%C3%A3o+Crist%C3%B3v%C3%A3o+do+Sul+Santa+Catarina n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de São Cristóvão do Sul e arredores.


Você conhece a cidade de São Cristóvão do Sul? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: