Início » Piauí » Oeiras


Oeiras - Piauí



Oeiras faz parte do estado do Piauí. Encontra-se a uma latitude 07º01′30" sul e a uma longitude 42º07′51" oeste, tendo uma população estimada em 2008 em 36.082 habitantes.

Oeiras teve origem numa capela fundada em 1695 e dedicada a Nossa Senhora da Vitória. O povoado foi elevado a vila e sede de concelho em 1712. Tornou-se capital do Piauí em 1759, sendo elevada a município em 1761. Foi capital até 1851. A criação de Oeiras se deu graças a "Domingos Afonso Mafrense" que atravessou sertões a esquerda do rio São Francisco e ali instalou as primeiras fazendas de gado do Piauí.

Segundo o dicionário onomástico etimológico de língua portuguesa, Oeiras pode vir pode vim do latim Aurarias, acusativo plural de aurarai, . Deste modo, o nome de Oeiras leva-nós a aproximar a fundação da povoação a a eventuais atividades auriferas no local.

História da cidade de Oeiras Piauí - PI

Diversas expedições tentaram a exploração das terras do atual Estado do Piauí. Dentre elas, a de Domingos Afonso Mafrense, em 1674, penetrou toda a região centro-sul, resultando o domínio de vasto sertão até o Parnaíba. Outra, vinda de Pernambuco, por influência da expedição de Mafrense, teria invadido os sertões de Cabrobó, avançando sempre para o nordeste. Acredita-se que ambas penetraram no território onde mais tarde se instalou a sede do Município de Oeiras.

Há registros de pedidos de sesmarias, feitos anteriormente (em 1667) por Mafrense, Julião Afonso Serra e outros, abrangendo a região que vai desde o Parnaíba até a Serra do Araripe. Sabe-se, por outro lado, que Mafrense fundou no local diversas fazendas, entre as quais a "Cabrobó", onde residiu, e que Serra organizou ali um arraial de índios domesticados. Dividem-se, por isso, entre os dois desbravadores as opiniões sobre quem se instalou primeiramente nas terras do atual Município, embora predominem as versões que indicam a primazia de Mafrense.

O fato é que no lugar com o nome de "Mocha", tomado de um riacho ali localizado, formou-se uma povoação, com capela filiada à freguesia de Cabrobó, da Diocese de Pernambuco. Essa povoação passou ao nível de freguesia, sob a invocação de Nossa Senhora da Vitória, em 1696, e foi elevada à categoria de vila em 1712.

Ao ser criada a Capitania do Piauí, em 1758 (Carta Régia de 29 de julho), a vila de Mocha, que era a seu maior núcleo, tornou-se sede do Govêrno. Somente em 1761 ganhou ela foros de cidades, passando, então, a denominar-se Oeiras, em homenagem ao Conde de igual nome, depois Marquês de Pombal.

Oeiras é considerada o núcleo mais antigo do Piauí e berço da história e colonização do Estado. Foi sede da Província até 1852, quando o Conselheiro Saraiva transferiu a capital para a "Chapada do Corisco", onde hoje se encontra Teresina.

Gentílico: oeirense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de vila com a denominação de Mocha, por carta régia, de 30-06-1712. Sede na atual vila de Mocha. Instalado em 26-12-1717.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Mocha, por carta régia de 19-06-1761.

Pelo ato de 13-11-1761, o município de Mocha passou a denominar-se Oeiras. Capital da antiga provincia até ao ano de 1852.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município denominado Oeiras é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído do distrito sede.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alteração toponímica municipal

Mocha Paro Oéiras alterado, pelo ato de 31-11-1761.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Oeiras: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Oeiras? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: