Início » Minas Gerais » Campina Verde


Campina Verde - Minas Gerais



Campina Verde faz parte do estado de Minas Gerais, na região do Triângulo Mineiro. Tem uma população de 19.324 habitantes (IBGE/2010) e área de 3.650,8 km².

Aventureiros, benfeitores e mercadores de gado (marido e mulher), procedente de Jacareí, São Paulo, fugindo da polícia, chegaram ao lugar e se estabeleceram com fazenda. Como não tinham filhos, doaram seus bens para Congregação da Missão. De posse da herança, os padres missionários fundaram o Colégio local, por volta de 1842, na época um dos melhores do Brasil. O município está localizado no Triângulo Mineiro e é banhado pelo Rio Verde. A sua exposição agropecuária é bem organizada e muito concorrida. No início de século XIX, fugindo da ação de Justiça, João Batista Siqueira Bento e sua mulher, D. Bárbara, procuraram asilo entre os índios Caiapós, senhores do extremo oeste do Triângulo Mineiro. Após algum tempo, compraram a fazenda Campo Belo, onde hoje está a cidade de Campina Verde.

Por volta de 1827, João Batista e sua esposa doaram as terras da fazenda para a Congregação da Missão, pois não possuíam herdeiros. A congregação instala ali um de seus colégios e, com o passar do tempo, vai se formando um arraial. Em 1842, em razão da transferência de alunos do Caraça, fechado entre os anos de 1842 e 1856, o colégio recebe enorme impulso. Os primeiros moradores se estabeleceram ao redor da capela construída pelos Lazaristas, onde hoje está a igreja matriz de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, sagrada em 1941. Em 1911, Campo Belo torna-se distrito de Prata e, em 1923, passa a se chamar Campina Verde. O município é criado em 1938. O carnaval de Campina Verde é animado, estendendo-se por cinco noites em uma área de 8.000 m², ao longo da avenida principal.

História da cidade de CAMPINA VERDE MINAS GERAIS

índios caiapós foram os primitivos habitantes do extremo oeste do Triângulo Mineiro, onde se localiza o município. Em fins do século XVIII, João Batista Siqueira e sua mulher, fugindo da Justiça, apoderaram-se das cabeceiras do Arantes e fixaram residência no sítio das Perobas, dedicando-se à criação de gado. Em 1830, o citado casal, não passuindo descendentes doou à congregação da Missão as Fazendas Campo Belo, Perobas e Fortaleza.

A ocupação do território deu-se com a Congregação da Missão, que instalou em Campo Belo uma de suas casas, provocando a afluência da vizinhança em busca de recantos espirituais, permitindo com o consentimento dos padres, o estabelecimento de moradores nas vizinhanças da Igreja. Com o correr dos tempos, as moradias foram aumentando e formando o arraial, atual Cidade.

O nome Campina Verde tem origem nas belas campinas existentes no município

GENTíLICO: CAMPINAVERDENSE

FORMAçãO ADMINISTRATIVA:

Distrito criado com sede na povoação de Monjolinho e a denominação de Rio Verde. Foi transferido do Município de Vila Platina (depois Ituiutaba), para o Município de Prata. A Lei Estadual nº 556, de 30 de agosto de 1911, transferiu a sede do Distrito de Rio Verde para a povoação de Campo Belo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, figura no Município de Prata o Distrito de Campo Belo. Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX1920, o distrito se denomina Rio Verde e permanece no Município de Prata. Por fôrça da Lei Estadual nº 843, de 7 de setembro de 1923, o Distrito de Rio Verde passou a denomina-se Campina Verde. No quadro fixado pela citada Lei 843, o Distrito de Campina Verde (ex-Rio Verde) figura no Município de Prata.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Distrito de Campina Verde permanece no Município de Prata.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, bem como no quadro anexo ao Decreto-Lei Estadual nº 88, de 30 de março de 1938. Pelo Decreto-Lei Estadual nº 148, de 17 de dezembro de 1938, foi criado o Município de Campina Verde constituído com o território dos Distritos de Campina Verde, desmembrado do Município de Prata e S. Francisco de Sales, desanexado do Município de Frutal; ainda por efeito do citado Decreto-Lei 148, foi criado no Município de Campina Verde, o Distrito de Santa Rosa, com território desmembrado do Distrito de S. Francisco de Sales.

Em 1939-1943, o Município de Campina Verde é composto dos Distritos de Campina Verde, Santa Rosa e S. Francisco de Sales - e pertence ao têrmo e comarca de Prata.

Em virtude do Decreto-Lei Estadual nº 1058, de 31 de dezembro do ano de 1943 que fixou o quadro territorial para vigorar no quinquênio 1944-1948, o Município de Campina Verde ficou composto dos Distritos de campina Verde, Camélia (ex-Santa Rosa) e S. Francisco de Sales - e pertence ao têrmo e comarca de Prata. Figura no quadro fixado pela Lei nº 336, de 27-XII-1948 composto dos Distritos de Campina Verde e São Francisco de Sales, em virtude da elevação à categoria de município do Distrito de Camélia, com a denominação de Ituruma. Permanece com os Distritos de Campina Verde e São Francisco de Sales no quadro fixado pela Lei nº 1039, de 27-XII-1953 para 1954-1058.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01/07/1960.

Fonte: IBGE

Código do Município

3111101

Gentílico

campina-verdense

Prefeito

FRADIQUE GURITA DA SILVA

População
População estimada [2018]19.738 pessoas  
População no último censo [2010]19.324 pessoas  
Densidade demográfica [2010]5,29 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,8 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]2.287 pessoas  
População ocupada [2016]11,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]33,8 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]89,2 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6.6  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4.5  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.040 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]613 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]172 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]49 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]10 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]4 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]27.102,52 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]78,5 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.704  
Total de receitas realizadas [2017]51.117,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]39.652,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]5,05 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]1,8 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]8 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]3.650,749 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]78,7 %  
Arborização de vias públicas [2010]97,7 %  
Urbanização de vias públicas [2010]11,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Campina Verde: Imagens da cidade e Região

imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-1
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-2
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-3
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-4
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-5
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-6
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-7
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-8
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-9
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-10
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-11
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-12
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-13
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-14
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-15
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-16
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-17
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-18
imagem de Campina+Verde+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Campina Verde e arredores.


Você conhece a cidade de Campina Verde? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: