Início » Maranhão » Jenipapo dos Vieiras


Jenipapo dos Vieiras - Maranhão



Jenipapo dos Vieiras faz parte do estado do Maranhão.

Sua população estimada em 2004 era de 14.348 habitantes.

História da cidade de Jenipapo dos Vieiras Maranhão - MA

Conta Dunchee de Abranches em a "Esfinge do Grajaú" que numa viajem para cumprir ordens do então presidente da província Moreira Alves, afim de atender e socorrer de forte epidmia de varíola que irrompera entre Pedreiras e Barra da Corda, teria passado pela estrada da Sibéria; impossibilitado de atingir o povoado de Alto Alegre, a 9 km de distância de uma região fértil, enriquecida por uma grande lagoa que não secava nos períodos de ausência das chuvas, conhecida por Lagoa do Genipapo devido a presença dos grandes jenipapeiros. Maranhão era província em 1888, quando se passava a cavalo pela primeira vez pelos arredores da regiões do Jenipapo.

Em nosso século, foi a partir de 1930 que agricultores sob a liderança da família Vieira, cujo remanescente é José Vieira Nepomuceno.

Se fixaram para explorar a terra, extraindo dela produtos agrícolas, surgindo pequenos agrupamentos de pessoas que tão logo a localidade passara a se chamar JENIPAPO DOS VIEIRAS.

Gentílico: jenipapoense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Jenipapo dos Vieiras, pela lei estadual nº 620, de 10-11-1994, desmembrado de Barra da Corda. Sede no atual distrito de Jenipapo dos Vieiras. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1997.

Em divisões territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Fonte: IBGE

Código do Município

2105476

Gentílico

jenipapoense

Prefeito

MOISES JORGE SILVA DE OLIVEIRA

População
População estimada [2018]16.432 pessoas  
População no último censo [2010]15.440 pessoas  
Densidade demográfica [2010]7,87 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,2 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]527 pessoas  
População ocupada [2016]3,2 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]58,2 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]80,7 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]4,2  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3,7  
Matrículas no ensino fundamental [2017]4.878 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]1.046 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]359 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]81 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]84 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]13 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]5.345,79 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]96,9 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,490  
Total de receitas realizadas [2017]35.568,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]35.451,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]31,69 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]2,7 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]7 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]1.962,899 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]2,6 %  
Arborização de vias públicas [2010]95,4 %  
Urbanização de vias públicas [2010]4,6 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Jenipapo dos Vieiras: Imagens da cidade e Região

imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-1
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-2
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-3
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-4
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-5
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-6
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-7
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-8
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-9
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-10
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-11
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-12
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-13
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-14
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-15
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-16
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-17
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-18
imagem de Jenipapo+dos+Vieiras+Maranh%C3%A3o n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Jenipapo dos Vieiras e arredores.


Você conhece a cidade de Jenipapo dos Vieiras? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. joão de deus ferreira's avatarjoão de deus ferreira

    PROPÔSITO

    PROPÔSITO: É deliberação, resolução, decisão, desígnio, tensão invento, projeto.

    DELIBERAÇÃO é o exame e discursão oral de um assunto, que vá melhorar a vida e diminuir o sofrimento de aqueles que depende das suas ideias ou criações.

    RESOLUÇÃO. É esclarecimento e decisão de caráter firmeza e determinação de um homem que só pregou a verdade sobre o meio ambiente para vocês, resoluto em meus propósitos.

    DESÍGNIO: É mostrar para todos os municípios de cada bacia hidrográfica, que vocês têm condições de revitalizar rios e igarapés com poucos municípios, como por exemplo, o rio cachoeira na BAHIA, que a desocupação está ceifando vidas e a miséria se alastrando, com essa ideia vamos criar empregos, colocando proteínas nos leitos e em suas margens, e desidratar frutas, legumes, e tubérculos, picando o plástico bom e ruim, criando indústria de capa dura de cadernos e livros e papelão, sem ter a necessidade de derrubar arvores para esses fins. E as empresas que estiverem juntos nesta cooperação, serão beneficiadas nas compras e vendas da nossa produção, bem como todos os funcionários da revitalização irão comprar na cooperação, e o montante gasto há cada mês será trocado pelos impostos dos GOVERNOS que não fizeram nada por meio ambiente, e ainda foram mentir na FRANÇA, e concordar com o vexame de COP21, que ficou entre o perigoso e o mortal.

    IMAGINE Rio são Francisco com 200 afluentes secos, algas tomando conta do seu leito, o velho chico, proprietário de tamanha riqueza, por falta de cuidado e por tanto tirarem e não repor, o velho chico está passando por grande dificuldade pelo descaso dos homens que não conhecem o PODEROSO DEUS. O velho chico banha quinhentos municípios e necessita de revitalização urgentemente.

    Rio tietê com 62 municípios, Rio Paraguaçu com 86 municípios, Rio Cachoeira com mais de 12 municípios é o mais precário, e só está morto para os incapazes, o Rio Jequitinhonha com inúmeros municípios RIO DOCE entre tantos, é necessário um serviço carinhoso e de bom conhecimento em tornar potável rios e igarapés, e fazer o revivamento de todos os viveres juntamente com o seu cílio mediador e justamente com sua fábrica de micro-organismo para fazer crescer uma grande cadeia alimentar, e mais a ajuda dos seus 41 ou mais municípios, podemos revitalizar o RIO DOCE por inteiro, somos os únicos no mundo, para uma nova ordem mundial de conhecimento em meio ambiente, já está acontecendo e com ferramentas inclusas no sistema.

    A SAMARCO está sofrendo um dos maiores bombardeios de sua história. OS abutres políticos e jornalistas interesseiros querendo tomar posse da situação, as aves de rapina não querem deixar por menos. A SAMARCO precisa de uma ideia que faça parar a decida da lama, vocês têm uma ideia? JD tem, se vocês não mostrar a cara eu mostro a minha. A SAMARCO precisa de calma para esse propósito, se ponha na condição do tamanho que é a contenda da SAMARCO.

    ESTE ANO é o ano do intento para prefeito em todo PAÍS, e essa é a oportunidade de você descobrir a intenção do seu candidato a prefeito sobre o conhecimento de economia verde, e sentir seguro para quem você vai doar o seu voto, pergunte o seu candidato o que é economia verde, peça o seu candidato para falar do projeto que ele o seu candidato vai usar como escopo em sua campanha.

    SEGUNDO JD E GOOGLE ECONOMIA VERDE é um conjunto de processos ideias produtivas e industriais, comerciais, agrícolas e de serviços, que ao ser aplicado em um determinado local PAÍS, CIDADE, EMPRESA, COMUNIDADE, ETC. QUE possa gerar nele um desenvolvimento sustentável nos aspectos ambiental e social, e além do mais, economia verde é a arte de bem administrar os seus bens em termos gerais macro- economia viável e nunca visto.

    O PODEROSO DEUS DE ABRAÃO ESTÁ REUNINDO A SUA IGREJA.

    JOÃO DE DEUS FERREIRA.

    #1 – 15/01/2016 - 13:03

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: