Início » Goiás » Santa Rita do Araguaia


Santa Rita do Araguaia - Goiás



A história da Fundação do Município de Santa Rita do Araguia começa em 1850, quando o desbravador José Manoel Vilela, residente às margens do rio Claro, atual Município de Jataí, desde 1836, estendeu o domínio de suas terras até o Rio Araguaia. Em 1854, ele e Dona Leocádia Perpétua de Silvéria doaram 2000 alqueires de terras da Fazenda Araguaia ao Patrimônio da Paróquia de Santa Rita dos Impossíveis, no Cartório de Notas de Torres do Rio Bonito, atual Município de Caiapônia. O remanescente da fazenda Araguia foi vendido as famílias Vigilato Rodrigues Luciano e Manoel Fernandes Pereira, que doou partes de suas terras a Zeca Ferreira. A Igreja dividiu suas terras, iniciando a colonização sob o regime de aforamento, época em que foi outorgado a José Manoel Salgueiro, o Título de Fabriqueiro. Com a ocorrência de um incêndio no Cartório de Tabelionato, houve a destruição dos documentos, ocasionando possivelmente algumas renegociações e o Fabriqueiro com sua esposa Dona Mara Júlia Carvalho Salgueiro, a cinco de setembro de mil novecentos de dezenove, ratificaram a doação no Cartório do Primeiro Oficio João Coutinho, na Cidade de Goiás Velho, registrado no Livro de n° 3, fls. 951, do Cartório Imobiliário de Jataí - GO.

Em quatro de fevereiro de mil novecentos e vinte, o Fabriqueiro já exercia na Sede da Fazenda dos Salgueiros o comércio de gênero alimentícios e produtos industrializados, e nas proximidades desses comércios foi surgindo o Povoado que mais tarde foi elevado à Categoria de Vila. Depois de algum tempo uma Nova Vila surgia em outro lugar, logo abaixo, sendo elevada a Categoria de Distrito de Mineiros no ano de hum mil e novecentos e onze, fato primordial para o esvaziamento da vila originária, causando a extinsão do Comércio do Salgueiro, conhecido como Comércio de Cima. Em 31 de dezembro de 1943, pelo o Decreto - Lei Estadual 8.305, a Nova Vila é denominada Ivapé, palavra indígena, cujo significado é "caminho das frutas". E, finalmente, pela Lei N. 806 de 12 de outubro de 1953 o Distrito de Ivapé recebe a Elevação de Categoria para Município com nova denominação, passando a se chamar Santa Rita do Araguaia. Os santarritenses nasceram possuindo uma extensão territorial de 1.362 Km2, limitando-se sentido Norte - Oeste com os Municípios de Araguainha - MT e Alto Araguaia - MT, interligados pelo Rio Araguaia, e Mineiros - GO no sentido Sul - Leste, de onde seu território foi desmembrado. Sua vegetação é característica do Bioma Cerrado do Brasil Central, favorecendo o desenvolvimento da agricultura, especialmente a pecuária bovina de corte.

A mineração, ainda pouco explorada à época, apresentou uma produção de gema diamantífera considerável, tendo sido registrado o aparecimento de uma medindo 42 quilates no Garimpo do Luciano localizado à margem direita do Rio Araguaia a 07km da Cidade de Araguainha - MT.

História da cidade de Santa Rita do Araguaia Goiás - GO

A origem de Santa Rita do Araguaia, situada na margem direita do Rio Araguaia, em frente à cidade Mato-grossense do Alto Araguaia, foi a fazenda Araguaia, adquirida em 1854, por José Manoel Vilela, de Minas Gerais, e da qual foram reservados 2.000 alqueires para a formação do patrimônio de Santa Rita dos Impossíveis.

Fundado o povoamento, somente em 1920, oficializou-se a doação das terras, a 3 km da atual Sede Municipal, sendo as primeiras moradias, as de Manoel Carvalho Bastos e de João José de Morais Cajango, filho e neto do doador.

Em virtude de discórdia quanto à exploração abusiva de um rego d′água para abastecimento público, os habitantes se transferiram para o local mais abaixo, às margens do Rio Araguaia, voltando o antigo povoado à condição de fazenda, com a denominação de Fazenda Santa Rita.

O novo povoado recebeu o topônimo de Santa Rita do Araguaia, lembrando a Santa, Padroeira local, e o rio em que se localiza.

O povoado passou à categoria de distrito, conforme divisão administrativa de 1911, pertencente ao Município de Mineiros.

Pelo Decreto-Lei nº 8305, de 31 de dezembro de 1943, passou a denominar-se Ivapê, termo tupi que significa "caminho das frutas.

A autonomia municipal foi concedida pela Lei Estadual nº 806, de 12 de outubro de 1953, com o topônimo original de "Santa Rita do Araguaia.

Gentílico: santa-ritense

Formação Administrativa

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, figura no município de Mineiro, o distrito com a denominação de Santa Rita do Araguaia.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o distrito permanece no município de Mineiros.

Pelo decreto-lei estadual nº 8305, de 31-12-1943, o distrito de Santa Rita do Araguaia passou a denominar-se Ivapé.

Em divisão territorial vigente em 1-VII-1950, o distrito de Ivapé figura no município de Mineiros.

Elevado à categoria de município com a denominação de Santa Rita do Araguaia, pela lei estadual nº 806, de 12-10-1953, desmembrado de Mineiros. Sede no antigo distrito de Ivapé ex-povoado. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1954.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alterações toponímicas distritais

Santa Rita do Araguaia para Ivapé alterado, pela lei estadual nº 8305, de 31-12-1943. Ivapé para Santa Rita do Araguaia alterado, pela lei estadual nº 806, de 12-10-1953.

No Censo de 2007, foram recenseados 5873 habitantes, sendo 2985 homens e 2888 mulheres; deste total, 5146 habitantes residem na zona urbana e 727 moram na zona rural. Do total de 5146 habitantes moradores na zona urbana, 2554 são homens e 2592 são mulheres. Do total de 727 moradores na zona rural, 431 são homens e 296 são mulheres. O município possui uma área de 1361,8 Km quadrados e pertence a Mesorregião Sul Goiano e Microrregião do Sudoeste de Goiás.

Sua sede tem as seguintes coordenadas geográficas: 53,205° de Longitude e 17,326° de Latitude.

O município comemora seu aniversário em 12 de outubro.

Fonte: IBGE

Código do Município

5219407

Gentílico

santa-ritense

Prefeito

TANIA MARIA TOLEDO SALGUEIRO

População
População estimada [2018]8.573 pessoas  
População no último censo [2010]6.924 pessoas  
Densidade demográfica [2010]5,08 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,1 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]650 pessoas  
População ocupada [2016]8,1 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]32,1 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]94,3 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,2  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,9  
Matrículas no ensino fundamental [2017]718 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]270 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]30 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]20 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]3 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]18.525,75 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]90,5 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,714  
Total de receitas realizadas [2017]18.344,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]15.808,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]20,83 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,2 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]3 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]1.355,782 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]2 %  
Arborização de vias públicas [2010]62,4 %  
Urbanização de vias públicas [2010]2,4 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Santa Rita do Araguaia: Imagens da cidade e Região

imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-1
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-2
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-3
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-4
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-5
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-6
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-7
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-8
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-9
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-10
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-11
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-12
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-13
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-14
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-15
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-16
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-17
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-18
imagem de Santa+Rita+do+Araguaia+Goi%C3%A1s n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Santa Rita do Araguaia e arredores.


Você conhece a cidade de Santa Rita do Araguaia? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: