Início » Goiás » Goianésia


Goianésia - Goiás



Goianésia faz parte do estado de Goiás, situa-se na região do Vale do São Patrício. O Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística indicou que Goianésia tem 59.351 habitantes . Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás, em junho de 2011 registram-se em Goianésia 49.416 eleitores ou 1,22% do eleitorado de Goiás .

A fertilidade do solo e a abundância de água atraíram os primeiros moradores de Goianésia. Mas foi a partir da década de 40 que a história começou a se consolidar, mais precisamente no ano de 1943, com a chegada de Laurentino Martins Rodrigues, sua esposa Berchiolina Rodrigues (Dona Fiíca) e família, se instalando na região do córrego Calção de Couro. No local, foi erguido um cruzeiro e construído um rancho para rezar e servir como escola. A gleba de terra adquirida por Laurentino Martins foi loteada e, aos poucos, foi-se formando o povoado. A religiosidade foi um traço marcante na vida do lugarejo, com os moradores professando fé à padroeira Nossa Senhora da Abadia.

No dia 21 de agosto de 1948, foi criado o Distrito de Goianésia, subordinado ao Município de Jaraguá. Já nessa época, começava na região o desenvolvimento das lavouras de café das grandes fazendas - Itajá, Monte Alegre, São Carlos, dentre outras. O engenheiro Jalles Machado de Siqueira, de notável capacidade empreendedora, ajudava na construção de estradas, na instalação de energia elétrica e de máquinas para o beneficiamento do café. Mais tarde, foi desenvolvida a cultura do arroz, que situou Goianésia como principal produtora em Goiás.

História da cidade de Goianésia

Goianésia teve origem no ano de 1857, quando Manoel de Barros requereu na Paróquia da Vila de Jaraguá o registro de umas terras de área superior a 3.400 alqueires. Em 1920, Ladislau Mendes Ribeiro, casado com uma neta do proprietário dessas terras, construiu sua residência à margem direita do Córrego Calção de Couro, iniciando assim o desbravamento da área.

Em 30 de outubro de 1943, Laurentino Martins Rodrigues levantou um cruzeiro não muito longe da referida residência, dando assim início à formação do povoado.

No ano de 1948 foi criado o Distrito de Goianésia, subordinado ao município de Jaraguá. E em 24 de junho de 1953, o distrito foi elevado à categoria de município, desmembrando-se de Jaraguá. Nessa época, a região era um grande centro produtor de café. Outro motivo que também contribuiu para o desenvolvimento econômico local foi a instalação de grandes companhias agrícolas. Se tomando a data de 23 de dezembro de 1857, quando Antônio Manoel de Barros requereu na Paróquia de Nossa Senhora da Penha de Jaraguá o registro de uma das terras situadas naquele município, chamadas Calção de Couro, foi possível fazer um delineamento sobre a história de Goianésia desde aquela data até os dias atuais.

O nome Goianésia foi escolhido por Laurentino, seguindo a tendência adotada por municípios, distritos e vilas em Goiás, a exemplo de Goianápolis, Goialândia, Goiatuba, Goianira etc. Como Laurentino cultivava o hábito da leitura, ficou sabendo do concurso para a escolha do nome da nova capital do Estado, e dentre os sugeridos havia Goianézia, por José Frauzino Pereira Sobrinho. Foi escolhido a partir de um consenso entre Laurentino, José Carrilho e Paulo Bergamelli, e acolhido mais tarde como Goianésia.

Gentílico: goianesiense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Goianésia ex-povoado, criado com terras desmembrada do distrito de Jaraguá, pela lei municipal nº 10, de 21-08-1948, subordinado ao município de de Jaraguá.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito de Goianésia, figura no município de Jaraguá.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.

Elevado à categoria de município com a denominação de Goianésia, pela lei estadual nº 747, de 24-06-1953, desmembrado de Jaraguá. Sede no atual distrito de Goianésia ex-povoado. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1954.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1963.

Pela lei municipal nº 195, de 31-10-1966, é criado o distrito de Natinópolis e anexado ao município de Goianésia.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 2 distritos: Goianésia e Natinópolis

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Código do Município

5208608

Gentílico

goianesiense

Prefeito

RENATO MENEZES DE CASTRO

População
População estimada [2018]69.072 pessoas  
População no último censo [2010]59.549 pessoas  
Densidade demográfica [2010]38,49 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,1 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]14.671 pessoas  
População ocupada [2016]22,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]31 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6.9  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5.6  
Matrículas no ensino fundamental [2017]9.100 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]2.566 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]373 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]136 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]35 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]6 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]18.620,35 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]65,3 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.727  
Total de receitas realizadas [2017]171.699,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]147.810,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]6,41 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]5,5 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]31 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]1.547,274 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]55 %  
Arborização de vias públicas [2010]96,6 %  
Urbanização de vias públicas [2010]27,6 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Goianésia: Imagens da cidade e Região

imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-1
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-2
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-3
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-4
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-5
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-6
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-7
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-8
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-9
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-10
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-11
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-12
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-13
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-14
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-15
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-16
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-17
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-18
imagem de Goian%C3%A9sia+Goi%C3%A1s n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Goianésia e arredores.


Você conhece a cidade de Goianésia? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: