Início » Amapá » Serra do Navio


Serra do Navio - Amapá



Serra do Navio é um município no centro do estado do Amapá.

O município de Serra do Navio foi criado em 1º de maio de 1992, através da lei n.º 007/92.

O primeiro relato da presença de manganês no estado do Amapá veio de um relato do engenheiro Josalfredo Borges, a serviço do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), em local indefinido às margens do rio Amapari. Com a criação do território federal, em 1943, a pesquisa despertou o interesse do interventor, o capitão Janary Gentil Nunes, que já em seus primeiros meses de gestão deu ampla publicidade ao relatório de Borges. Para o militar, a mineração seria a base da economia e do desenvolvimento do território, ao invés da pesca e dos produtos tradicionais de extração, como a borracha ou a castanha. Em 1945, ele ofereceu um prêmio em dinheiro para quem fornecesse informações que levassem à identificação de depósitos de minério de ferro. Um comerciante ribeirinho chamado Mário Cruz levou pessoalmente ao interventor algumas pedras escuras e pesadas, que usara como lastro para seu barco, em busca da recompensa prometida. O material foi analisado na sede do DNPM no Rio de Janeiro, pelo engenheiro Glycon de Paiva, que constatou tratar-se de manganês de teor elevado.

O Município de Serra do Navio foi criado pela Lei no 0007, em 01 de maio de 1992, está localizado ao sul do estado (Meso Região Sul), a 190 km da Capital Macapá. Com um distrito: Serra do Navio. Limita-se com os municípios: Calçoene, Oiapoque, Pedra Branca do Amapari, Ferreira Gomes e Paracuúba.

Quem nasce em Serra do Navio é serranaviense (gentílico).

Histórico: Dizem alguns que o rio que passa em frente à cidade, se observado de cima (de um avião), possui a forma de um navio. Mas, a origem da cidade sede do município, deu-se quando da implantação da ICOMI - Indústria e Comércio de Minérios S/A, que construiu em plena selva amazônica, casas para abrigar seus funcionários, consideradas na época essas construções de engenharia muito avançada.

Um destaque para este município é o seu clima, que por estar localizado em uma serra, a temperatura é sempre amena. No período do inverno chegando aos 15o C, é quando também surgem neblinas, que às vezes de tão densa não permite a visualização a mais de 6 metros.

Economia: Em sua economia utiliza-se no Setor Primário da cultura de mandioca, do arroz, do milho, da criação de gado bovino, bubalino e Suíno.

Mas, é no Setor Secundário que o município se sobressai ou sobressaiu-se por muitos anos, já que as reservas do manganês esgotaram-se, paralisando a ICOMI suas operações (extração) em 1997, embora o contrato com o governo do Estado, que era de 50 anos, só terminria no ano 2003. O município possui também algumas serrarias e poucas padarias.

No Setor Terciário possui um pequeno comércio (um supermercado) e os serviços de um hotel, possui também um cartório de registro civil.

Atração Turística: Por possuir infra-estrutura de cidade do sul do país, pois está situada numa região serrana, Serra do Navio, uma cidade climatizada, que por si já é uma atração turística.

Eventos Culturais: é festejado a criação do município em maio (01/05). Em julho são realizados os festejos em louvor a Santa Ana, padroeira da cidade. Além do Festival do Cupuaçu, e alguns derivados como sucos, tortas, geléias (e principalmente as polpas de frutas), etc. Da semente do cupuaçu também já é produzido o chocolate branco.

Fonte: SOUZA, Manoel Dorandins Costa de. A Evolução Política, Demográfica e Sócio-Econômica do Amapá. Coordenação do Curso de História. Universidade Federal do Amapá.Macapá/AP, 1995. 101 p. (trabalho de conclusão de curso)

Autor do Histórico: JOEL LIMA DA SILVA

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Serra do Navio: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Serra do Navio? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: