Início » Paraíba » Puxinanã


Puxinanã - Paraíba



Puxinanã é uma cidade localizada na Região Metropolitana de Campina Grande, estado da Paraíba. Sua população em 2011 foi estimada pelo IBGE em 12.995 habitantes, distribuídos em 73 km² de área.

No município a maioria dos habitantes residem na zona rural, caracterizando Puxinanã como um município de aspecto agropécuario. Em questão a religiosidade, os destaques são as duas principais vertentes do Cristianismo: Católica, tendo como templo a "Igreja Nossa Senhora do Carmo" (majoritariamente professada pela população) e a Protestante, destacando-se a igreja evangélica "Assembleia de Deus", cujo número de adeptos cresce em ritmo acelerado. A festa da padroeira do município ocorre no dia 16 de julho, onde anualmente é feita uma procisão com um andor da imagem peregrina da santa, por algumas ruas do município. Muitas pessoas mostram aos jovens aspectos de uma tradição antiga, que é a de enfeitar a porta das casas onde a imagem irá passar. Isso mostra a preservação da cultura que se encontra, em certos aspectos, exaurida. O município desfruta de um comércio razoável, que permite o suprimento de necessidades fundamentais aos moradores, lhes oferecendo uma qualidade de vida razoavelmente boa, se comparada com cidades de mesmo porte e da mesma região. Em 2008, o município se encontrava com um grave problema de falta de água, pois não choveu suficiente para reparar a perda de águao do açude que, por não ter sido alimentado pela sangria das barragens superiores, ameçou atingir o estado de calamidade pública. O açude esteve em estado de observação com apenas 6.7% de volume total. Se esse valor baixar para 5% o açude entra em situação crítica.

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

História da cidade de Puxinanã Paraíba - PB

Para chegarmos à formação do atual município de Puxinanã, é preciso que antes seja mencionada a construção da barragem que se situa hoje junto à Sede Municipal, pois a construção dessa barragem foi o ponto de partida para a ocupação e colonização da região. Através de autorização do governador João Suassuna, no ano de mil novecentos e vinte e quatro, tiveram início as obras da barragem que servia para o abastecimento de água à Campina Grande. Anteriormente já existiam no local algumas casas de propriedade de José Fidélis e Severino José de Melo, além de alguns sítios mais afastados como os de Antônio Gomes do Nascimento e da família Pereira da qual o governo do Estado adquiriu o terreno para a construção do açude.

Com o projeto para ser iniciado, chegou ao local o engenheiro Rômulo Campos para a realização de estudos mais específicos e a implantação do canteiro de obras. A Igreja que é hoje a matriz do município foi doada por Antônio Gomes do Nascimento e começou a ser construída no ano de mil novecentos e cinquenta e cinco. Dando-se início à construção da barragem, ali chegaram muitos trabalhadores que começaram a estabelecer-se a construir suas casas, formando o que se poderia chamar a início de uma povoação. No dia dez de dezembro de mil novecentos e cinquenta e três, quando da criação do município de Pocinhos, Puxinanã, que pertencia à Campina Grande, passou a fazer parte, administrativamente, do recém-criado município.

Com o desenvolvimento da povoação, muitos habitantes começaram a lutar pela emancipação política do povoado. Entre esses bravos pioneiros da emancipação, podemos citar a família Zoroatro Coutinho, Justino de Azevedo, Pedro Rodrigues Sobrinho. Graças ao empenho de todos, a emancipação veio a onze de dezembro de mil novecentos e sessenta e um através da Lei número dois mil seiscentos e onze.

Gentílico: puxinanaense

Formação Administrativa

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, figura no município de Campina Grande o distrito de Puxinanã.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.

Pela lei estadual nº 986, de 10-12-1953, o distrito de Puxinanã deixa de pertencer ao município de Campina Grande para ser anexado ao novo município de Pocinhos.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de Puxinanã, figura no município de Pocinhos.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Elevado à categoria de município com a denominação de Puxinanã, pela lei estadual nº 2611, de 11-12-1961, desmembrado de Pocinhos. Sede no antigo distrito de Puxinanã. Constituído do distrito sede. Instalado em 28-12-1962.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Transferência distrital

Pela lei estadual nº 986, 10-12-1953, transfere o distrito de Puxinanã do município de Campina Grande para o novo município de Pocinhos.

Fonte: IBGE

Código do Município

2512408

Gentílico

puxinanaense

Prefeito

FELIPE GURGEL COUTINHO

População
População estimada [2018]13.630 pessoas  
População no último censo [2010]12.923 pessoas  
Densidade demográfica [2010]177,81 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,7 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]738 pessoas  
População ocupada [2016]5,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]46,4 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,4 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,1  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]2,8  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.233 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]473 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]133 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]42 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]21 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]6.597,80 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]96,9 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,617  
Total de receitas realizadas [2017]27.068,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]24.461,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]13,51 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]1,2 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]13 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]72,677 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]76,1 %  
Arborização de vias públicas [2010]84,1 %  
Urbanização de vias públicas [2010]1,5 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Puxinanã: Imagens da cidade e Região

imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-1
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-2
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-3
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-4
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-5
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-6
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-7
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-8
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-9
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-10
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-11
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-12
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-13
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-14
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-15
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-16
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-17
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-18
imagem de Puxinan%C3%A3+Para%C3%ADba n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Puxinanã e arredores.


Você conhece a cidade de Puxinanã? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: