Início » Minas Gerais » Piumhi


Piumhi - Minas Gerais



Piumhi(AFI:[pi′i]) faz parte do estado de Minas Gerais. A população avaliada em 2010 era de 31 383 habitantes.

O significado do vocábulo Piumhi é historicamente documentado, e vem do tupi rio de peixe, referindo-se a rio homônimo.

Para a análise do vocábulo é colocada em prática a lição de Teodoro Sampaio em sua obra "O Tupi na Geografia Nacional". De acordo com seus escritos, para se conseguir a etimologia de um topônimo, em primeiro lugar, deve-se verificar como o mesmo era grafado primitivamente, ou seja, como ficou registrado e escrito nos mais antigos documentos.

História da cidade de Piumhi

Habitavam estas paragens, em tempos idos, dois abastados fazendeiros, inimigos figadais, Capitão Luís Antônio Vilela e Fernão Alves dos Santos. Motivava a inimizade e as lutes constantes entre os senhores, familiares e escravos a fixação das divisas de suas terras e sesmarias.

Por volta de 1707, famílias paulistas, chefiadas por Manoel Marques de Carvalho, quando regressavam dos sertões mineiros, onde estiveram à cata de ouro, acamparam às margens de um córrego - hoje córrego do Carvalho - para ligeiro repouso . Com permissão do chefe, exploraram a região e encontrando ouro, diamantes e outros minerais obtiveram autorização dos proprietários das terras para garimpar. Já em 1708, o número dos garimpeiros aumentara. Veio então, trazendo licença para garimpar, o Padre Marcos Pires Corrêa, que propôs aos habitantes construíssem uma capela e conseguissem o necessário para a celebração dos ofícios divinos, uma vez que todos eram católicos. A 15 de agosto de 1708, era celebrada a 1.ª missa na região .

Recrudescendo o ódio entre as duas famílias, Manoel Marques de Carvalho, amigo de ambas, resolveu por termo às rixas, propondo para árbitro da questão o Padre Marcos. Sugeriu a doação das terras litigiosas a Nossa Senhora do Livramento, separando, desta forma, as duas fazendas. Doados os terrenos, ficou conhecida por Nossa Senhora do Livramento do Piui a povoação.

Após a guerra dos Emboabas, voltaram as bandeiras paulistas a desbravar os sertões, datando daí a crescente povoação de Nossa Senhora do Livramento do Piu-i, conhecido, então, somente por Piu-i, nome do rio que atravessa a região. O vocábulo Piu-i, indígena, significa "água cheia de moscas" e na verdade, as águas quase paradas do rio são infestadas por esses insetos.

Em 1770, o povoado foi elevado à categoria de curato, sendo primeiro cura o Padre Francisco Alves Torres. Em 1813 era elevado à categoria de freguesia. A paróquia foi criada em 1854.

Gentílico: piuiense

Formação Administrativa:

Freguesia criada com a denominação de Piui, por Alvará de 26-01-1803, subordinado ao município de Formiga.

Elevado à categoria de município com a denominação de Piui, pela lei provincial n.° 202, de 01-04-1841, desmembrado do de Formiga. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-04-1842.

Elevado à condição de Cidade e sede municipal, por lei provincial n.° 1.510, de 20-07-1868.

Pela Lei estadual n.° 2, de 14 de setembro de 1891, são criados os distrito de Araújos, Bocaina, Perobas e São Roque e anexado ao município de Piui.

Pela lei municipal nº 73, de 05-10-1901, é criado o distrito de São Sebastião dos Franciscos e anexado ao município de Piui.

Pela lei estadual nº 556, de 30-08-1911, o distrito de Pimenta passa a pertencer ao município de Piui, desmembrado do município de Formiga.

Em divisão administrativa referente ao de 1911, o Município de Piui é constituído de 7 distritos: Piui, Bocaina, Araújos, Perobas, Pimenta, São Roque e São Sebastião dos Franciscos.

Pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, desmembra do município Piui os distritos de Araúna ex-Araújos e Capitólio ex-São Sebastião dos Franciscos. Para formar o novo município de Guapé. Sob o mesmo decreto distrito de Bocaina passou a denominar-se Santo Hilário. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Piui, Perobas, Pimenta, Santo Hilário e São Roque. Pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, desmembra do município de Piui o distrito de Guia Lopes ex-São Roque. Elevado à categoria de município com a denominação de Guia Lopes.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4 distritos: Piui, Perobas, Pimenta e Santo Hilário.

Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, desmembra o distrito de Pimenta do município de Piui. Para formar o novo município de Pains. Sob o mesmo decreto o distrito de Capitólio é anexado ao município de Piui. Desmembrado de Guapé.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Piui, Capitólio. Perobas e Santo Hilário.

Pela lei estadual nº 366, de 27-12-1948, desmembra do município de Piui o distrito de Santo Hilário. Para formar o novo município de Pimenta. Sob a mesma lei desmembra do município de Piui o distrito de Capitólio. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Piui e Perobas.

Pela lei estadual nº 2.764, de 30-12-1962, transfere o distrito de Perobas do município de Piui para o de Doresópolis.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído do distrito sede.

Pela lei estadual nº 12946, de 15-07-1998, o município de Piui passou a denominar-se Piumhi.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica municipal

Piui para Piumhi teve sua grafia alterado por força da lei estadual nº 12946, de 15-071998.

Fonte: IBGE

Código do Município

3151503

Gentílico

piuiense

Prefeito

ADEBERTO JOSE DE MELO

População
População estimada [2018]34.456 pessoas  
População no último censo [2010]31.883 pessoas  
Densidade demográfica [2010]35,33 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,7 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]7.701 pessoas  
População ocupada [2016]22,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]29 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]99,2 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]7  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,8  
Matrículas no ensino fundamental [2017]3.862 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]1.407 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]225 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]100 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]15 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]4 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]25.503,35 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]68,2 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,737  
Total de receitas realizadas [2017]91.383,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]78.483,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]10,78 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]6 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]20 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]902,468 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]92,7 %  
Arborização de vias públicas [2010]62 %  
Urbanização de vias públicas [2010]30 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Piumhi: Imagens da cidade e Região

imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-1
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-2
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-3
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-4
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-5
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-6
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-7
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-8
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-9
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-10
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-11
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-12
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-13
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-14
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-15
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-16
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-17
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-18
imagem de Piumhi+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Piumhi e arredores.


Você conhece a cidade de Piumhi? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. Claudio Jomar Kuzolitz's avatarClaudio Jomar Kuzolitz

    Maravilhosa,morei em Piumhi,do ano de 1980 até 1985,e vamos todo anos ,não deixo de ir,gosto muito de Piumhi.

    #1 – 26/06/2016 - 20:27

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: