Início » Minas Gerais » Olaria


Olaria - Minas Gerais



Olaria faz parte do estado de Minas Gerais. A população avaliada em 2004 era de 2.315 habitantes. A característica mais marcante do Município é o setor saúde que é exemplo para toda região. O município é servido pelas rodovias BR-267 e AMG-3035.

História da cidade de Nas margens da estrada que ligava São João Del Rei à cidade do Rio de Janeiro havia ranchos para descanso de tropeiros e viajantes. Um deles situava-se entre os rios do Peixe e Rosa Gomes. No local, em fins do século XVIII, formou-se um pequeno povoado que contava com algumas casas de pau a pique, um cemitério e uma capela dedicada à Nossa Senhora do Rosário, fruto da religiosidade dos negros e dos mais empobrecidos (hoje, a gruta da Praça Primeiro de Março, construção recente feita apenas com pedras, é o marco zero de Olaria e o local exato da antiga capela, a primeira da localidade).

Com o desenvolvimento do povoado, outras atividades econômicas surgiram diversificando a produção local. Algum pioneiro montou uma olaria e utilizou o barro propício para a fabricação de telhas do tipo capa e bica, moldadas artesanalmente nas coxas por escravos. Ao mesmo tempo o local que as produzia era denominado de olaria de telha ou olaria de teia. Daí, o motivo da denominação do povoado. Pressupõe-se que os viajantes utilizavam expressões tais como vamos descansar na olaria ou os habitantes da região expressões como vamos na olaria, pois o local contava com ranchos para descanso, capela, cemitério e comércio de produtos variados. Assim, o topônimo OLARIA passa a denominar, no início do século XIX, este nascente povoado do então Município de Barbacena.

As obrigações religiosas do povo da região circunvizinha ao povoado eram cumpridas na capela de Nossa Senhora do Rosário. Porém, naquela época, a fé da gente simples e a sede de poder de alguns transformavam qualquer acontecimento em milagre, num processo que ocorreu em muitas cidades e lugares de Minas Gerais, inclusive no pequeno povoado da Olaria. O fato iniciou com o desaparecimento de um escravo chamado Isidoro da Fazenda Passa Tempo, do Coronel João Caetano Rodrigues. O escravo era querido na fazenda e a esposa do Coronel Rodrigues, Sinhá Umbelina Josefhina da Cunha, pedia ao santo de sua devoção a volta do escravo. Ela rezava terços pedindo a intercessão de Santo Antônio. Num certo dia o escravo reapareceu e lhe contou uma história que causou espanto a todos e logo foi transformada em milagre pelo povo da região. Conta a história lendária que depois da fuga, vagando pela mata virgem, o escravo Isidoro ficou dias seguidos comendo o que encontrava, até que lhe apareceu um homem misterioso, trajando veste escura e cordão amarrado à cintura. O homem lhe falou de Deus e também lhe mostrou o caminho de volta para a casa de seus senhores. O escravo retornou para a fazenda e a história foi considerada uma aparição de Santo Antônio, que ficou conhecido na região como o Santo Antônio da Olaria. Diante da suposta aparição, Sinhá Umbelina fez promessa de mandar construir uma capela em homenagem ao santo e de providenciar uma imagem, que logo foi conseguida na Diocese de Mariana. O templo em homenagem a Santo Antônio foi construído a partir de 1869 e inaugurado em 1872, sendo elevado, devido ao porte do povoado, à categoria de Matriz.

Com o crescimento do povoado, a Lei Provincial n° 1807 do ano de 1872 criou o Distrito de Santo Antônio da Olaria, que foi desmembrado do município de Barbacena e incorporado ao município de Rio Preto. No ano de 1887, a Lei Provincial n° 3442, transfere quase metade do Distrito de Santo Antônio da Olaria para o recém criado Município de Lima Duarte. O restante do território do Distrito de Santo Antônio da Olaria, incluindo sua Sede, continuou a pertencer ao município de Rio Preto até o ano de 1923, quando a Lei Estadual n° 843 o transfere para o município de Lima Duarte.

No ano de 1938, a Lei Estadual n° 148 reduz a denominação do Distrito apenas para Olaria.

Olaria pertenceu ao município de Lima Duarte até 30 de dezembro de 1962, quando a Lei Estadual n° 2764 o torna independente, sendo a municipalidade instalada oficial e solenemente em 01 de março de 1963.

O Município de Olaria situa-se no extremo sul da Zona da Mata Mineira, à 80 km de Juiz de Fora. é cortado no sentido norte/sul pela BR 267, o que muito contribui para o acesso e o deslocamento de pessoas e mercadorias. Sua economia, no início, se baseou na mineração do ouro de aluvião, que logo foi sendo substituída pela pecuária leiteira e de corte, o que permanece até hoje.

é predominantemente montanhoso, acidentado pela Serra da Mantiqueira, observando-se serras menores como a Serra das Voltas, a Serra do Cruz, a Serra Negra e a Serra das Flores, lugares de natureza exuberante, com suas montanhas, campos e cachoeiras. é cortado pelos rios do Peixe, São João e Pari. Compõe-se de povoados como São Sebastião da Vista Alegre, São João, São Joaquim, Vila Tomé, São Francisco do Prata, Grotinha, Pombal, Sumidouro, Boa Vista, Criciúma, Serra Negra, Cachoeira do Pão dAngu e Rosa Gomes, lugares onde ocorre festas religiosas típicas.

é terra natal do jornalista Jesus de Oliveira, criador e editor de O Lynce, citada entre as primeiras revistas brasileiras.

Pesquisa e texto: Elcio Moreira de Paula Historiador

Fonte: Prefeitura Municipal

Código do Município

3145406

Gentílico

olariense

Prefeito

LUIZ ENEIAS DE OLIVEIRA

População
População estimada [2018]1.775 pessoas  
População no último censo [2010]1.976 pessoas  
Densidade demográfica [2010]11,09 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,6 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]282 pessoas  
População ocupada [2016]14,9 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]36,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,1 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,8  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5,6  
Matrículas no ensino fundamental [2017]221 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]85 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]25 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]12 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]2 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]12.560,94 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]89,6 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,636  
Total de receitas realizadas [2017]13.978,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]11.152,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]-  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]2 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]178,242 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]53,4 %  
Arborização de vias públicas [2010]34 %  
Urbanização de vias públicas [2010]39,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  6. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  7. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  23. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  24. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  25. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  26. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Olaria: Imagens da cidade e Região

imagem de Olaria+Minas+Gerais n-1
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-2
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-3
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-4
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-5
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-6
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-7
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-8
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-9
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-10
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-11
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-12
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-13
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-14
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-15
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-16
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-17
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-18
imagem de Olaria+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Olaria e arredores.


Você conhece a cidade de Olaria? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: