Início » Ceará » Quixadá


Quixadá - Ceará



Quixadá é uma cidade do Estado do Ceará localizado na Mesorregião dos Sertões Cearenses. Uma de suas características mais marcantes são formações rochosas, os monólitos, nos mais diversos formatos que "quebram" a aparente monotonia da paisagem sertaneja. É também conhecida por ser a terra de escritores como Jáder de Carvalho e Rachel de Queiroz que, apesar de ter nascido em Fortaleza, a capital do Ceará, possuía uma relação muito forte com a cidade, visitando-a constantemente, quando se hospedava em sua Fazenda Não Me Deixes, que herdou de seu pai, Daniel de Queiroz.

Apenas uma definição é consenso quanto à origem do nome Quixadá. É uma palavra derivada de alguma das línguas indígenas faladas no território cearense antes do descobrimento. Exceto isto, há grandes controvérsias. Em alguns documentos antigos figura como Queixadá, Quixedá, Quixedæ e Quixadæ. Para Paulino Nogueira, em seu livro Vocabulário Indígena em Uso na Província do Ceará (1887), presume que o nome vem da tribo Tapuia dos Quixaras, também conhecida com Quixadás. Segundo Carl von Martius, é derivada de Quixeurá, que significa "Oh! Eu sou o Senhor, Qui = oh, Xé = eu e Uará = senhor, tendo-se corrompido em Quixadá.

Para Teodoro Sampaio, em seu livro O Tupi na Geografia Nacional, disse que a palavra pertence a língua cariri e que, por não haver qualquer registros, não é possível afirmar significado exato. Thomaz Pompeu Sobrinho atribuiu, em princípio, a esse topônimo a origem tupi como Quichaitá, com a seguinte interpretação: Qui = ponta, Chai = gancho ou torcida e Ita = pedra, donde se conclui: pedra da ponta encurvada ou torcida. Essa interpretação estão relacionadas à paisagem quixadaense onde existem pedras singulares como por exemplo, a "Galinha Choca", conhecida anteriormente como "Bico de Arara", além disso, segundo o autor, também pode ser a corruptela da palavra queixada ou quintal de rocha. Eusébio de Sousa também diz ser o vocábulo de origem tupi-guarani que significa pedra da ponta curvada. Os antigos habitantes falavam em Curral de Pedra, haja vista a localização da cidade que de fato, está cercada de pedras.

História da cidade de Quixadá Ceará - CE

Toda a zona ribeirinha do rio Sitia - o Gueiru dos indígenas - era habitada pelos índios tapuias e canindés, que aos poucos, foram abandonando a região, a medida que seus domínios eram conquistados pelos brancos.

Os primeiros civilizados que devassaram aquelas terras fizeram-no pelo Baixo-Jaguaribe primeiro, o afluente Banabuiú e em seguida o Sitiá - , objetivando a conquista de novas áreas para a criação de gado.

Datam de 1698 as primeiras concessões de terras feitas naquelas plagas. No entanto, sua ocupação efetiva só teve início em 1705, quando Manoel Gomes de Oliveira, André Moreira de Barros e outros, nelas conseguiram penetrar, vencida a hostilidade indígena.

Em 1743, completava-se a distribuição das terras marginais do rio Sitiá, sendo iniciado o povoamento de seu afluente Tapuiará, dos rios Quinimporó, Choró, Pirangi e Feijão. Os povoadores, comumente, emigravam de Pernambuco.

Em 1747, José de Barros Ferreira adquiriu o Sitio Quixadá, instalando uma fazenda de gado, precisamente onde se acha hoje a praça Coronel Nanam. Ali se formou um pequeno núcleo de população. Dia a dia, o lugarejo foi prosperando, impondo-se a ereção de uma capelinha. José de Barros Ferreira, fez a doação de meia légua de terras 20 vacas, 12 potros e mais 100 palmos de quadra de terra para a construção do Templo. Construída em 1770, a Capela teve como padroeiros Jesus-Maria José. De 1886 para cá, a pequena Capela se foi transformando aos poucos na Igreja Matriz atual.

Entre os anos de 1860 e 1863 foram criadas as primeiras escolas públicas.

Origem do Topônimo: Há controvérsia em torno do significado do topônimo Quixadá Eusébio de Sousa, em sua Memória sobre o Município de Quixadá, aponta nada menos de seis versões: "vocábulo de origem guarani, que significa pedra de ponta curvada (Pompeu Sobrinho); corruptela da expressão "queixada", porco do mato que abundou na região; quintal de rochas, "Oh! Eu sou o Senhor" (Martius, apud Paulinho Nogueira); terra de queixa; e problematicamente "rio " ou "riacho" (Teodoro Sampaio).

Gentílico: quixadaense

Formação Administrativa

Distrito criado pela lei provincial nº 1.305, de 05-11-1869, com a denominação Qixadá, subordinado ao município de Quixeramobim.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Quixadá, pela lei provincial nº 1.347, de 27-10-1870, desmembrado do município Quixeramobim. Sede no núcleo de Quixadá. Constituído do distrito sede. Instalado em

Elevado à categoria de cidade com a denominação de Quixadá, pela lei provincial nº 2.166, de 17-08-1889.

Pelo ato de 13-07-1899, é criado o distrito de Serra de Santo Estevão e anexado ao município de Quixadá.

Pelo ato de 23-09-1903, é criado o distrito de Serra Azul e anexado ao município de Quixadá.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 4 distritos: Quixadá, Serra Azul, Serra de Santo Estevão e São Francisco da Califórmia.

Pelo ato de 07-10-1914, é criado o distrito de Tapuiará e anexado ao município de Quixadá

Nos quadro do Recenseamento Geral 01-09-1920, o município aparece constituído de 5 distritos: Quixadá, Serra de Santo Estevão, Serra Azul, Tapuiará e Califórnia ex-São Francisco da Califórmia.

Pela lei estadual nº 2.392, de 08-11-1926, o município de Quixadá adquiriu o extinto município de Laranjeiras e o distrito de Barra do Sitiá, como simples distrito.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 10 distritos: Quixadá, Barra do Sitiá, Caiçarinha, Choró, Floriano Peixoto, Junco, Laranjeiras, Serra Azul, Serra do Estevão e Tapuiará. Não figurando o distrito de Califórnia.

Em divisão territorial datada de 31-12-1936, o município é constituído de 12 distritos: Quixadá, Barra do Sitiá, Caiçarinha, Califórnia, Choró, Custódio, Floriano Peixoto, Laranjeiras, Junco, Serra Azul, Serra do Estevão e Tapuiará. Não figurando o distrito de California.

Pela lei nº 406, de 10-10-1937, é criado o distrito de Boa água e anexado ao município de Quixadá.

Em divisão territorial datada de 31-12-1937, o município aparece constituído de 12 distritos: Quixadá, Barra do Sitiá, Boa água, Caiçarinha, Choró, Custódio, Floriano Peixoto, Laranjeiras, Junco, Serra Azul, Serra do Estevão e Tapuiará.

Pelo decreto estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de Serra Azul, passou denominar-se São Luís, Barra do Sitiá a denominar-se Barra, Serra de Estevão a denominar-se Estevão, Boa água a denominar-se água Boa e Floriano Peixoto a denominar-se Floriano.

Pelo decreto-lei estadual nº 1.114, de 30-12-1943, o distrito de Junco passou a denominar-se Muxiopó, Laranjeiras a denominar-se Banabuiu, São Luís a denominar-seIbaretama, Floriano a denominar-se Juatama e água Boa a denominar-se Rinaré.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituídode 12 distritos: Quixadá, Barra ex-Barra do Sitiá, água Boa ex-Boa água, Caiçarinha, Choró, Estevão ex-Serra do Estevão, Custódio, Floriano ex-Floriano Peixoto, Laranjeiras, Junco, São Luis ex-Serra Azul e Tapuiará.

Em divisão territorial datada de 01-07-1950, o município aparece constituído de 12 distritos: Quixadá, Banabuiú ex-Laranjeiras, Caiçarinha, Choró, Custódio, Estevão,Ibaretama ex-Floriano, Muxiopó ex-Junco, Rinaré ex-Boa água, Sitiá ex-Barra do Sitiá e Tapuiará.

Pela lei estadual nº 1.153, de 22-11-1951, o distritos de Estevão, passou a denominar-se Dom Maurício.

Em divisão territorial datada de 01-07-1955, o município é constituído de 12 distritos: Quixadá, Banabuiú, Caiçarinha, Choró, Custódio, Dom Maurício ex-Estevão, Ibaretama, Juatama, Muxiopó, Rinaré, Sitiá e Tapuiará.

Pela lei estadual nº 3.326, de 11-06-1957, o distrito de Muxiopó passou a denominar-se Daniel de Queiroz. Pela lei estadual nº 4.447, de 02-01-1959, desmembra do município de Quixadá os distritos de Choró e Caiçarinha e Dom Maurício e Daniel Queiroz, para formar o novo município de Choró. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 8 distritos: Quixadá, Banabuiú, Custódio, Ibaretama, Juatama, Rinaré, Sitiá Tapuiará.Pela lei estadual nº 6.709, de 21-10-1963, desmembra do município de Quixadá os distritos de Banabuiú, Rinaré e Sitiá, para formar o novo município com denominação de Laranjeiras do Norte ex-Banabuiú.

Pela lei estadual nº 6.653, de 14-10-1963, desmembra do município de Quixadá o distrito de Ibaretama. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-12-1963, o município é constituído de 4 distritos: Quixadá, Custódio, Juatama e Tapuiará.

Pela lei estadual nº 8.339, de 14-12-1965, o município de Quixadá adquiriu os extintos municípios e distritos de Banabuiú, Caiçarinha, Choró, Daniel Queiroz, Dom Maurício, Ibaretama, Rinaré, Sitíá, como simples distrito.

Pela lei estadual nº 7.104, de 08-01-1964, é criado o distrito de Cipó dos Anjos e anexado ao município de Quixadá.

Em divisão territorial datada de 31-12-1968, o município é constituído de 13 distritos: Quixadá, Banabuiú, Caiçarinha, Choró, Cipó dos Anjos, Custódio, Daniel de Queiroz, Dom Maurício, Ibaretama, Juatama, Rinaré, Sitiá e Tapuiará.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 18-08-1988.

Pela lei estadual nº 11.427, de 26-01-1988, desmembra do município de Quixadá os distritos de Banabuiú, Sitiá e Rinaré, para formar o novo município de Banabuiú.

Pela lei estadual nº 11.431, de 08-05-1988, desmembra do município de Quixadá o distrito de Ibaretama. Elevado à categoria de município.

Pela lei municipal nº 1.364, de 14-09-1990 é criado o distrito de São João dos Queiroz e anexado ao município de Quixadá.

Pela lei municipal nº 1.425, de 10-10-1991 é criado o distrito de São Bernardo e anexado ao município de Quixadá.

Em divisão territorial datada de 31-01-1992, o município é constituído de 9 distritos: Quixadá, Cipó do Anjos, Custódio, Daniel de Queiróz, Dom Mauricío, Juatama, São Bernardo, São João dos Queirozes e Tapuiará.

Pela lei municipal nº 1.528, de 09-09-1993, são criados os distritos de Califórnia e Juá e anexados ao município de Quixadá.

Em divisão territorial datada de 01-07-1995, o município é constituído de 11 distritos: Quixadá, Califórnia, Cipó do Anjos, Custódio, Daniel de Queiróz, Dom Mauricío, Juá, Juatama, São Bernardo, São João dos Queirozes e Tapuiará

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2003.

Pela lei municipal nº 1.886, de 06-04-2000,é criado o distrito de Várzea da Onça e anexado ao municípío de Quixadá.

Pela lei municipal nº 1.940, de 26-10-2000, é criado o distrito Riacho Verde e anexado ao município de Quixadá.

Pela lei municipal nº 1.863, de 02-12-1999, foram criados 21 bairros na cidade de Quixadá: Alto da Boa Vista,

Alto São Francisco, Baviera, Bôto, Campo Novo, Campo Velho, Carrascal, Centro, Cohab, Combate, Curicaca, Herval, Irajá, Jardim dos Monólitos, Monte Alegre, Nova Jerusalém, Planalto Renascer, Planalto Universitário, Putiú, São Joãi e Triângulo.

Pela lei municipal nº 2.319, de 20-12-2007, foi criado o bairro Cedro, ficando a cidade dividida em 22 bairros: Alto da Boa Vista, Alto São Francisco, Baviera, Bôto, Campo Novo, Campo Velho, Carrascal, Cedro, Centro, Cohab, Combate, Curicaca, Herval, Irajá, Jardim dos Monólitos, Monte Alegre, Nova Jerusalém, Planalto Renascer, Planalto Universitário, Putiú, São Joãi e Triângulo.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.






































Aniversários dos Municípios



























<: Voltar









Selecionar local









Estados















Municípios



Todos

Por estado





Selecione o estado:



  • Acre

  • Alagoas

  • Amapá

  • Amazonas

  • Bahia

  • Ceará

  • Distrito Federal

  • Espírito Santo

  • Goiás

  • Maranhão

  • Mato Grosso

  • Mato Grosso do Sul

  • Minas Gerais

  • Paraná

  • Paraíba

  • Pará

  • Pernambuco

  • Piauí

  • Rio Grande do Norte

  • Rio Grande do Sul

  • Rio de Janeiro

  • Rondônia

  • Roraima

  • Santa Catarina

  • Sergipe

  • São Paulo

  • Tocantins








0 de5570 municípios









Nenhum município encontrado.












Nenhum município encontrado.





























Código do Município



2311306




Gentílico



quixadaense




Prefeito



JOSÉ ILÁRIO GONÇALVES MARQUES































































































































































































































































































































































































































































































































































População

População estimada
[2018]


87.116

pessoas  :






População no último censo
[2010]


80.604

pessoas  :






Densidade demográfica
[2010]


39,91

hab/km²  :








Trabalho e Rendimento

Salário médio mensal dos trabalhadores formais
[2016]


1,8

salários mínimos  :






Pessoal ocupado
[2016]


7.601

pessoas  :






População ocupada
[2016]


8,8

%  :






Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo
[2010]


49,2

%  :








Educação

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade
[2010]


95,8

%  :






IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental
[2015]


5.3

 :






IDEB – Anos finais do ensino fundamental
[2015]


4.4

 :






Matrículas no ensino fundamental
[2017]


11.418

matrículas  :






Matrículas no ensino médio
[2017]


3.476

matrículas  :






Docentes no ensino fundamental
[2015]


505

docentes  :






Docentes no ensino médio
[2017]


208

docentes  :






Número de estabelecimentos de ensino fundamental
[2017]


53

escolas  :






Número de estabelecimentos de ensino médio
[2017]


9

escolas  :








Economia

PIB per capita
[2015]


10.469,21

R$  :






Percentual das receitas oriundas de fontes externas
[2015]


86,8

%  :






Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM)
[2010]


0.659

 :






Total de receitas realizadas
[2017]


176.579,00

R$ (×1000)  :






Total de despesas empenhadas
[2017]


166.205,00

R$ (×1000)  :








Saúde

Mortalidade Infantil
[2014]


18,67

óbitos por mil nascidos vivos  :






Internações por diarreia
[2016]


1,8

internações por mil habitantes  :






Estabelecimentos de Saúde SUS
[2009]


32

estabelecimentos  :








Território e Ambiente

Área da unidade territorial
[2017]


2.019,834

km²  :






Esgotamento sanitário adequado
[2010]


52,7

%  :






Arborização de vias públicas
[2010]


84,8

%  :






Urbanização de vias públicas
[2010]


10,3

%  :








Notas &: Fontes











Notas:




  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100



  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100



  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100



  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.



  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000



  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100



  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100



  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100








Fontes:




  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018



  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010



  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011



  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018



  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018



  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)



  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010



  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010



  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016



  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016



  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017



  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017



  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017



  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017



  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017



  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus -
    SUFRAMA



  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015



  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD



  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018



  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018



  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014



  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente



  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009



  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018



  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística



  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010



  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010


















População

















População no último censo

80604 pessoas





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



357º





No Estado


1º

184º



10º






Na micro região


1º

7º



1º







Acessar página de ranking










Densidade demográfica

39.91 hab/km²





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



1782º





No Estado


1º

184º



89º






Na micro região


1º

7º



1º



























Pirâmide Etária






















































































100 ou mais















95 a 99
90 a 94
85 a 89
80 a 84
75 a 79
70 a 74
65 a 69
60 a 64
55 a 59
50 a 54
45 a 49
40 a 44
35 a 39
30 a 34
25 a 29
20 a 24
15 a 19
10 a 14
5 a 9
0 a 4
Homens  :  :  :  :  :  :  :  :  :  : Mulheres
Brasil












População residente por religião

( Unidade:
pessoas

)







Católica apostólica romana




Evangélica




Espírita




































Trabalho e Rendimento








Em 2016, o salário médio mensal era de 1.8 salários mínimos.
A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 8.8%.
Na comparação com os outros municípios do estado, ocupava as posições 21 de 184 e 61 de 184, respectivamente.
Já na comparação com cidades do país todo, ficava na posição 2836 de 5570 e 3567 de 5570, respectivamente.
Considerando domicílios com rendimentos mensais de até meio salário mínimo por pessoa, tinha 49.2% da população nessas condições, o que o colocava na posição 153 de 184 dentre as cidades do estado e na posição 1537 de 5570 dentre as cidades do Brasil.




















Salário médio mensal dos trabalhadores formais

1.8 salários mínimos





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



2836º





No Estado


1º

184º



21º






Na micro região


1º

7º



2º







Acessar página de ranking










Pessoal ocupado

7601 pessoas





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



749º





No Estado


1º

184º



20º






Na micro região


1º

7º



1º







Acessar página de ranking










População ocupada

8.8 %





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



3567º





No Estado


1º

184º



61º






Na micro região


1º

7º



1º


















Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo

49.2 %





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



1537º





No Estado


1º

184º



153º






Na micro região


1º

7º



6º




































Educação








Em 2015, os alunos dos anos inicias da rede pública da cidade tiveram nota média de 5.3 no IDEB.
Para os alunos dos anos finais, essa nota foi de 4.4.
Na comparação com cidades do mesmo estado, a nota dos alunos dos anos iniciais colocava esta cidade na posição 133 de 184.
Considerando a nota dos alunos dos anos finais, a posição passava a 102 de 184.
A taxa de escolarização (para pessoas de 6 a 14 anos) foi de 95.8 em 2010.
Isso posicionava o município na posição 166 de 184 dentre as cidades do estado e na posição 4692 de 5570 dentre as cidades do Brasil.




















Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade

95.8 %





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



4692º





No Estado


1º

184º



166º






Na micro região


1º

7º



6º


















IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental

5.3





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



2832º





No Estado


1º

184º



133º






Na micro região


1º

7º



4º


















IDEB – Anos finais do ensino fundamental

4.4





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



2134º





No Estado


1º

184º



102º






Na micro região


1º

7º



3º



























Matrículas

( Unidade:
matrículas

)







Ensino pré-escolar




Ensino fundamental




Ensino médio




Ensino superior




































Economia

















PIB per capita

10469.21 R$





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



3575º





No Estado


1º

184º



38º






Na micro região


1º

7º



1º







Acessar página de ranking










Percentual das receitas oriundas de fontes externas

86.8 %





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



2827º





No Estado


1º

184º



131º






Na micro região


1º

7º



5º


















Total de receitas realizadas

176579 R$ (×1000)





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



493º





No Estado


1º

184º



19º






Na micro região


1º

7º



2º







Acessar página de ranking










Total de despesas empenhadas

166205 R$ (×1000)





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



462º





No Estado


1º

184º



18º






Na micro região


1º

7º



2º







Acessar página de ranking




























Saúde








A taxa de mortalidade infantil média na cidade é de 18.67 para 1.000 nascidos vivos.
As internações devido a diarreias são de 1.8 para cada 1.000 habitantes.
Comparado com todos os municípios do estado, fica nas posições 41 de 184 e 52 de 184, respectivamente.
Quando comparado a cidades do Brasil todo, essas posições são de 1391 de 5570 e 1659 de 5570, respectivamente.




















Mortalidade Infantil

18.67 óbitos por mil nascidos vivos





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



1391º





No Estado


1º

184º



41º






Na micro região


1º

7º



3º







Acessar página de ranking










Internações por diarreia

1.8 internações por mil habitantes





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



1659º





No Estado


1º

184º



52º






Na micro região


1º

7º



3º




































Território e Ambiente








Apresenta 52.7% de domicílios com esgotamento sanitário adequado, 84.8% de domicílios urbanos em vias públicas com arborização e 10.3% de domicílios urbanos em vias públicas com urbanização adequada (presença de bueiro, calçada, pavimentação e meio-fio).
Quando comparado com os outros municípios do estado, fica na posição 12 de 184, 123 de 184 e 29 de 184, respectivamente.
Já quando comparado a outras cidades do Brasil, sua posição é 2117 de 5570, 1997 de 5570 e 2770 de 5570, respectivamente.




















Esgotamento sanitário adequado

52.7 %





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



2117º





No Estado


1º

184º



12º






Na micro região


1º

7º



1º


















Arborização de vias públicas

84.8 %





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



1997º





No Estado


1º

184º



123º






Na micro região


1º

7º



5º


















Urbanização de vias públicas

10.3 %





Comparando a outros municípios




No país


1º

5570º



2770º





No Estado


1º

184º



29º






Na micro região


1º

7º



1º





































© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística| v4.3.8.18.18


































Quixadá: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Quixadá? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: