Início » Bahia » Feira de Santana


Feira de Santana - Bahia



Feira de Santana faz parte do estado da Bahia, localizado a 107 quilômetros de sua capital, Salvador, à qual se liga através da BR-324. Feira é a segunda cidade mais populosa do estado e maior cidade do interior nordestino em população, ou seja, é a maior cidade de toda a região Norte e Nordeste do Brasil que não seja capital de um estado, e é também a quinta maior cidade do interior do Brasil e maior que nove Capitais Estaduais. Feira de Santana é uma Capital regional e sede da região metropolitana de mesmo nome, a Região Metropolitana de Feira de Santana, que concentra mais de 672 mil habitantes (2010).

Feira de Santana é o principal centro urbano, político, educacional, tecnológico, econômico, imobiliário, industrial e comercial do interior da Bahia e um dos principais do Nordeste.

Encontra-se a 12º16′00" de latitude sul e 38º58′00" de longitude oeste, a uma altitude de 234 metros. Sua população recenseada pelo censo do IBGE em 2010 era de 556756 habitantes, mas há erros de contagem feitos em 2010, a população da cidade é de cerca de 600000 habitantes.

História da cidade de Feira de Santana Bahia - BA

No começo do século XVIII, o português Domingos Barbosa de Araújo e sua esposa,Ana Brandôa, proprietários da fazenda Santana dos Olhos D′água, mandaram erigir uma capela sob a invocação de São Domingos e Santana. Ao redor do templo, construíram-se os primeiros casebres de rendeiros e as senzalas. Essas terras, por morte dos proprietários, foram mais tarde julgadas devolutas e incorporadas a Fazenda Nacional. Graças a sua posição geográfica - no limite do recôncavo com os tabuleiros semi-áridos e, portanto, na confluência das zonas da mata e do litoral, a nova aglomeração tornou-se pouso de tropas e dos viajantes que, provenientes do alto sertão baiano e das regiões do Piauí e Goiás, demandavam o porto de Nossa Senhora do Rosário de Cachoeira.

Ainda na primeira metade do século, a povoação começou a constituir centro de permutas e escambos. Daí a formação do arraial - o arraial de Santana da Feira - foi um passo. Do comércio incipiente originou-se pequena feira livre, realizada no primeiro dia da semana. O comércio então estabelecido forçou a abertura de ruas adequadas ao trânsito de feirantes de toda parte. Assim a população cresceu e as lojas foram aparecendo.

Foi esse impulso que levou os habitantes a pedirem a criação do município, o que aconteceu em 1832, com território desmembrado do de Cachoeira.

Feira de Santana desempenhou papel importante no movimento federalista de 1832, insurgindo-se contra a revolução que irrompera na província da Bahia, e em seu território desenrolaram-se algumas lutas da Sabinada.

A grande heroína da independência, Maria Quitéria, nasceu na freguesia de São José das Itapororocas quando esta pertencia ao Município de Cachoeira.

Gentílico: feirense

Formação Administrativa

Freguesia criada com a denominação de Feira de Santana, em 1696, subordinado ao município de Cachoeirinha.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Feira de Santana, por decreto de 13-11-1832, desmembrado de Cachoeirinha. Constituído do distrito sede. Instalado em 18-091833.

Pela resolução provincial nº 657, de 16-12-1857, são criados os distritos de Almas e São José de Itapororoca e anexado ao município de Feira de Santana.

Pela resolução provincial nº 737, de 18-05-1859, é criado o distrito de Remédio da Gameleira e anexado ao município de Feira de Santana.

Pela lei provincial ou resolução provincial nº 742, de 06-06-1859, é criado o distrito de Santa Bárbara e anexado ao município de Feira de Santana.

Pela resolução provincial nº 756, de 16-06-1859, é criado o distrito de Bonfim e anexado ao município de Feira de Santana.

Pela resolução provincial nº 794, de 13-07-1859, é criado o distrito de Humildes e anexado ao município de Feira de Santana.

Elevado à condição de cidade, pela lei provincial nº 1320, de 16-06-1873, recebendo a sede a denominação comercial da Feira de Santana.

Pela lei provincial nº 1795, de 03-07-1877, é criado o distrito de Bom Despacho e anexado ao município de Feira de Santana.

Pela lei provincial ou resolução nº 1907, de 28-07-1879, é criado o distrito de Tanquinho e anexado ao município de Feira de Santana.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 9 distritos: Feira de Santana, São José da Itapororocas, Santa Bárbara, Tanquinho, Bom Despacho, Almas, Bonfim, Remédios da Gameleira e Humildes.

Por lei estadual nº 978, de 26-07-1913, é criado o distrito de São Vicente e anexado ao município de Feira de Santana.

Pelos decretos estaduais nºs 7455, de 23-06-1931 e 7479, de 08-06-1931, o município de Feira de Santana passou a denominar-se Feira.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 10 distritos: Feira, Almas, Bom Despacho, Bonfim, Humildes, Remédios da Gameleira, Santa Bárbara, São José do Itapororoca ex-Itapororoca, São Vicente e Tanquinho.

Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o município de Feira voltou a denominar-se Feira de Santana, o distrito de Remédio da Gameleira a denominar-se Ipuaçu, o distrito de Bonfim a denominar-se Itacuruça e o distrito de São José de Itapororocas a denominar-se Maria Quitéria.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 10 distritos: Feira de Santana, Almas, Bom Despacho, Bonfim, Humildes, Remédio da Gameleira, Santa Bárbara, Maria Quitéria ex- José da Itapororoca, São Vicente e Tanquinho.

Pelo decreto estadual nº 141, de 31-12-1943, o distrito de São Vicente passou a denominar-se Tiquaruçu, o de Bom Despacho a denominar-se Jaguara e o distrito de Itacuruçá a denominar-se Bonfim da Feira.

Pelo decreto estadual nº 12978, de 01-06-1944, o distrito de Almas passou a denominar-se Anguera e o distrito de Santa Bárbara a denominar-se Pacatu.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 10 distritos: Feira de Santana, Anguera ex-Alma, Bonfim da Feira ex- Itacurussá, Humildes, Ipuaçu ex-Remédio da Gameleira, Jaguara ex-Bom Despacho, Maria Quitéria, Pacatu ex-Santa Bárbara, Tanquinho e Tiquarussu ex-São Vicente.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 10 distritos: Feira de Santana, Anguera, Bonfim da Feira, Humildes, Ipuaçu, Jaguara, Maria Quitéria, Pacatu, Tanquinho e Tiquaruçu.

Pela lei estadual nº 506, de 28-11-1952, desmembra do município de Feira de Santana

o distrito de Tanquinho.

Pela lei estadual nº 628, de 30-12-1953, é criado o distrito de Jaíba ex-povoado e anexado ao município de Feira de Santana. Pelo acordão do Superior Tribunal Federal, de 1309-1954 (representação nº 214), o município de Tanquinho é extinto, sendo seu território voltando a pertencer ao município de Feira de Santana.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 11 distritos: Feira de Santana, Anguera, Bonfim da Feira, Humildes, Ipuaçu, Jaguara, Jaíba, Maria Quitéria, Pacatu, Tanquinho e Tiquaruçu.

Pela lei estadual nº 1019, de 14-08-1958, desmembra do município de Feira de Santana o distrito de Tanquinho. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 10 distritos: Feira de Santana, Anguera, Bonfim da Feira, Humildes, Ipuaçu, Jaguara, Jaíba, Maria Quitéria, Pacatu e Tiquaruçu.

Pela lei estadual nº 1558, de 20-11-1961, desmembra do município de Feira de Santana o distrito de Anguera. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 1576, de 14-11-1961, desmembra do município de Feira de Santana o distrito de Santa Bárbara ex-Pacutu. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 8 distritos: Feira de Santana, Bonfim da Feira, Humildes, Ipuaçu, Jaguara, Jaíba, Maria Quitéria e Tiquaruçu.

Pela lei estadual nº 4224, de 26-12-1983, o distrito de Ipuaçu passou a denominar-se Governador Dr. João Durval Carneiro.

Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município é constituído de 8 distritos: Feira de Santana, Bonfim da Feira, Governador Dr. João Durval Carneiro, Humildes, Jaguara, Jaíba, Maria Quitéria e Tiquaruçu.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alterações toponímicas municipais

Feira de Santana para Feira alterado, pelos decretos estaduais nºs 7455, de 23-06-1931 e 7479,

de 08-06-1931.

Feira para Feira de Santana alterado, pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Feira de Santana: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Feira de Santana? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: