Início » Ceará » Maranguape


Maranguape - Ceará

Maranguape faz parte do estado do Ceará. Localizado na região metropolitana de Fortaleza. É a terra natal do historiador e jurista João Capistrano de Abreu e do humorista Chico Anysio.

O topônimo maranguape vem do tupi-guarani maragoab e significa Vale da Batalha. O nome é uma alusão ao lendário cacique da tribo de índios que dominava a região.

Sua denominação original era Alto da Vila, depois Outra Banda e, desde 1760, Maranguape.

História da cidade de Maranguape Ceará - CE

As origens civilizadoras do município datam do século XVII, quando a frota de Matias Beck, composta de três iates e outras embarcações menores, chegou ao Ceará, conduzindo cerca de 298 homens, entre soldados, índios e negros escravos. O capitão holandês fundeou na baía de Mucuripe, construindo o forte "Schoenenborch", na foz do rio Pajeú, em cuja volta se desenvolveu o povoado que mais tarde seria a vila de Fortaleza de Nova Bragança.

Os holandeses tiveram notícia da existência de minas de prata no monte Itarema - Serra da Aratanha - próximo ao lugar onde acampavam e não muito distante da serra de Maranguape; por meio de promessas e dádivas, conseguiram dos chefes indígenas algumas indicações sobre o local exato onde se encontravam as cobiçadas jazidas.

A expedição batava ao Monte Itarema constitui a primeira penetração do homem branco nas terras do atual município de Maranguape, àquela época habitadas por índios potiguaras, que dilatavam seus domínios na faixa litorânea, desde o Rio Grande do Norte até a barra do Ceará e daí ao Piauí.

As primeiras sesmarias concedidas no início do Século XVIII tiveram como donatários o tenente Pedro da Silva e Amaro Morais, em 12 de julho de 1707; Jorge Silva, em 29 de dezembro de 1711; capitão Soares de Oliveira, em 17 de julho de 1717; José Gonçalves Ferreira Ramos e Felipe Loureço, em 1790.

O povoamento, entretanto, veio a tornar-se efetivo nos primórdios do Século XIX com a decidida atuação do português Joaquim Lopes de Abreu que, por doação do governo na metrópole, entrou no domínio de algumas sesmarias, incorporando-as a outras anteriormente compradas.

Em breve surgiu o arruado à margem do riacho Pirapora, em torno de uma capelinha, construída para atender às necessidades religiosas dos moradores, que se ocupavam nas atividades agrícolas, especialmente na cultura do café. Em 1851-1852 a produção de café da província era obtida quase toda nas serras de Maranguape.

Gentílico: maranguapense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Maranguape, por provisão de 0101-1760 e ato provincial de 18-03-1842, subordinado ao município de Fortaleza.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Maranguape, pela lei provicnial nº 533, de 17-11-1851, desmembrado de Fortaleza. Sede no núcleo de Maranguape.

Pelo ato provincial de 07-11-1861, é criado o distrito de Jubaia e anexado ao município de Maranguape.

Pelo ato provincial de 08-06-1864, é criado o distrito de Tabatinga e anexado ao município de Maranguape.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Maranguape, pela lei provin cial nº 1282, de 28-09-1869.

Pela lei provincial nº 1992, de 14-08-1882, é criado o distrito de Cruz e anexado ao município de Maranguape.

Pelo ato de 08-01-1890, é criado o distrito de Maracanaú e anexado ao município de Maranguape.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 6 distritos: Maranguape, Cruz, Jubaia, Maracanaú, Palmeira, e Tabatinga.

Pelo ato estadual de 22-06-1912, é criado o distrito de Gado de Ferros e anexado ao município de Maranguape.

Nos quadros de apuração do Renceamento Geral de 1-IX-1920, o município é constituído de 7 distritos: Maranguape, Cruz do Lajedo ex-Cruz, Gado dos Ferros, Jubaia, Maracanaú, Palmeiras e Tabatinga.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 7 distritos: Maranguape, Cruz ex-Cruz do Lajedo, Gado dos Ferros, Jubaia, Maracanaú, Palmeiras e Tabatinga.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 448, de 20-12-1938, é criado distrito de Pocinhos, com terras desmembrada do distrito de Lagedo ex-Cruz e anexado ao município de Maranguape. Sob o mesmo decreto é criado o distrito de Tanques, com terras desmembrada do distrito de Jubaia e anexado ao município de Mranguape e ainda altera a denominação dos distritos Gado dos Ferros a denominar-se simplesmente Gado e o distrito de Cruz a denominar-se Lajedo.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 9 distritos: Maranguape, Gado ex-Gado dos Ferros, Jubaia, Lajedo ex-Cruz, Maracanaú, Palmeiras, Pocinhos, Tabatinga, Tanques.

Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de Lajedo passou a denominar-se Itapebussú e Rocinha, a denominar-se Amanari, Palmeiras a denominar-se Palmácia e Tabatinga a denominar-se Sapupara.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 9 distritos: Maranguape, Amanari ex-Pocinho, Gado, Itapebussu ex-Lajedo, Jubaia, Maracanaú, Palmácia ex-Palmeiras, Sapurara ex-Tabatinga e Tanques.

Pela lei estadual nº 3779, de 28-08-1957, desmembra do município de Maranguape os distritos de Palmácia e Gado. Para formar o novo município de Palmácia.

Pela lei estadual nº 4437, de 30-12-1958, desmembrado do município de Maranguape o distrito de Maracanaú. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 6 distritos: Maranguape, Amanari, Itapebussu, Jubaia, Sapupara e Tanques.

Pela lei estadual nº 6789, de 20-11-1963, desmembra o município de Maranguape o distrito de Amanari. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 6328, de 06-06-1963, desmembra o município de Maranguape o distrito de Itapebussu. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 4 distritos: Maranguape, Jubaia, Sapupara e Tanques.

Assim permanecendo em divisão territorial datada 2005.

Fonte: IBGE

Ajude a construir a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco e envie a sua contribuição.

Maranguape: Imagens da cidade e Região

Lagoa do Ecomuseu de Maranguape - CE
Data : 16 June 2007
Autor: Charles Northrup
Lagoa em frente ao Ecomuseu de Maranguape
Data : 16 June 2007
Autor: Charles Northrup
Maranguape ridge
Data : 19 September 2007
Autor: Krewinkel-Terto de Amorim
Maranguape ridge
Data : 29 October 2007
Autor: Krewinkel-Terto de Amorim
Centro de Maranguape-Ce
Data : 24 March 2010
Autor: bekbra
Maranguape ridge
Data : 19 September 2007
Autor: Krewinkel-Terto de Amorim
Vista da serra de Maranguape-Ce
Data : 24 March 2010
Autor: bekbra
Aérea Maranguape - fs©
Data : 24 July 2009
Autor: Felipe Stefaniack
Triângulo de Maranguape
Data : 17 July 2010
Autor: Herlanio Evangelista
Serras de Maranguape
Data : 23 March 2011
Autor: Dyegoo
Colinas de Maranguape - MF Empreendimentos
Data : 11 December 2007
Autor: edson_imob
Ypark - Inicio do período chuvoso.
Data : 20 December 2010
Autor: Henrique Góes
Centro Paroquial Cônego Raimundo Pinto. Maranguape
Data : 27 December 2008
Autor: Francisco Edson Mendonça Gomes
Maranguape ridge
Data : 19 September 2007
Autor: Krewinkel-Terto de Amorim
Maranguape
Data : 14 August 2010
Autor: dario castro alves
Maranguape
Data : 14 August 2010
Autor: dario castro alves
Casas Praça da Igreja Matriz
Data : 17 January 2011
Autor: RICARDO SABADIA
Pirapora
Data : 17 July 2010
Autor: Herlanio Evangelista
manaain de maranguape
Data : 05 April 2009
Autor: antonio eriberto
Maranguape
Data : 14 August 2010
Autor: dario castro alves
As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Maranguape? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. Miguel Macedo de Sousa's avatar Miguel Macedo de Sousa

    Nasci em 1961 no Sítio Munguba Lajedo, com cinco anos de idade fui morar em Gado até os meus 14 anos, então fui para Fortaleza mais não esqueço das minhas raízes, foi muito importante conhecer a histórias desses municípios.

    #1 – 31/03/2014 - 17:37

Postar um comentário

     (Opcional)