O que fazer em Fortaleza, no Ceará – 1ª Parte

o-que-fazer-em-fortaleza-no-ceara-1a-parte

A capital do Ceará foi o segundo destino do Projeto Viajante Cidades do meu Brasil. Visitei a cidade entre os dias 13 e 16 de Setembro, fim do inverno, mas é claro que a estação do ano não fez diferença nenhuma, foram 4 dias de bastante calor.

Fortaleza é a capital brasileira mais próxima da Europa, por isso funciona como um “portão de entrada” para estrangeiros em busca de belezas naturais. No ano de 2004 foi eleita como o destino mais desejado dentro do Brasil. A cidade merece todos esses títulos, já que oferece uma boa infraestrutura para o turismo, tem um atendimento (em sua grande maioria) simpático e é rodeada de praias lindas. Digo rodeada porque, apesar de bonitas, a maioria das praias da própria capital (exceto Praia do Futuro) são impróprias pra banho, aí não basta admirar sem poder dar um mergulho, né?

Pra mim ficou claro que Fortaleza infelizmente sofre uma divisão. No lado leste da cidade ficam todos os bairros nobres, as praias urbanas mais frequentadas, a zona hoteleira e consequentemente os turistas. E no lado sul, a moradia de pessoas mais necessitadas. Mesmo assim, todos os fortalezenses que conheci afirmaram que independente da classe social e dificuldades da vida, o humor é uma característica de quase todo cearense. Tem como não amar um povo que adora fazer piada, nem que seja de si mesmo? Nomes como Tom Cavalcante, Renato Aragão, Chico Anysio nasceram no Ceará comprovando a fama do estado.

O voo

Na última série de posts comentei sobre a facilidade do check-in online da Gol Linhas Aéreas, patrocinadora no projeto Viajante Cidades do meu Brasil. Dessa vez eu não tive tempo de fazer o check-in com antecedência pela internet e sai de casa para o aeroporto morrendo de medo de pegar uma fila enorme em Congonhas. A fila não estava grande, mas resolvi testar o serviço dos Terminais de Auto-Atendimento, os totens que ficam próximos a entrada da fila de check-in.

Já tinha visto esses terminais vazios várias vezes, mesmo quando a fila está cheia. Acho que existe um receio de utilizar o serviço, com medo de fazer alguma coisa errada e não ter como arrumar, já que está lidando com uma máquina. Eu achei super fácil, na tela aparece o passo a passo de cada procedimento para o embarque, inclusive a escolha de assento e a validação de suas milhas (nem precisa saber o número do Smiles de cor, a milhas são creditadas direto pelo número do documento).

O próprio totem imprime o seu cartão de embarque e aí é só despachar a bagagem, sem pegar fila.

O Aeroporto Internacional Pinto Martins não é longe da zona hoteleira de Fortaleza, de táxi a corrida fica por volta de R$30,00. As empresas para aluguel de carro no próprio aeroporto são: Avis, Movida, Hertz, Thirfty e Unidas (que tem parceria com a Gol).

Todos os passeios que fiz na viagem foram com a NetTour , então optei por fechar com eles também o transporte de ida e volta do aeroporto.

Roteiro

O meu roteiro de Fortaleza foi esse:

1º Dia – City Tour

2 º Dia – Canoa Quebrada

3º Dia – Lagoinha

4º Dia – Beach Park

Eu acho que o ideal, pra voltar do Ceará sem a sensação de ter deixado algo pra trás seria: 4 dias em Fortaleza, 2 em Canoa Quebrada e 3 dias em Jericoacoara. Eu fiquei só um dia em Canoa (sem conferir como é a famosa noite de lá) e Jericoacoara é bem longe da capital, sem condições de bate-volta.

Os Passeios

Como disse anteriormente, fiz todos os meus passeios com a empresa de Receptivo NetTour, os guias são bem bacanas, os ônibus super bem equipados e a empresa oferece bastante opções de passeios. O site deles atualmente está inativo, mas o e-mail para contato é [email protected] e o telefone é (85) 3263.3333.

Mesmo durante os passeios os guias ficam sempre por perto e te ajudam em qualquer situação. Eu por exemplo, cheguei em Canoa Quebrada sem dinheiro, só cartão e para complicar lá não tinha nenhum caixa eletrônico do meu banco (Itaú) na cidade, como o pagamento do passeio de buggy só podia ser feito em dinheiro, a minha guia da Nettour pagou pra mim e deixou eu devolver no dia seguinte, no próximo passeio. Fui salva, rs!

Os Preferidos

O lugar que mais gostei de conhecer no Ceará foi a praia de Porto das Dunas, onde fica o Beach Park. Achei que o lugar consegue aliar uma ótima infraestrutura, beleza natural, e diversão. Quem não quer se aventurar no parque pode ficar na praia que é linda. Quem gosta dos brinquedos ou não confia em deixar as crianças sozinhas no parque pode entrar no parque que também é lindo e bem estruturado. Ou seja, Porto das Dunas tem opções para todos os gostos, além de ser uma das praias mais próximas de Fortaleza.

Dos restaurantes que visitei na viagem o que mais gostei foi o Cocobambu, localizado na avenida Beira-Mar, falarei mais sobre ele em outro post mas já adianto que se você vai para Fortaleza, ele tem que estar nos seus planos.

As principais dúvidas

Transportes: Acho que é uma regra geral, se você fechou passeios todos os dias de viagem, eles duram normalmente todo o dia e para passear somente a noite o táxi compensa mais que a diária de um carro. Existem benefícios nos dois meios de transporte, o ideal é, de acordo com seu roteiro, analisar os prós e os contras.

Em Fortaleza existe uma linha de ônibus chamada Top Bus Jardineira, que foi feita especialmente para os turistas. Custa só 2 reais e faz praticamente o City Tour. É uma ótima opção para quem está hospedado na Beira-mar (onde todas as praias são impróprias pra banho) e quer curtir a Praia do Futuro durante o dia.

Vida Noturna: Fortaleza tem uma vida noturna agitada e com várias opções. Quem se hospeda na beira-mar das praias de Iracema, Meireles e Mucuripe (ou em seus arredores) tem um calçadão movimentado de dia e de noite. Em toda a sua extensão existem bares, restaurantes, lojas, sorveterias e uma feirinha de artesanato que funciona todos os dias. Destaque para o Boteco Tradição que fica pertinho da feirinha e tem uma vista incrível, uma parte do bar fica bem em cima da água mesmo.

Quem quer curtir uma balada de verdade tem a opção do Mucuripe Club, o lugar é frequentado por fortalezenses e turistas e trás várias atrações, principalmente as sextas e sábados. A balada tem vários ambientes e em cada um toca um tipo de música. No sábado da minha viagem ia ter show da Banda Eva e olhando na agenda vi que o próximo será do Roupa Nova, bastante diversidade musical… o Ceará Hall também recebe a maioria dos shows da cidade.

Todos os guias de viagem indicam também a famosa noite no Piratas, mas ela só acontece de segunda (ainda não entendi o motivo) e por causa de toda essa divulgação é frequentada quase que somente por turistas. Esses também gostam de frequentar as bem-estruturadas barracas da Praia do Futuro a noite, seja pra jantar ou curtir a música. As indicadas são: Croco Beach, Vira Verão e Chico do Caranguejo.

Se o seu negócio é se infiltrar mesmo na cultura local, eu recebi a dica de ir ao Forró no Sítio, localizado na região metropolitana de Fortaleza. Eu não tive tempo de conferir, mas o guia me disse que lá é onde realmente os fortalezenses curtem o verdadeiro forró.

Segurança: Na avenida Beira-mar o policiamento é forte, vi muitos policiais caminhando no calçadão e passando nas viaturas, mas é só. Saindo da “zona dos turistas” é melhor ter cuidado. A Praia do Futuro, por exemplo, é localizada longe da avenida Beira-Mar e pra quem quer ir lá a noite o conselho é simples: vá de táxi (ou carro) e entre direto na barraca que você vai ficar e na saída volte direto pro hotel. Não é seguro caminhar no calçadão de lá, simplesmente não tem movimento nem o que ver. Praia do Futuro de noite é dentro das barracas.

Esse foi o primeiro post sobre minha viagem a Fortaleza. Nas próximas semanas irão ao ar mais alguns posts. Fique ligado!

Tem alguma dúvida, sugestão ou dica de Fortaleza? Use a caixa de comentários!

Ficou com vontade de conhecer a cidade? No Cidades do meu Brasil as passagens para Fortaleza estão a partir de R$158 e os hotéis com diárias a partir de R$ 51


Tweet160

Veja Também:

Deixe seu comentário