Extravio de bagagem: o que fazer?

extravio-de-bagagem-o-que-fazer

Durante uma viagem, há poucas situações mais dramáticas do que o extravio de bagagem. Seja na ida ou na volta, desembarcar e não sair do aeroporto levando nossos pertences (roupas, cosméticos e acessórios cuidadosamente escolhidos para a viagem, além de todas as lembranças trazidas do destino visitado) é uma das cenas mais frustantes que um turista pode protagonizar.

Apesar de todo drama e inconveniente que podem vir no lugar de uma mala extraviada, estamos aqui para dizer: nem tudo está perdido! Há esperança de que a sua bagagem reapareça intacta e em pouco tempo. E, caso algo dê errado, é importante deixar claro que segundo o Art. 6 do Código de Defesa do Consumidor (CDC) – VI – a efetiva prevenção e reparação de danos patrimoniais e morais, individuais, coletivos e difusos – seja no aeroporto ou na rodoviária, uma vez feito o check-in, a empresa é responsável pela bagagem do passageiro e deve indenizá-lo em caso de extravio ou danos.

Agora que você já sabe, é só ficar de olho na hora de fazer valer os seus direitos caso isso aconteça com você em alguma viagem (esperamos que não!). Para te ajudar a tomar as providências corretas diante do extravio de bagagem, preparamos uma seleção de dicas. Confira o que fazer quando você chega e a sua mala não:

Antes de embarcar

• Para evitar contratempos, antes de viajar, coloque etiquetas de identificação em suas bagagens. Você deve informar nome, endereço completo e telefone.

• Na hora do embarque, pagando um taxa extra, você pode declarar o valor da sua bagagem. O montante declarado e aprovado pela companhia deve ser o valor ressarcido pela empresa em caso de extravio, mas fique atento: jóias, dinheiro em espécie e eletrônicos devem ir na bagagem de mão, e por isso não podem ser declarados.

• Falando em bagagem de mão, inclua algumas peças de roupa, medicamentos e dinheiro. Afinal, é sempre bom se prevenir.

A bagagem não chegou. E agora?

• Procure imediatamente o balcão da companhia ainda na área de desembarque. Você deve apresentar o comprovante de despacho de bagagem (normalmente fixado na passagem ou no cartão de embarque) e preencher o Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB). No caso de viagens aéreas, você também pode registrar sua reclamação no guichê da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) dentro do aeroporto.

• A empresa deve manter contato com você para informar sobre a situação de sua mala (se já foi localizada ou se possui previsão de devolução). Por isso, o melhor é tentar resolver o problema amigavelmente, e caso não seja possível, aí sim você deve procurar o PROCON da sua cidade ou, em último caso, recorrer à justiça – de acordo com Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor. Se a causa não ultrapassar o valor de 40 salários mínimos, é possível entrar com uma ação no Juizado Especial Cível (JEC).

Agora que você já sabe como evitar problemas e como agir se sua mala for extraviada, relaxe e viaje sem pensar no pior.

O Cidades do meu Brasil te deseja uma excelente viagem – com bagagem na ida e na volta!

Tweet220 Gostou do tema de hoje?

Veja Também:

Deixe seu comentário