em

7 Dicas para Empreender depois dos 40 anos

Aprenda a evitar crises e equilibrar sua vida finaceira

Dicas para empreender depois dos 40
Dicas para empreender depois dos 40

Empreender é sempre um desafio, independentemente da idade.

Existe muita burocracia e a carga tributária no Brasil é realmente abusiva. Porém, apesar de todas as dificuldades envolvidas, o empreendedorismo é a palavra do momento.

Devido aos baixos salários oferecidos pelas empresas, e a falta de vagas no mercado de trabalho, muito brasileiros decidiram abrir o próprio negócio – e você pode ser um deles.

Primeiramente, não se preocupe com a questão da idade. Você tem uma grande vantagem em relação aos empreendedores mais jovens: experiência de vida. Se você souber usá-la, vai se dar muito bem.

Quer saber quais são as nossas dicas para pessoas que querem abrir a própria empresa depois dos 40 anos? Então continue a leitura:

abrir a própria empresa depois dos 40 anos?
Abrir a própria empresa depois dos 40 anos?

1. Aprimore seus conhecimentos em marketing digital

Você não precisa ser um especialista em marketing para abrir o próprio negócio, até porque você pode contar com a ajuda de profissionais na área, não é mesmo?

Entretanto, em um mundo cada vez mais tecnológico, é essencial que pessoas com mentalidade empreendedora procurem aprender sobre redes sociais, comportamento do consumidor no mundo virtual e vendas online.

Esse conhecimento vai te ajudar muito mais do que você imagina.

Você não precisa ser um especialista em marketing
Você não precisa ser um especialista em marketing

2. Networking

Networking é a capacidade de criar uma rede de contatos com pessoas que você possui interesse em comum.

Conhecer as pessoas certas é essencial para o crescimento do seu negócio. Primeiro, porque elas podem indicar seu trabalho para os outros. Segundo, porque elas podem indicar profissionais para trabalhar para você.

Além disso, alguns dos seus contatos podem até mesmo se tornarem clientes do seu novo negócio.

Uma rede de contato consolidada com profissionais é essencial para que você cresça de forma mais rápida e eficiente.

Quanto maior for a sua capacidade de networking, mais fácil será para você atingir alguns objetivos.

Mesmo que você seja uma pessoa mais tímida, lembre-se de que conhecer pessoas com interesse em comum sempre ajuda de alguma forma.

40 anos: gestão financeira é um dos segredos dos empresários de sucesso
Gestão financeira é um dos segredos dos empresários de sucesso

3. Aprimore seus conhecimentos em contabilidade

Você deve estar pensando: ‘’Mas se eu contratar um contador, por que vou precisar me preocupar com isso? A parte financeira não é responsabilidade dele?’’

Para começar, você não precisa ser um contador profissional. Entretanto, o conhecimento em finanças e leis tributárias vai te ajudar e muito.

O conhecimento em gestão financeira é um dos segredos dos empresários de sucesso. Mesmo que eles contem com a ajuda de administradores e contadores muito bons, a visão do dono faz toda a diferença.

Por isso, é importante que você aprimore seus conhecimentos nessas áreas.

Crie um plano de negócios pós 40 anos
Crie um plano de negócios pós 40 anos

4. Crie um plano de negócios

O plano de negócios é um documento que irá descrever o seu negócio. Para criar o planejamento, é preciso ter uma visão estratégica e mercadológica da sua empresa.

Toda história de sucesso começa com planejamento. Como você vai lidar com imprevistos e mudanças, se você não se preparou corretamente para isso?

No plano de negócios, é necessário fazer uma descrição da empresa, deixar bem claro qual é a missão, visão e valores da empresa e obviamente, criar estratégias de marketing baseadas no orçamento disponível.

Além disso, é necessário saber exatamente quem é o público-alvo da empresa e fazer uma análise dos cenários favoráveis e não favoráveis.

Por exemplo, vamos supor que você queira abrir uma agência de viagens. Quais são as fraquezas desse segmento? E as forças? Quais serão as estratégias utilizadas para conquistar clientes?

Para ser um empreendedor de sucesso não basta apenas o conhecimento técnico, mas também criatividade, equilíbrio emocional e uma mente preparada para empreender!

Não tenha preguiça de criar um bom plano. É preciso de paciência e dedicação. Mas quando você perceber o quanto esse documento ajuda no planejamento do seu negócio, você vai ver que todo investimento valeu a pena.

Para melhores resultados, não crie o plano sozinho. Você pode por exemplo, terceirizar esse serviço e deixá-lo nas mãos de um profissional que entende do assunto.

Tenha um mentor
Tenha um mentor

5. Tenha um mentor

A principal função de um mentor é orientar.

Muitas vezes, estamos tão focados nos problemas e nas dificuldades, que não conseguimos perceber as oportunidades – muito menos identificar a nossa responsabilidade nas coisas que não deram certo.

É nesse momento que o mentor entra em ação.

Esse profissional deve dar instruções, dicas e mostrar os recursos necessários para realizar determinado objetivo.

Você vai se sentir muito mais confiante e capacitado se tiver um mentor para te ajudar.

Pode parecer desnecessário, mas não é. As pessoas certas podem mudar a sua vida.

Por esse motivo, o mentor pode te oferecer uma outra visão e te mostrar oportunidades em locais nos quais você está enxergando problemas.

Um bom mentor precisa ter experiência de vida. Dessa forma, ele vai poder te ajudar muito mais.

Escolha bons sócios: 40 anos
Escolha bons sócios

6. Escolha bons sócios

Se você quer se tornar um microempreendedor e trabalhar sozinho, tudo bem.

Porém, conforme o seu negócio for crescendo, você vai precisar de alguém para te ajudar.

Escolher um bom sócio é essencial, mas é preciso tomar alguns cuidados.

Antes de qualquer coisa, pense no sócio de modo profissional. Você pode ter ótimos amigos, mas isso não significa que eles serão bons sócios.

Além disso, se algo de errado acontecer, você pode colocar em risco tanto o seu negócio quanto a sua amizade.

Por isso, nesse caso, é necessário deixar a emoção em segundo lugar. Escolha um profissional capacitado, que realmente entenda de negócios, finanças e empreendedorismo.

40 anos: multicarreiras
Multicarreiras

7. Seja um profissional multicarreiras

Você sabe o que é um profissional multicarreiras?

São pessoas que tem conhecimento em várias áreas diferentes.

Claro que você não precisa ser um especialista em tudo, mas desenvolver mais habilidades é sempre uma tarefa interessante.

Na grande maioria das vezes, o conhecimento básico pode ser suficiente, isto é, claro, se você tiver profissionais mais especialistas para te ajudar.

Nós demos o exemplo do marketing digital e contabilidade. Contudo, há outras áreas para você adquirir conhecimento, como gestão de pessoas, administração, tecnologia, entre outros.

Nunca é tarde demais para aprender e adquirir mais conhecimento!

Utilize toda a sua experiência anterior para criar um negócio de sucesso. Você tem muito mais talento e disposição do que imagina.

No começo, pode até ser difícil. Mas depois que seu negócio começar a crescer, você vai ver o quanto valeu a pena mudar seus planos profissionais.

Dinheiro: Erros mais comuns que cometemos depois dos 40 anos

Erros mais comuns que cometemos depois dos 40
Erros mais comuns que cometemos depois dos 40

O planejamento financeiro é um hábito que deve fazer parte da sua vida – independentemente da sua idade.

Isso não significa que você deve poupar tudo o que ganha, mas sim, gastar com sabedoria. Prejudicar o longo prazo por causa de prazeres momentâneos não é uma boa ideia.

As pessoas mais jovens, de maneira geral, têm menos conhecimento em relação as finanças e por isso, cometem vários erros que podem resultar em dívidas e prejuízos.

O problema é que é difícil se livrar de alguns desses hábitos. Além disso, conforme o tempo passa, as responsabilidades financeiras aumentam e por isso, você precisa mudar o jeito que lida com as próprias finanças.

Para que você possa poupar para a sua aposentadoria, sem abrir mão do presente, nós montamos uma lista com erros financeiros que a maior parte das pessoas com mais de 40 anos comete.

Se você perceber que um deles faz parte da sua vida, sinal de alerta. Entretanto, ainda há tempo para mudar. Confira:

1. Não ter seguro de vida

Você provavelmente tem filho ou algum dependente, não é mesmo?

Então, imagine se algo acontece com você. Além de essas pessoas terem que lidar com a dor da perda de um ente querido, vão ficar desamparadas financeiramente.

O seguro é uma forma de manter a segurança da sua família, caso algo aconteça com você (ou com algum deles).

seguro de vida para os 40 anos
Seguro de vida

Nós sabemos o quanto a vida é instável e tudo pode mudar de uma hora para a outra. Por isso, ter seguro de vida é essencial. Existem vários planos – escolha o que mais tem a ver com você.

O que não dá é para contar com a sorte. Para não tornar as coisas ainda piores em um momento de dor, o seguro de vida surge como uma boa opção.

2. Não saber controlar os gastos

Esse é um dos mais cometidos por pessoas jovens.

Entretanto, algumas pessoas não conseguem se livrar desse hábito. O problema é que quanto mais velho você for, mais vai precisar controlar seus gastos.

Por isso, planejamento financeiro é essencial. Todo mês, ao receber seu salário, separe uma parte para poupar e outra para gastar com as coisas do dia a dia.

Não tem problema nenhum sair para jantar no final de semana, se tiver dinheiro sobrando.

Caso você esteja com o orçamento meio apertado e não sabe se no mês que vem vai sobrar dinheiro, infelizmente, será necessário abrir mão de alguns gastos mais supérfluos.

Antes de qualquer coisa, fique calmo! Alguns gastos podem ser eliminados temporariamente. Depois que você conseguir controlar as finanças, eles não serão mais um problema.

De qualquer forma, controlar as finanças é muito importante.

Planeje sua aposentadoria
Planeje sua aposentadoria

3. Esquecer de aposentadoria

Se você tem pouco mais de 40 anos, pode achar que a aposentadoria representa um futuro bem distante.

Mas olha quanta coisa aconteceu! Todos esses anos da sua vida passaram voando, não é mesmo?

Aliás, em alguns anos, vai chegar a hora de se aposentar – e todos nós sabemos que não dá mais para depender totalmente do INSS.

Por isso, comece a poupar um pouco do que você ganha. Qualquer coisa é melhor que nada.

Quando você chegar nos seus 60 anos, vai agradecer por ter feito isso.

O certo é começar a poupar para a aposentadoria ainda na juventude. Mesmo assim, não está tarde para começar a fazer isso, pelo contrário. Você ainda tem alguns anos pela frente.

4. Gastar seu dinheiro com os filhos e esquecer de você

Qualquer pai/mãe quer ver os filhos felizes. De fato, saber que você pode ajudar eles é algo muito bom. Não há nada de errado em ser um porto seguro para as pessoas que você mais ama.

O problema é que alguns desses gastos podem trazer prejuízo para você. Pensa bem, você tem diversas contas para pagar e precisa poupar para a aposentadoria.

Por esse motivo, tome cuidado com os gastos dos seus filhos.

A educação é o maior legado que você pode deixar para eles. Só tome cuidado para não gastar todo o seu dinheiro com isso.

Além disso, se você não estiver bem financeiramente, como vai poder ajudar seus filhos?

Por isso, em primeiro lugar, cuide de você. Claro que é importante ajudar seus filhos, principalmente se eles forem mais novos, mas não dá para gastar todo o seu salário com isso, não é mesmo?

Cuidado para não comprometer as suas finanças
Cuidado para não comprometer as suas finanças

5. Continuar utilizando o cartão de crédito para tudo

Tem gente que fala que ter cartão de crédito é um erro, mas não é bem assim. Quando bem utilizado, ele facilita muito a vida.

O problema é quando você começar a gastar mais do que tem. Lembre-se: em um futuro muito breve, você vai ter que pagar todas as contas do seu cartão.

Por isso, use o cartão apenas em alguns momentos. Cuidado para não comprometer as suas finanças.

Se você quiser utilizá-lo para ganhar milhas ou por outros motivos que não vão comprometer seu orçamento, tudo bem.

Mas evite passar todas as suas compras no cartão de crédito. Sempre que puder, faça compras à vista.

6. Não respeitar o seu padrão de vida

O certo é você sempre viver com menos do que você ganha.

Nunca gaste mais do que você pode. Comece a se planejar financeiramente e veja o quanto você pode gastar a cada mês.

As redes sociais fazem você achar que todos estão aproveitando a vida, menos você, não é mesmo?

Entretanto, muitas pessoas ostentam o que não tem. Elas utilizam o cartão de crédito ou fazem empréstimos para impressionar os outros, mas a verdade, é que elas estão quebradas, financeiramente falando.

Se você poupou para viajar ou comprar coisas importantes para você, não há mal nenhum em ganhar seu dinheiro. Aliás, você precisa aproveitar os prazeres de vida.

Ninguém consegue ser feliz se não puder aproveitar os bons momentos. Só cuidado para não comprometer as suas finanças ao tentar curtir a vida.

Guarde dinheiro e pesquise preços. Dessa forma, você consegue utilizar o seu dinheiro com muito mais tranquilidade e sabedoria.

Você comete algum desses erros? Felizmente, ainda dá tempo de mudar sua situação e ser feliz!

Deixe uma resposta