Início » Paraná » Arapoti


Arapoti - Paraná



Arapoti faz parte do estado do Paraná.

Significando "campos floridos", tem suas origens na histórica Fazenda Jaguariaíva do lendário povoador destas paragens, Coronel Luciano Carneiro Lobo, cujos campos eram ocupados por criatórios de gado e serviam como pouso para tropas vindas do Sul. Como Distrito do Cerrado pertencente ao município de Jaguariaíva, teve alavancado seu desenvolvimento a partir de 1910, com a instalação de uma serraria e fábrica de papel da Southern Brazil Lumber & Colonization Companye, logo depois em 1912, com a chegada do Ramal Ferroviário do Paranapanema, que atravessando a fazenda Capão Bonito possibilitou a fixação de moradores em torno da estação ferroviária de nome "Cachoeirinha".

Vivendo os ciclos econômicos do café produzido em grande escala na região do Norte Pioneiro do Paraná, e o ciclo da madeira, recebeu a partir de 1916, imigrantes de origem espanhola e polonesa, emancipando-se como Município e Cidade de Arapoti, a 18 de Dezembro de 1955.

História da cidade de ARAPOTI

Etimologia. Arapoti De origem tupi ara... dia, tempo, época + poti (potyra)... flor, florido: o dia das flores, tempo de flores. Arapoti foi cacique de uma tribo tupi catequizada pelos jesuítas e que constituiu a redução de São Francisco Xavier, às margens do Rio Tibagi.

Origem Histórica. As origens históricas de Arapoti estão ligadas às das fazendas Jaguariaíva e Capão Bonito. Estrategicamente localizado nos Campos Gerais seu chão foi perlustrado por aventureiros, sertanistas e tropeiros desde o início do século XVII.

A colonização e a formação do sítio urbano ganharam consistência a partir de 1910, quando a Southern Brazil Lumber & Colonization instalou-se na região a fim de montagem de uma fábrica de papel. Este fato permitiu o estabelecimento de inúmeras famílias e pessoas que ajudaram a compor a história do lugar, dentre os quais Saladino de Castro, Arcênio de Latre e Antônio Salvador, que transportavam madeira em carroções. A fábrica de papel transformou-se na imponente Impacel, empresa que muito contribui com a economia paranaense.

A Lei Municipal n.º 02, de 8 de outubro de 1908, criou o Distrito Judiciário de Cerrado, primeiro nome do lugar. Em 1912, iniciou-se a construção da estrada de ferro cortando a Fazenda Capão Bonito, fato que atraiu muita gente à região. Estabeleceram-se as famílias Alvares, Dias, Trigo, Pena, Esteves, Barros, Biscaia, Tzaskos, Zelazowski, Michalowski, Vendrechoski e outras. O primeiro armazém foi de Telêmaco Carneiro, em 1925. Em 1927, foi construída a primeira igreja, o primeiro hotel pertenceu ao Nhô Turico, a primeira padaria era de Crespo Cristóvão, o primeiro delegado foi Nhô Amandio.

No ano de 1913, foi inaugurada a estação ferroviária denominada Cachoeirinha. O Decreto-Lei n.º 2.556, de 18 de dezembro de 1933, alterou a denominação de Cerrado para Cachoeirinha. Em 7 de março de 1934, Cachoeirinha passa a ser Distrito Administrativo de Jaguariaíva. O Decreto-Lei Estadual n.º 199, de 30 de dezembro de 1943, alterou a denominação de Cachoeirinha para Arapoti. O município de Arapoti foi criado através da Lei Estadual n.º 253, de 26 de novembro de 1954, com território desmembrado de Jaguariaíva, e instalado em 18 de dezembro de 1955.

As terras onde se localiza a sede do município de Arapoti pertenciam à fazenda Jaguariaíva, dadas em sesmaria aos familiares de Francisco Rodrigues Penteado nas primeiras décadas do século XVIII. A parte mais ocidental do atual município pertencia à fazenda Boa Vista, desmembrada da Fazenda Caxambu, de Francisco Xavier da Silva.)

Fonte: Prefeitura Municipal de arapoti - IBGE

Autor do Histórico: SIMãO PEDRO DE BRITO

Código do Município

4101606

Gentílico

arapotiense

Prefeito

BRAZ RIZZI

População
População estimada [2018]27.925 pessoas  
População no último censo [2010]25.855 pessoas  
Densidade demográfica [2010]19,00 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,5 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]5.651 pessoas  
População ocupada [2016]20,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]38 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,7 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6.4  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3.9  
Matrículas no ensino fundamental [2017]3.676 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]1.216 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]271 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]142 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]18 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]10 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]37.589,39 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]82,5 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.723  
Total de receitas realizadas [2017]95.686,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]76.736,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]2,8 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,1 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]17 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]1.360,494 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]39,2 %  
Arborização de vias públicas [2010]62,3 %  
Urbanização de vias públicas [2010]42,5 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Arapoti: Imagens da cidade e Região

imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-1
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-2
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-3
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-4
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-5
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-6
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-7
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-8
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-9
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-10
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-11
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-12
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-13
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-14
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-15
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-16
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-17
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-18
imagem de Arapoti+Paran%C3%A1 n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Arapoti e arredores.


Você conhece a cidade de Arapoti? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: