Início » Piauí » Corrente


Corrente - Piauí



Corrente faz parte do estado do Piauí. Encontra-se à latitude de 10º26′36" sul e à longitude de 45º09′44" oeste, com altitude de 438 metros. Sua população de acordo com o censo de 2010 é de 25.407 habitantes, com 60% de sua população em área urbana. Encontra-se a 890km da capital do estado (Teresina). Possui uma área de 3045,9km².

Até os dias de hoje, os moradores de Corrente, a 874 quilômetros de Teresina, têm mais contato com a população baiana que vive nas cidades que fazem divisa com o município. A organização da Igreja Batista, em 1904, e do Instituto Batista Correntino pelo pastor e professor Augusto Carlos Fernandes, em 1920, impulsionou o desenvolvimento educacional e cultural da região. A disputa pela hegemonia entre os Protestantes Batistas e a Igreja Católica proporcionou à população da região acesso a escolas confessionais (além das escolas públicas estaduais), com consequente melhoria dos índices de alfabetização e desenvolvimento cultural. Além disso, a natural troca de experiências culturais entre os missionários protestantes estadunidenses e o povo local gestou uma cultura própria no sul rica e diversificada em muitos aspectos sociológicos. Ainda que predomine a tradição ibérica, patriarcal e patrimonialista nordestina, há traços de influências de outras culturas (notadamente a estadunidense), com suas práticas, costumes, ritos e códigos.

O município também é dotado de belezas naturais. Possui campos de pastagens e é banhado pelo Rio Corrente, Rio Paraim,vários riachos e riachões. É também porta de entrada para as nascentes do Rio Parnaíba.

História da cidade de Corrente - PI

Histórico - O Município de Corrente, cujos terrenos foram divididos em 1754, pelo engenheiro das Côrtes Portuguesas - José da Silva Balmar que, por ordem do Rei de Portugal. teve como pioneiro de sua fundação Sr. Caetano Carvalho da Cunha que adquiriu, através do requerimento, a Fazenda Corrente de Cima, com 6.300 braças, onde desenvolveu diversas atividades, atraindo grande número de agregados. foi assim o início da povoação. Por força da Lei provincial nº 500, de 7 de agosto de 1860, foi criada, no povoado de Corrente, pertencente ao termo de Parnaguá, a Paroquia de Nossa Senhora da Conceição, assegurandos os competentes limites.

Com o seu desenvolvimento e, em consequencia da Lei provincial nº 782, de 10 de dezembro de 1872, o povoado foi elevado à categoria de vila, cuja instalação só se deu a 8 de dezembro do ano seguinte, pelo Juiz de direito da comarca de Parnaguá - Dr. José Mariano Lustosa do Amaral. Nesse tempo , foi juramentada e começou a funcionar a sua municipalidade, que teve por primeiros membros os seguintes cidadaãos: Emiliano Rodrigues Alves, Francisco Carvalho de Araújo, Antonio Elesbão Cassiano Paraguassu, Venceslau da Cunha Ribeiro, Francisco Ribeiro de Sousa, Jesuino dos Reis Lobato e José Seixas Louzeiro. Corrente, até 1904, viveu em fase de estagnação histórica.

O Município começou a se consolidar com a fundação da Igreja Batista de Corrente e a criação de escolas primárias, por influência de elementos de projeção política no cenário nacional, como Joaquim Nogueira Paranaguá e Benjamim Nogueira, que se destacaram nas campanhas abolicionista e republicana, o municipio teve o seu interêsse despertado para a instrução e educação da mocidade.

Em terras doadas à Missão Batista do Norte do Brasil, por algum de seus seguidores, em 1920 foi fundado o Instituto Batista Industrial, hoje Instituto Batista Correntino, com a finalidade de divulgar a religião Batista, educando e instruindo a mocidade, não só de Corrente como de municípios e Estados vizinhos. De 1922 a 1924, Corrente sofreu as consequências da ação de bandoleiros, que então se verificou, tendo de um lado José Honório Granja, e de outro lado José Nogueira. Passando essa fase, Corrente tomou o seu desenvolvimento e, em 1947, foi criado o Ginásio do Instituto Batista Industrial. Em 1949, foi criado o Educandário Imaculada Conceição e, em 1953, o Ginásio São José pelo Padre José de Anchieta Melo, que chegou em fins de 1947 ao município, para assumir os trabalhos da Paróquia. Como se vê, a instrução constituiu o pnto de referência da evolução histórica e de desenvolvimento de Corrente.

Gentílico: correntino

Formação Administrativa

Pelo decreto estadual nº 1279, de 26 de junho de 1931, do Interventor Federal capitão Landri Sales Gonçalves, consernente a nova organização dos municipios depois do movimento revolucionário de 1930. Parnaguá e Gilbués, como diversos outros, sofreram extinção de seus municipios, ficando anexados a Corrente, os quais , posteriormente, tiveram restaurada a sua autonomia. Essa medida do interventor considerava, no momento, que a divisão administrativa do território do Piauí não correspondia às necessidades da públicas administração. Em 1934, pelo Decreto nº 1544, de 23 de maio, do mesmo Interventor Federal - capitão Landri Sales Gonçalves - , teve Corrente nova divisão política, Corrente é comarca de 2ª entrância. A atual legislatura foi instalada no ano de 1955, tendo sido eleito Prefeito Municipal o Dr. Joaquim Nogueira Paranaguá, e constituida a Câmara Municipal de 4 vereadores.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Corrente: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Corrente? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: