Início » Minas Gerais » Senador Cortes


Senador Cortes - Minas Gerais



Senador Cortes faz parte do estado de Minas Gerais.

A origem do município de Senador Cortes remonta o período do café na Zona da Mata Mineira. Havia uma estalagem onde os tropeiros pernoitavam, com o passar do tempo, algumas famílias vieram a se estabelecer no local, surgindo então uma vila, cujo nome era São Sebastião do Monte Verde. O nome Senador Cortes é uma homenagem ao ilustre filho, o Senador Agostinho Cezario Cortes, que fora médico na região e fundador da Santa Casa de Misericórdia de Mar de Espanha. A emancipação foi idealizada e negociada por um filho da terra: Antônio de Souza Rabelo e ocorreu em 1 de março de 1963 após muito trabalho e longas negociações . A economia do município gira em torno da agropecuária, principalmente a pecuária leiteira, além das industria de confecções. Um marco na história do município é conclusão da via asfaltica que proporcionará mais facilidades no escoamento da safra agrícola, além de permitir o desenvolvimento econômico local. Senador Cortes é marcado por sua população simples e hospitaleira, que sempre trata bem àqueles que o visitam. O turismo rural é um atrativo a parte, pois o município possui uma bela cachoeira e estradas segundárias propricias para a prática de trilhas com motos e carros de tração nas quatro rodas. Algumas festas tradicionais atraem pessoas de todas as regiões como a exposição agropecuária, realizada entre e segunda e terceira semana de junho, a festa da primavera, que ocorre na última semana de setembro, além das festas religiosas. Senador Cortes é a terra natal do músico Francisco Itaboray (1923-2006).

RELAÇÃO DOS PREFEITOS MUNICIPAIS:

História da cidade de Senador Cortes

Originado nos fins do século XIX como núcleo urbano, com uma vasta produção cafeeira, o povoado de São Sebastião do Monte Verde teve como os primeiros desbravadores os irmãos Senra, Cristóvão José de Souza, Major Salgado, Nicolau Gerra, Major Manoel Augusto e Padre Manoel de Souza Lima.

No início da história de "São Sebastião do Monte Verde" a produção de café era a base da economia do lugar que desenvolveu muito lentamente. O café produzido era transportado em lombo de burros para o Distrito de Santo Antônio do Chiador, também distrito de Mar de Espanha, e daí enviado para o Rio de Janeiro pelas stradas de rodagem e a partir de 1869, pela Estrada de Ferro Dom Pedro II.

Gentílico: senadorcortense

Formação Administrativa

O distrito de Senador Cortes, antigo povoado de São Sebastião do Monte Verde, pertencente ao Município de Mar de Espanha, foi elevado à condição de distrito daquele Município pela Lei nº 2.843 de 24 de outubro de 1881, Lei revogada posteriormente pela Lei nº2.938 de 23 de setembro de 1882.

O distrito foi criado novamente por Lei nº 3.221 de 11 de outubro de 1884, continuando a pertencer à Mar de Espanha.

Na primeira metade do século XX, o distrito de São Sebastião do Monte Verde passou por algumas alterações toponímicas. Na divisão administrativa de 1903, o distrito já figurava com o nome de Monte Verde. O nome de Senador Cortes foi fixado pela Lei nº 1.058 de 31 de dezembro de 1943, e o Município e a cidade foram criados pela Lei nº 2.764 de 30 de dezembro de 1962, em homenagem a importante político nascido naquele local, Senador Agostinho Cesário de Figueiredo Cortes.

Atualmente, pertence à comarca de Mar de Espanha.

Fonte: IBGE. Arquivos da Agência do IBGE em Bicas (MG)

Autor do Histórico: LEONARDO LUIZ CABRAL

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Senador Cortes: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Senador Cortes? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: