Início » Minas Gerais » São Joaquim de Bicas


São Joaquim de Bicas - Minas Gerais



São Joaquim de Bicas faz parte do estado de Minas Gerais. Sua população estimada pelo IBGE em 2010 era de 25.619 habitantes. Pertence à Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Antigamente era caminho do ouro descoberto pelos bandeirantes.

História da cidade de São Joaquim de Bicas

Os Bandeirantes seguiam os cursos dos rios, abrindo clareiras e procurando o ouro de aluvião. Foi seguindo o curso do Rio Paraopeba que aqui chegaram os Bandeirantes como Manoel Borges Borbagato e Francisco Duarte Meireles.

A religião foi um fato marcante na história do arraial. Os primeiros moradores construíram uma capelinha para a realização de novenas e oraçãoes, onde foi colocada uma imagem de São Joaquim. A imagem e a vegetação deram o primeiro nome ao arraial: São Joaquim do Rio Verde.

Com o passar dos anos, o lugar passou a ser chamado de São Joaquim de Bicas, devido à busca de minerais no leito do Rio Paraopeba, que eram lavados com jatos de água (bicas).

O primeiro professor do povoado de São Joaquim de Bicas foi Pedro do Amaral Bambirra, que lecionava em sua própria casa.

A primeira escola pública fundada em 1.950 recebeu o nome de Escola Isolada Pedro Bambirra, hoje Escola Estadual de São Joaquim de Bicas.

Seus restos mortais estão sepultados dentro da Igreja Matriz de São Joaquim de Bicas.

Gentílico: são-joaquinense

Formação Administrativa

São Joaquim de Bicas tornou-se distrito de Pará de Minas, sendo extinto pela lei n°. 1.198 em 09 de agosto de 1864 e , mais tarde, restaurado pela lei provincial n°. 3.141, de 18 de outubro de 1.883. Em 30 de julho de 1931, através do decreto 10.002, a sede do distrito transferiu-se para o povoado de Barreiro (Igarapé), voltando, São Joaquim de Bicas, à condição de povoado. Em 1938, o distrito de Igarapé fio transferido para Mateus Leme.

Em 12 de dezembro de 1953, através da lei 1.039, São Joaquim de Bicas é elevado, novamente, à condição de distrito, agora integrado ao município de Mateus Leme.

Com a criação do município de Igarapé através da Lei 2.764, em 30 de dezembro de 1.962, a sua instalação em 01 de março de 1.963, São Joaquim de Bicas passou a integrar esse município até a sua emancipação em 1.995.

Em outras oportunidades a emancipação já havia sido tentada. Por questãoes variadas não foi possível alcançar sucesso. O primeiro pedido para emancipação foi feito em 1.977. Em 1.979 foi reiterado o pedido à Assembléia Legislativa. Em 1.987 não houve qualquer emancipação. No ano de 1.991 ocorreu uma nova tentativa.

No ano de 1.995, o primeiro fato para a emancipação foi a edição da lei complementar estadual n.oº 37 de 18 de janeiro de 1.995. A primeira reunião para a emancipação ocorreu em 26 de janeiro de 1.996. Entre os presentes o Sr. Antônio Carlos Resende, o Sr. José Gabriel de Resende, o Sr. Imar Glicério Pinto, o Sr. Maurício Resende Maia, que compuseram a comissão.

O pedido deu entrada na Assembléia Legislativa do Estado em 10 de fevereiro de 1.995, e com o pedido selou-se definitivamente a inauguração do processo de emancipação.

O requerimento da emancipação foi de autoria do Deputado Estadual Dinis Pinheiro. Nesse

intercurso surgiu a lei complementar n°. 39 de 23 de junho de 1.995 que alterou parcialmente a lei complementar n.oº 37, mas as alteraçãoes em nada afetaram o pedido de São Joaquim de Bicas.

O plebiscito foi realizado no dia 22 de outubro de 1.995. Compareceram ao plebiscito 4.042 eleitores, destes 3.809 votaram sim, 103 votaram não, 73 votaram em branco, e, 57 anularam o voto.

Após a vitória no plebiscito, São Joaquim de Bicas foi transformada em cidade através da lei 12.030 de 21 de dezembro de 1.995.

São Joaquim de Bicas ficou sob a administração do município remanescente (Igarapé) até a instalação do município, que se deu em 01 de janeiro de 1997, com a posse do prefeito, do vice-prefeito e dos vereadores.

A Lei Orgânica do novo município foi promulgada no dia 18 de setembro de 1998.

Fonte: BATISTA, Neuza Maria de Almeida: O Amanhecer de Uma Cidade. São Joaquim de Bicas: 2006.

Autor do Histórico: WELLINGTON RICARDO ESTANISLAU RIBEIRO

Código do Município

3162922

Gentílico

sanjoaquimbiquense

Prefeito

ANTONIO AUGUSTO RESENDE MAIA

População
População estimada [2018]30.989 pessoas  
População no último censo [2010]25.537 pessoas  
Densidade demográfica [2010]356,88 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,3 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]5.940 pessoas  
População ocupada [2016]20,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]41,6 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]95,7 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,8  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,2  
Matrículas no ensino fundamental [2017]4.282 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]1.062 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]255 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]67 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]13 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]3 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]19.149,88 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]80,3 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,662  
Total de receitas realizadas [2017]65.085,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]62.252,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]16,87 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]5 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]71,758 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]69,4 %  
Arborização de vias públicas [2010]54,2 %  
Urbanização de vias públicas [2010]6,5 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


São Joaquim de Bicas: Imagens da cidade e Região

imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-1
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-2
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-3
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-4
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-5
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-6
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-7
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-8
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-9
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-10
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-11
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-12
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-13
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-14
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-15
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-16
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-17
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-18
imagem de S%C3%A3o+Joaquim+de+Bicas+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de São Joaquim de Bicas e arredores.


Você conhece a cidade de São Joaquim de Bicas? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: