Início » Minas Gerais » São João da Mata


São João da Mata - Minas Gerais



São João da Mata faz parte do estado de Minas Gerais. A população avaliada em 2009 era de 2.981 habitantes.

O povoado foi, primeiramente, habitado por índios Abatingueras, dizimados pelos cataguases. Por volta de 1745, Francisco Martins Lustosa, Verríssimo João Carvalho e outros desbravadores paulistas desenvolveram atividades mineradoras na região, em que se deu origem ao núcleo populacional.

Entre os séculos XVIII e XIX, a região da atual São João da Mata não despertou muito interesse aos nômades que ali passavam, devido às dificuldades de acesso e a mata muito cerrada não despertava interesses comerciais.

História da cidade de São João da Mata

Minas Gerais — MG

A ocupação da região que hoje se chama São João da Mata se iniciou pouco antes de 1930, quando lavradores começaram a ocupar os vastos espaços existentes, para desenvolverem culturas de café, feijão e milho. O clima, regime de águas e solo eram convidativos, atraindo pessoas das adjacências.

Gradualmente essa imensidão foi sendo colonizada, com disseminação das culturas de batata, feijão, milho, arroz e banana, além da plantação de hortaliças para auto-subsistência. Bastante presente era, também, a pecuária, com gado suíno e bovino. Galináceos eram destinados ao consumo próprio, sendo na época raros.

As maneiras pelas quais os homens se relacionam com o seu meio variam no decorrer do processo histórico. Essas diferentes interaçãoes criam formas distintas de interpretar a natureza. Esses primeiros povoadores que habitaram São João da Mata deram um significado muito específico à natureza ao seu redor. Na maioria das vezes, o ambiente foi visto como agreste e severo. Segundo relatos de moradores, em algumas ocupaçãoes a produção agrícola era insuficiente, o clima frio inibia o cultivo de certas plantaçãoes e criação de animais. Por outro lado, ainda não se conheciam todas as peculiaridades do solo, experimentavam várias lavouras, mas nem todas eram bem sucedidas.

Contudo, esse incipiente núcleo agro-pecuário foi se estabilizando. A produção de leite se destacava aos poucos. Alguns grãos começaram a ser comercializados localmente, outros produtos, como a batata tinha, cada vez mais, um escoamento para lugares distantes, como Pouso Alegre e, posteriormente, Belo Horizonte. A consolidação dessa etapa é recente, durou aproximadamente trinta anos, em um ritmo lento, mas gradual. Na verdade foi um processo simultâneo de experimentação e expansão agrícola.

Nesse momento São João da Mata fazia parte da cidade de Silvianópolis. A ocupação nessa região como um todo é antiga, data de meados do século XVIII, quando se descobriu jazidas auríferas às margens do rio Sapucaí. Muitos mineiros começaram a residir na região. Tornando-se necessário abastecer esse povoado em crescimento, foram instaladas pequenas plantaçãoes agrícolas, visando à produção de alimentos para própria subsistência.

Durante o século XVIII e XIX a região referente à atual São João da Mata, nada mais era do que um lugar inóspito que não oferecia maiores interesses. Suas longas extensãoes de mata cerrada afugentavam uma ocupação sistemática, devido as dificuldade de se assentar um povoado naquela localidade. Como não houve indícios de metais preciosos, a região acabou passando despercebida. Essa época coincide com o processo de consolidação de uma visão mercantilizada da natureza, pois o que atraía as pessoas a um lugar era a possibilidade de seu uso comercial.

Os deslocamentos populacionais que ocorriam na região era uma maneira das pessoas se adaptarem e colonizarem esses longos espaços abertos. Nesse sentido as regiãoes fronteiriças a São João da Mata, como Silvianópolis, foram atravessadas várias vezes por migrantes, a procura de novos lugares. Alguns se estabilizavam, mas outros preferiam à vida errante.

Essa preferência pelo nomadismo era uma característica da população do século XIX, como afirmam os historiadores, tanto é assim que a ocupação em São João da Mata só começa no século XX, momento muito diverso, quando a legislação para ocupação de terras é totalmente outra. Embora, provavelmente houvesse lavradores isolados morando nessa região já algum tempo.

Nos anos de 1930, o Brasil ainda era um país rural, embora uma sociedade urbano-industrial começava a se delinear. Em princípio, por ser uma área de mata virgem, não colonizada, o município de São João, oferecia uma possibilidade maior de aquisição de terras, já que nas regiãoes habitadas só havia espaço para grandes latifúndios. Assim, após a existência de núcleos agrícolas, um pequeno povoado de feiçãoes mais urbanas se definem. Na década de 1930, comerciantes começam a se fixar na região, para viabilizar comércio com as fazendas e sítios já então existentes

Esses comerciantes, donos de armazéns, foram os fundadores de São João da Mata. Destacaram-se José Joaquim Fagundes, Joaquim Pires de Oliveira, Avelino Vieira, João Bueno Fagundes, José Patrício e José Anastácio. Alguns residiam originariamente na área rural, mas acabaram por se fixar na incipiente área urbana.

Nessa época a região passou-se a chamar Jacarini, em 1944, quando atinge a categoria de distrito, pertencente à Silvianópolis. Porém em finais da década de 1950, moradores locais começaram a se articular para conseguir a emancipação política. Assim, em vinte de janeiro de 1958, foi fundada a Comissão pro-emancipação de São João da Mata (o antigo nome é retomado).

O objetivo foi atingido em 29 de dezembro de 1962, quando emancipação política foi reconhecida.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Jacarini, pelo decreto-lei estadual n°. 1058, de 31-12-1943, com terras desmembradas do distrito de Jangada, subordinado ao município de Silvianópolis.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Jacarini figura no município Silvianópolis.

Pela lei n°. 1039, de 12-12-1953, o distrito de Jacarini passou a denominar-se São João da Mata.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de São João da Mata (ex-Jacarini),

figura no município de Silvianópolis.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Elevado à categoria de município com a denominação de São João da Mata, pela lei estadual n°. 2764, de 30-12-1962, desmembrado de Silvianópolis. Sede no antigo distrito de São João da Mata. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-03-1963.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, ó município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica distrital

Jacarini para São João da Mata, alterado pela lei n°. 1039, de 12-12-1953.

Fonte: Prefeitura Municipal

Código do Município

3162302

Gentílico

são-joanense-da-mata

Prefeito

DENIZE VILHENA BORGES SILVA

População
População estimada [2018]2.753 pessoas  
População no último censo [2010]2.731 pessoas  
Densidade demográfica [2010]22,66 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,9 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]318 pessoas  
População ocupada [2016]11,3 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]33,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]93,3 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,6  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,7  
Matrículas no ensino fundamental [2017]379 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]65 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]22 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]12 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]2 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]14.395,25 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]95,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,653  
Total de receitas realizadas [2017]12.816,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]11.701,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]45,45 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,7 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]1 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]120,536 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]75 %  
Arborização de vias públicas [2010]21,4 %  
Urbanização de vias públicas [2010]17,8 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


São João da Mata: Imagens da cidade e Região

imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-1
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-2
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-3
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-4
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-5
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-6
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-7
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-8
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-9
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-10
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-11
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-12
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-13
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-14
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-15
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-16
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-17
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-18
imagem de S%C3%A3o+Jo%C3%A3o+da+Mata+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de São João da Mata e arredores.


Você conhece a cidade de São João da Mata? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: