Início » Minas Gerais » Santa Bárbara


Santa Bárbara - Minas Gerais



Santa Bárbara faz parte do estado de Minas Gerais. Encontra-se a uma latitude 19º57′34" sul e a uma longitude 43º24′55" oeste, estando a uma altitude de 732 metros. A população avaliada em 2010 era de 27.850 habitantes. Possui uma área de 686,284 km².

Cidade histórica do Circuito do Ouro de Minas Gerais, localizada a noventa e oito quilômetros de Belo Horizonte (utilizando-se a BR 381/262 e a MG 436), no centro da Estrada Real. A paisagem bucólica, com suas igrejas, telhados e quintais, aos pés da imponente Serra do Caraça, fazem de Santa Bárbara um dos municípios mais bonitos de Minas Gerais. Cidade tranquila e acolhedora, apesar da agitação da atual fase de desenvolvimento econômico, é também dotada de um povo simples e hospitaleiro que preserva suas tradições e mantém uma vida cultural ativa.

Foi estabelecida como "Arraial de Santo Antônio do Ribeirão Santa Bárbara" pelo bandeirante paulista Antônio Pereira, em 4 de dezembro de 1704, que ali encontrou ouro de aluvião e veios de pedras preciosas. Um fato interessante é que esse bandeirante fundou o arraial de Brumal na véspera, e até hoje o aniversário do distrito é comemorado na véspera do município. Em 1713 teve início a construção da Matriz de Santo Antônio. Posteriormente a cidade se tornou importante passagem na rota entre a Corte, no Rio de Janeiro, e as minas do centro/norte de Minas Gerais (Estrada Real - Caminho dos Diamantes). Em 1817 foi visitada pela expedição dos naturalistas Carl Friedrich Philipp von Martius e Johann Baptiste von Spix em sua passagem pelo sertão mineiro. Foi elevada à condição de Vila em 16 de março de 1839, e em 1858 à condição de Município com o nome de "Santa Bárbara do Mato Dentro". Em 1861, os ingleses que ali chegaram organizaram a Santa Barbara Mining Company, na região que hoje se encontra Florália e Bateias, com o objetivo de retomar a exploração do ouro. Por volta de 1870, foi visitada pelo imperador Dom Pedro II que, no Santuário do Caraça, declarou que "só esta paisagem já paga a viagem a Minas Gerais". Em 1878 tornou-se Comarca, desmembrando-se do município de Caeté. Nessa época seu território abrangia os atuais municípios de Barão de Cocais (São João do Morro Grande), Cocais (N.Sa. dos Cocais), Catas Altas, Conceição do Mato Dentro, São Miguel do Piracicaba, São Gonçalo do Rio Abaixo, Bom Jesus do Amparo, Nova União, Socorro, Brumado, e João Monlevade (Carneirinhos). No início do século XX (1908/1911), com seu filho Affonso Penna já como Presidente do Brasil, teve nova fase de desenvolvimento como importante entreposto comercial, como última estação da estrada de ferro na ligação com o grande sertão mineiro. Novos ciclos de progresso aconteceram em 1930, no governo de João Mota, e em 2000, com a instituição do turismo na Estrada Real, quando se tornou polo turístico entre as cidades históricas mineiras. Durante todo o ano de 2004, comemorou em alto estilo seus 300 anos de existência, com a participação ativa de toda a comunidade.

História da cidade de Santa Bárbara

Em 1702, o bandeirante Domingos Borges descobriu na fralda oriental do Caraça ricas minas auríferas que, mais tarde, foram denominadas Catas Altas, tal a profundeza das escavaçãoes feitas. Na mesma época, o desbravador Antônio Bueno explorou, na região, outras minas. Como estas não oferecessem a mesma abundância de ouro que as de Catas Altas, resolveu, o desbravador, descer mais, indo explorar as margens do ribeirão de Santa Bárbara, onde achou minas mais ricas que atraíram povoadores, e dando começo à formação do arraial. Isso lá pelo ano de 1707.

Tão grande foi o desenvolvimento do lugar, alimentado pela inesgotável riqueza da terra, que logo foi elevado à Paróquia. No local onde esta hoje a Matriz de Santa Bárbara, existiu uma Capela com a data de 1713, o que vem confirmar que a localidade teve início nos primeiros anos do século XVIII.

Pelo Alvará de 16 de fevereiro de 1724, o arraial foi elevado a distrito. O município, criou-o, com o território desmembrado de Mariana, a Lei Provincial número 134, de 16 de março de 1839.

Em 1858, recebeu a vila de Santa Bárbara foros de cidade.

Inicialmente o lugar era conhecido como Santo Antônio do Rio Abaixo. Posteriormente chamavam-no Santa Bárbara, nome do ribeirão que banha a cidade.

Falar sobre a história de Santa Bárbara, é ter forçosamente que falar sobre o Caraça, notável educandário, com grande folha de serviços prestados a Deus e à Pátria. Se as minas de Catas Altas, encheram o alforje dos desbravadores, o Colégio do Caraça lapidou a inteligência de muitas geraçãoes. Quem lançou a semente de tão importante obra foi o Irmão Lourenço de Nossa Senhora, personagem misteriosa, da qual pouco se sabe. Á tradição que o erudito Lourenço não era outro senão Dom Carlos de Mendonça Távora, membro da família Távora, que procurava naquela região refúgio, vítima que eram todos os de sua família das atrozes perseguiçãoes do Marques de Pombal.

Com os recursos e auxílios que esmolara, o Irmão Lourenço comprou uma sesmaria no Caraça, escravos, gado e outros bens, e a 24 de março de 1744, pode erigir uma Capela ali, cedendo-lhe todas as propriedades. Assim nos conta o historiador Vitor da Silveira.

Depois do falecimento do Irmão Lourenço a propriedade foi entregue à Congregação de São Vicente de Paulo, e, com a chegada dos missionários, ficou definitivamente instituído o colégio que educou esmeradamente, milhares de jovens que galgaram as mais elevadas posiçãoes.

Das páginas da história de Santa Bárbara, salta, também, a singular figura de João Batista de Souza Coutinho o Barão de Catas Altas, que herdando a mina do Congo, tornou-se o homem de maior fortuna da região. Entretanto, levando vida nababesca e cheia de leviandades, morreu na miséria.

Santa Bárbara é berço de Afonso Augusto Moreira Pena que prestou .os mais relevantes serviços à Pátria, chegando ao posto de Presidente da República.

Gentílico: santa-barbarense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Santa Bárbara, pelo alvará de 16-02-1724, e lei estadual n°. 2, de 14-09-1891.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Santa Bárbara, pela lei provincial n.o° 134, de 16-03-1839, desmembrado do município de Mariana. Sede na povoação de Santa Bárbara. Constituído de 2 distritos: Santa Bárbara e Catas Altas de Mato Dentro. Instalado em 28-01-1840.

Pela lei provincial n°. 184, de 03-04-1840, e lei estadual n°. 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Alfié e anexada a vila de Santa Bárbara.

Pela lei provincial n°. 247, de 20-07-1843, e lei estadual n°. 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de São Domingos do Prata e anexada a vila de Santa Bárbara.

Pela lei provincial n°. 471, de 01-07-1850, e lei estadual n°. 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de São Gonçalo do Rio Abaixo e anexado ao município de Santa Bárbara.

Pela lei provincial n°. 760, de 02-05-1856, e lei estadual n°. 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Cocais e anexada a vila de Santa Bárbara.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Santa Bárbara, pela lei provincial n.o° 881, de 06-06-1858.

Pela lei provincial n°. 898, de 04-06-1858, e lei estadual n°. 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Bom Jesus do Amparo e anexado ao município de Santa Bárbara.

Pela lei provincial n°. 2001, 14-11-1873, e lei estadual n°. 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Rio São Francisco e anexado ao município de Santa Bárbara.

A comarca de Santa Bárbara foi criada pela lei provincial n.o° 2.500, de 12-11-1878.

Pela lei provincial n°. 3100, de 28-09-1883, e lei estadual n°. 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de conceição do Acima e anexado ao município de Santa Bárbara.

Pelo decreto estadual n°. 23, de 01-03-1890, desmembra do município de Santa Bárbara as distritos de São Domingos do Prata e Alfié, para constituir a nova vila de São Domingos do Prata.

Pelo alvará de 28-01-1752, e lei estadual n°. 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Morro Grande e anexado ao de Santa Bárbara.

Pela lei estadual n°. 556, de 30-08-1911, foram criados os distritos de Barra (ex-povoado) e Mercês de Dágua Limpa e anexados ao município de Santa Bárbara.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 11 distritos: Santa Bárbara, Barra, Bom Jesus do Amparo, Catas Altas de Mato Dentro, Conceição do Rio Acima, Cocais, Mercês Dágua Limpa, Morro Grande, Rio São Francisco e São Gonçalo do Rio Abaixo.

Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920, o município é constituído de 11 distritos: Santa Bárbara, Barra, Catas Altas (ex-Catas Altas de Mato Dentro), Bom Jesus do Amparo, Conceição do Rio Acima, Cocais, Morro Grande, Rio São Francisco e São Gonçalo do Rio Abaixo. .

Pela lei estadual n°. 843, de 07-09-1923, é criado o distrito de Itaeté e anexado ao município de Santa Bárbara e o distrito de Mercês DÁgua foi extinto. Sob a mesma lei estadual o distrito de Barra tomou o nome de Barra Feliz e o distrito de Rio São Francisco a chamar-se Florália.

Pela lei estadual n°. 981, de 17-09-1927, o distrito de Barra Feliz (ex-Barra) tomou o nome de Brumado e o distrito de Itaeté passou a denominar-se Barra Feliz. . .

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 10 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz (ex-Itaeté), Bom Jesus do Amparo, Brumado (ex-Barra Feliz), Catas Altas, Cocais, Conceição do Rio Acima, Florália (ex-Rio São Francisco), Morro Grande e São Gonçalo do Rio Abaixo.

Em divisãoes territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o distrito de Morro Grande aparece com a denominação de São João do Morro Grande.

Pelo decreto-lei estadual n°. 148, de 17-12-1938, o distrito de São João do Morro Grande voltou a chamar-se Morro Grande.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 10 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz, Bom Jesus do Amparo, Brumado, Catas Altas, Cocais, Conceição do Rio Abaixo, Florália, Morro Grande e São Gonçalo do Rio Abaixo.

Pelo decreto-lei estadual n°. 1058, de 31-12-1943, desmembra de Santa Bárbara os distritos de Morro Grande, Bom Jesus do Amparo e Cocais, para constituir o novo município de com a denominação de Barão de Cocais (ex-Morro Grande). Pelo referido decreto-lei estadual o distrito de Brumado tomou o nome de Brumal.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 7 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz, Brumal (ex-Brumado), Catas Altas, Conceição do Rio Acima, Florália, e São Gonçalo do Rio Abaixo.

Pelo decreto-lei estadual n°. o distrito de Brumado tomou a nome de Brumal.

De acôrdo com que dispãoe a Lei estadual,.n.o° 1.093, de 22 de junho de 1954, a comarca de Santa Bárbara foi classificada de 3.oª entrância .

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual n°. 2764, de 30-12-1962, desmembra do município de Santa Bárbara o distrito de São Gonçalo do Rio Abaixo. Elevado á categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 6 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz, Brumal, Catas Altas, Conceição do Rio Acima e Florália.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1993.

Pela lei estadual n°. 12030, 21-12-1995, desmembra do município de Santa Bárbara o distrito de Catas Altas. Elevado á categoria de município.

Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído de 5 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz, Brumal, Conceição do Rio Acima e Florália.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Código do Município

3157203

Gentílico

santa-barbarense

Prefeito

LERIS FELISBERTO BRAGA

População
População estimada [2018]30.807 pessoas  
População no último censo [2010]27.876 pessoas  
Densidade demográfica [2010]40,75 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,4 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]6.141 pessoas  
População ocupada [2016]20,2 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]37,8 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96,9 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,4  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,7  
Matrículas no ensino fundamental [2017]3.744 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]1.099 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]291 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]93 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]24 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]6 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]22.766,60 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]78,1 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,707  
Total de receitas realizadas [2017]97.197,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]83.430,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]11,85 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]12 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]684,060 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]85,8 %  
Arborização de vias públicas [2010]38,4 %  
Urbanização de vias públicas [2010]17,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Santa Bárbara: Imagens da cidade e Região

imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-1
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-2
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-3
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-4
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-5
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-6
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-7
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-8
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-9
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-10
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-11
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-12
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-13
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-14
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-15
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-16
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-17
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-18
imagem de Santa+B%C3%A1rbara+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Santa Bárbara e arredores.


Você conhece a cidade de Santa Bárbara? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: