Início » Minas Gerais » Ritápolis


Ritápolis - Minas Gerais



Ritápolis faz parte do estado de Minas Gerais. Sua população em 2010 era de 4.925 habitantes.

A cidade teve suas origens no século XVIII como vila de abastecimento agropecuário. A Vila de Santa Rita do Rio Abaixo, como era chamada, foi fundada por tropeiros e emancipada em 30 de Dezembro de 1962. A primeira referência documentada da antiga Santa Rita do Rio Abaixo consta na certidão de batismo de Domingos da Silva Xavier, irmão mais velho de Joaquim José da Silva Xavier (Tiradentes), ocorrido em 25 de Junho de 1738.

A vila nasceu no início da construção da capela por volta de 1713 que, apesar de descaracterizada devido a um acréscimo frontal ocorrido em 1918, está preservada até hoje. Atualmente o local é denominado Praça Tiradentes em homenagem a seu filho maior. Já recebeu o nome de Largo e Arraial. Os séculos de história deixaram alguns exemplares de arquitetura em pedra, pau-a-pique, abobe e tijolos. A praça estende-se pela rua Santa Rita até o largo do Rosário que, por sua vez, estende-se até o cemitério, numa altitude que varia entre 1000 e 1100 metros. Deste local tem-se uma bela vista, na qual pode-se avistar a Serra de São José e a Serra do Lenheiro, além das montanhas que envolvem as cidades de Resende Costa e Conceição da Barra de Minas.

História da cidade de Fontes merecedoras de crédito nos dão notícia do cruzamento de duas estradas, uma que ligava Goiás ao Rio e outra que vinha do Sul da antiga província em direção ao Norte, por onde passavam tropeiros, procedentes de outras regiãoes. Esses primeiros habitantes construíram no local pousadas, onde descansavam de longas e penosas jornadas. Aos poucos, foram construindo ranchos de sapé e alguns deles lá permaneciam e se fixarem, dando início ao aparecimento do antigo arraial de São Sebastião do Rio Abaixo. Esses fatos se deram, conforme a publicação "As Vilas del Rei e Cidadania de Tiradentes". No 3oº decênio do século XVIII, a primeira referência documentada, do povoado de Santa Rita do Rio Abaixo, encontramo-la no batismo de Domingos, irmão mais velho de Tiradentes, ocorrido em 25 de julho de 1738. Relata-nos o Padre José Fernandes de Barros (fato curioso), em 24 de junho de 1773, que, além do batizado de Domingos, em 1738, havia no livro de assentamento de batizados vários outros batizados, anteriores a 1738, ocupando as cinquenta e tantas páginas. Isso nos permite fazer conjecturas sobre a existência da 1oª Capela de Santa Rita do Rio Abaixo, talvez no 2oº decênio do ano de 1738. A Paróquia de Santa Rita do Rio Abaixo foi criada em 28/04/1854 pela Lei Mineira n°. 669, e o distrito, segundo nos parece, em 1889. O distrito permaneceu com o nome de Santa Rita do Rio Abaixo até que adquiriu foros de município e cidade pela Lei 2.764, de 30/12/1962, passando então a denominar-se, nesta ocasião, Ritápolis. Anteriormente, tinha o nome de Ibitutinga por força da Lei n°. 843, de 07/09/1923 e o de Santa Rita do Rio Abaixo por força do decreto Lei n°. 148, de 17/12/1938.

"A casa da Fazenda do Pombal, anteriormente município de São João del Rei e hoje município de Ritápolis, onde nasceu Joaquim José da Silva Xavier, foi demolida em 1884 por ser então propriedade de Emídio de Mendonça, que empregou o respectivo material na construção da sede da Fazenda do Ouro Fino, para onde transferiu também a ermida de Nossa Senhora da Ajuda, que existiu na Fazenda do Pombal (o trecho citado é de trabalho publicado em 1942).

A ocupação, a fixação e o desbravamento têm seus motivos no cruzamento das duas estradas, acima citada, os trabalhos relacionados com a agricultura e, mais tarde, a extração mineral. Ritápolis, realmente, apresenta em seu solo minério de manganês, minério de cassiterita, de ouro e conlubita.

O arraial, anteriormente denominado São Sebastião do Rio Abaixo e depois Santa Rita do Rio Abaixo, tem hoje o topônimo "Ritápolis", em homenagem à Santa Rita de Cássia.

O gentílico dos que lá nascem é "Ritapolitano"

Fonte: IBGE

Autor do Histórico: JOÁO BOSCO DOS REIS

Código do Município

3156106

Gentílico

ritapolitano

Prefeito

HIGINO ZACARIAS DE SOUSA

População
População estimada [2018]4.648 pessoas  
População no último censo [2010]4.925 pessoas  
Densidade demográfica [2010]12,17 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,8 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]604 pessoas  
População ocupada [2016]12,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]38,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,6 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,2  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5,1  
Matrículas no ensino fundamental [2017]520 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]217 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]40 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]23 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]5 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]12.633,82 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]94,1 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,653  
Total de receitas realizadas [2017]9.920,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]10.079,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,8 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]2 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]404,805 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]33,1 %  
Arborização de vias públicas [2010]37,3 %  
Urbanização de vias públicas [2010]28,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Ritápolis: Imagens da cidade e Região

imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-1
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-2
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-3
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-4
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-5
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-6
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-7
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-8
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-9
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-10
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-11
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-12
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-13
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-14
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-15
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-16
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-17
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-18
imagem de Rit%C3%A1polis+Minas+Gerais n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Ritápolis e arredores.


Você conhece a cidade de Ritápolis? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: