Início » Minas Gerais » Guaxupé


Guaxupé - Minas Gerais



Guaxupé é um município da Microrregião de São Sebastião do Paraíso, no estado de Minas Gerais, no Brasil. Possui uma altitude de 825 metros. Sua população em 2010 era de 49.430 habitantes. A área é de 286,4km² e a densidade demográfica, de 172,59 habitantes por quilômetros quadrados.

Não há um consenso sobre o significado do termo "guaxupé". Comumente, considera-se que o termo é de origem indígena, significando "caminho das abelhas". Outra etimologia possível é "caminho de guaxe", através da junção dos termos tupis waxi ("guaxe") e pé ("caminho"). "Guaxupé" (do tupi gwa + xu pé) também é o nome de um tipo de abelha selvagem sem ferrão.

A economia de Guaxupé é baseada na atividade agrícola. A cidade possui mais de 200 propriedades rurais, sendo que o café é o principal produto de cultivo.

Guaxupé

Até o começo do século passado, o território em que se situa Guaxupé era mata virgem. As mais antigas referências dão conta de que somente em 1813 pés de homens civilizados pisaram a região que era habitada pelos primitivos

"Caminho das Abelhas", significado indígena da palavra Guaxupé, é a versão mais aceita para a denominação que ficou até hoje. Tomou esse nome, por volta de 1814, o ribeirão e mais tarde o arraial , denominado Dores de Guaxupé.

O documento mais antigo sobre posse de terras até agora conhecido tem a data de 28 de outubro de 1818: Á uma escritura passada em Jacuí e pela qual João Martins Pereira e sua mulher Maria de Jesus do Nascimento vendiam a Antônio Gomes da Silva "terras de cultura de matos virgens e serrados"na paragem do Ribeirão do Peixe vertente para o Rio Pardo, junto a terras do próprio Gomes da Silva , que foi então ao que tudo indica, o segundo proprietário das terras em que depois surgiu a cidade .

Mais tarde, as terras foram transferidas a Paulo Carneiro Bastos , que doou 24 alqueires para a fundação da Capela de Nossa Senhora das Dores. Essa área era parte da Fazenda Nova Floresta , e nela em 1837, celebrou-se a primeira missa, num ato que pôde corresponder ao ato de fundação de Guaxupé. Paulo Carneiro Bastos, Francisco Ribeiro do Valle, o licenciado José Joaquim da Silva e o tenente Antônio Querubim de Rezende, são os nomes que os anais registram como fundadores de Guaxupé.

A capela foi construída em 1839 e ao redor dela construíram-se as primeiras casas, exatamente no local onde está hoje a Avenida Conde Ribeiro do Valle , de onde derivava o "caminho de Santa Barbara das Canoas", atual rua Barão. Por volta de 1850, o Arraial de Nossa Senhora das Dores de Guaxupé já contava com 180 casas, 07 ruas e engenhos.

Em 1853 a povoação foi elevada a Distrito de Paz, na jurisdição de Jacuí e em 1856 criava-se a Paróquia de Nossa Senhora das Dores de Guaxupé, pertencente à Câmara Eclesiástica de Caconde, no bispado de São Paulo.

Iniciou-se então a construção da nova igreja na atual praça Américo Costa. Francisco Ribeiro do Valle , ao falecer em 1860, 13 de abril, legou "quatrocentos mil réis" à Paróquia.

Em 23 de junho de 18 54, o povoado foi elevado a Freguesia, no termo de Jacuí e Município de São Sebastião do Paraiso.

O município de Guaxupé foi instigado pela lei 556, de 30 de agosto de 1911, com território desmembrado de Muzambinho, e instalado solenemente em 1oº de junho de 1912 , data em que se comemora .

Era uma conseqüência da grande expansão econômica que tomara vulto desde 1904, quando chegaram os trilhos da Mogiana.

A Comarca foi criada em 1925, pela lei 879 de 25 de janeiro. Eis, pois, os traços essenciais da bela história de Guaxupé , a "Cidade das Abelhas ".

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Guaxupé, pela Lei Provincial n°. 1189, de 23-07-1864, e Lei Estadual n°. 2, de 14-09-1891, subordinado aos municípios de Jacuí e São Sebastião do Paraíso.

Pela Lei Provincial n°. 2500, de 12-12-1878, o distrito de Guaxupé, foi transferido dos municípios de Jacuí e São Sebastião do Paraíso para o de Muzambinho.

Elevado á categoria de vila com a denominação de Guaxupé, pela Lei Estadual n°. 556, de 30-08-1911, desmembrado de Muzambinho. Sede na antiga vila de Guaxupé. Constituída do distrito sede. Instalada em 01-06-1912.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila é constituída do distrito sede.

Elevado á condição de cidade com denominação de Guaxupé, pela Lei Estadual n°. 663, de 18-09-1915.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisãoes territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo Decreto-Lei Estadual n°. 1058, de 31-12-1943, o município de Guaxupé perdeu parte do seu território para o novo município de São Pedro da União.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Transferência distrital

Pela Lei Provincial n°. 2500, de 12-12-1878, o distrito de Guaxupé, foi transferido dos municípios de Jacuí e São Sebastião do Paraíso para o de Muzambinho.

Fonte: www.guaxupe.mg.gov.br

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Guaxupé: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Guaxupé? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: